Ocorreu um erro neste gadget

Sendo A Boa Semente







Muito bom dia, meus amigos!


Que alegria estar aqui com vocês, para juntos refletirmos essa passagem de hoje, que é tão importante para todos aqueles que fazem parte da família A Boa Semente.

Primeiramente,gostaria de agradecer a todas aquelas pessoas que, de alguma maneira, fazem parte da história de nosso blog de reflexão diária do evangelho. Muitos colaboradores já passaram por aqui e fizeram com que esses quatro anos de evangelização fossem possíveis.

Hoje, o próprio Jesus vem nos exortar para tomarmos cuidado com os dois lados da parábola: lado de ser sermeador e o lado da semente semeada.

Primeiramente, vamos discutir um pouco sobre o fato de como a semente está germinando no solo de nosso coração...

Diariamente, Jesus vem falar ao nosso coração.

Você acha estranho isso? O que você acha, então, da declaração de São Francisco de Assis de que "é preciso pregar sempre o evangelho e, quando for preciso, utilizar as palavras"?

Olha só, se o ato de pregar o evangelho não é feito, exclusivamente, através da proclamação de palavras (ao que parece, pelo que as palavras expressam, essa modalidade que, em si, não é a mais importante), precisamos tomar muito cuidado com o que os nossos gestos, nossas atitudes acabam falando por nós.

Sendo assim, precisamos refletir profundamente sobre o que  temos falado no nosso agir, em nossas ações do dia a dia. Como é que temos anunciado Jesus sem ser com a nossa boca? Aliás, é, de fato, Jesus que temos anunciado com nossas atitudes ou os nossos atos de desamor, de egoísmo, de injustiça têm proclamado o inimigo do mestre?

Se não é Jesus que nossos atos têm proclamado e se nos dizemos ser cristãos, um sinal vermelhíssimo de alerta se acende à nossa frente, nesse momento e nos indica que precisamos refletir acerca de nossa vida...

O segundo ponto a discutirmos hoje diz respeito é o da semente semeada. Porém, aqui, não quero falar das sementes que estamos lançando ao longo de nossa caminhada, pois já é algo que imagino que entrou em nossa reflexão anterior.

O que queremos discutir aqui é, se Jesus fala conosco diariamente, a todo momento (e de fato Ele o faz), como a semente quem Ele tem lançado em nossos corações tem caído em nosso solo interior? Como temos acolhido? Essas sementes têm germinado em nós, gerado frutos de amor e de ações a favor do próximo?

Conhece-se a árvore pelos frutos que ela produz. Que frutos você traz em suas mãos? Frutos de concórdia ou de discórdia? De amor ou de ódio? Elas têm perdão, entrega, simplicidade, humildade, verdade em si?

O convite que faço a todos nós, inclusive a mim, é analisarmos onde nos enquadramos na parábola. Não quero estar no grupo das sementes sufocadas, que não germinaram e, muito menos, produziram frutos.


Além disso, também quero ser um bom semeador, que tem algum tipo de conteúdo bom e aproveitável para partilhar com as outras pessoas, ajudando, de alguma maneira, a fazer um mundo melhor para todos. Que o Espírito Santo nos ilumine em nossa reflexão. Grande abraço fraternal,



Márcio Gomes Pacheco

0 Comentário(s). Clique aqui!:

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN