Ocorreu um erro neste gadget

Evangelho do Dia - Lucas 4,21-30

— O Senhor esteja conosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, estando Jesus na sinagoga, começou a dizer: 21“Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”.
22Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca. E diziam: “Não é este o filho de José?”
23Jesus, porém, disse: “Sem dúvida, vós me repetireis o provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo. Faze também aqui, em tua terra, tudo o que ouvimos dizer que fizeste em Cafarnaum”.
24E acrescentou: “Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria.
25De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. 26No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva que vivia em Sarepta, na Sidônia.
27E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”.
28Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. 29Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até ao alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. 30Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 4,35-41

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

35Naquele dia, ao cair da tarde, Jesus disse a seus discípulos: “Vamos para a outra margem!” 36Eles despediram a multidão e levaram Jesus consigo, assim como estava na barca. Havia ainda outras barcas com ele. 37Começou a soprar uma ventania muito forte e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca já começava a se encher. 38Jesus estava na parte de trás, dormindo sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram: “Mestre, estamos perecendo e tu não te importas?” 39Ele se levantou e ordenou ao vento e ao mar: “Silêncio! Cala-te!” O vento cessou e houve uma grande calmaria. 40Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?” 41Eles sentiram um grande medo e diziam uns aos outros: “Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?”

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 4,26-34

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 26Jesus disse à multidão: “O Reino de Deus é como quando alguém espalha a semente na terra. 27Ele vai dormir e acorda, noite e dia, e a semente vai germinando e crescendo, mas ele não sabe como isso acontece.
28A terra, por si mesma, produz o fruto: primeiro aparecem as folhas, depois vem a espiga e, por fim, os grãos que enchem a espiga. 29Quando as espigas estão maduras, o homem mete logo a foice, porque o tempo da colheita chegou”.
30E Jesus continuou: “Com que mais poderemos comparar o Reino de Deus? Que parábola usaremos para representá-lo? 31O Reino de Deus é como um grão de mostarda que, ao ser semeado na terra, é a menor de todas as sementes da terra. 32Quando é semeado, cresce e se torna maior do que todas as hortaliças, e estende ramos tão grandes, que os pássaros do céu podem abrigar-se à sua sombra”.
33Jesus anunciava a Palavra usando muitas parábolas como estas, conforme eles podiam compreender. 34E só lhes falava por meio de parábolas, mas, quando estava sozinho com os discípulos, explicava tudo.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Segurança em Jesus




O evangelho de hoje vem nos falar de nossa fé. A pergunta que Jesus fez aos discípulos é a mesma que Ele faz pra nós ainda hoje: “Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?”. Jesus é capaz de fazer tudo por nós, por que, mesmo sabendo disso, temos medo do que possa vir a acontecer?

Bom dia a todos!

Que possamos começar esse domingo com muita paz, do nosso Senhor Jesus Cristo.

Deus sempre está conosco em nosso barco, mas quando vem a tempestade, nós nos desesperamos e esquecemos aquela fé fervorosa que temos quando tudo está “perfeito”. Não podemos nos esquecer que na presença de Jesus estamos seguros. Isso é uma lição para nossa fé, e também uma promessa de Deus a todos nós.

Quando Jesus nos chama a segui-lo, Ele nos promete segurança, não precisamos temer com Ele. Essa passagem no evangelho de hoje nos mostra isso; a tempestade acalmada significa que ao segui-lo, devemos também ter confiança.

No Evangelho de Mateus, no capítulo 14, podemos encontrar a passagem em que Jesus anda sobre as águas. É também parecido com o evangelho de hoje. Os discípulos vêem Jesus caminhar sobre as águas e ficam assustados, então Pedro pede uma prova, pede para que Jesus o deixe caminhar também sobre as águas. Mas com um vento, Pedro fica com medo e começa a afundar. Se fosse nos dias de hoje, também aconteceria o mesmo.

Se formos analisar, vamos perceber que acontece conosco o mesmo que aconteceu no evangelho com os discípulos. É certo que nos momentos de desespero nós esquecemos de quase tudo, mas Deus jamais pode ser esquecido. Quando temos algum enfermo, ou até mesmo nós estamos doentes, temos medo de morrer. Não queremos saber o propósito ou a vontade de Deus, somente clamamos que Ele nos salve.

Em muitas situações, Deus pode estar testando nossa fé. Não só no exemplo que citei da doença, mas em vários casos. São muitas as tempestades em nossa vida. Mas precisamos ter consciência de que Jesus sempre permanece em nosso barco, Ele sempre está conosco.

A ordem de Deus pra nós hoje é que se acreditamos mesmo nEle, precisamos confiar, precisamos ter fé. Se até o mar obedeceu as palavras de Jesus, por que nós, também não iremos obedecer a essa Palavra?

Vamos pensar bem nisso. Haverá muitas tempestades em nossa vida. Mas Jesus sempre está presente no barco; SEMPRE! Vai ser sempre assim, mesmo que nós não acreditemos. Mas se nós acreditamos, vamos então, ter fé nesse Deus que sempre está conosco.

Um grande abraço!
A paz de Jesus...


Cinthya Cardoso de Araújo
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 4,21-25

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, Jesus disse à multidão: 21“Quem é que traz uma lâmpada para colocá-la debaixo de um caixote, ou debaixo da cama? Ao contrário, não a põe num candeeiro? 22Assim, tudo o que está em segredo deverá ser descoberto. 23Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça”. 24Jesus dizia ainda: “Prestai atenção no que ouvis: com a mesma medida com que medirdes, também vós sereis medidos; e vos será dado ainda mais. 25Ao que tem alguma coisa, será dado ainda mais; do que não tem, será tirado até mesmo o que ele tem”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

A Lâmpada Sobre o Candeeiro




Muito bom dia, meus amigos.

Que a paz do nosso Senhor Jesus Cristo seja derramada no coração de cada um.

Marcos escreveu esse Evangelho com uma importante finalidade, responder à pergunta: “Quem é Jesus?” Ele, ao contrário, não responde a essa pergunta com doutrinas ou discursos de Jesus, mas relata o que Jesus fez, permitindo que nós, leitores, cheguemos à uma conclusão acerca de quem é Jesus verdadeiramente.

Nesse Evangelho, percebemos que a lâmpada que serve para ser colocada sobre o candeeiro é Jesus, a verdadeira luz do Pai, que veio para iluminar todo coração humano. Jesus é a luz do mundo, Ele é a Palavra de Deus, o Verbo que se fez Carne, por isso precisa ser colocado em evidência, e não sob uma vasilha, impedindo que Seu brilho seja manifestado.

A pregação de Jesus não visava um grupo restrito de pessoas, ao contrário, Seu desejo era que todos fossem inundados com o Teu amor e com Teus ensinamentos, sem distinção de classe social. Todos tinham o direito de recebê-lO, embora permanecendo livres para escolherem qual caminho seguir.

Do mesmo modo, Seu desejo de que Sua palavra seja semeada em todos os lugares, no coração de todas as pessoas continua, por isso cabe a nós, a partir do Evangelho de hoje, nos colocarmos como sendo a lâmpada deste candeeiro. Afinal, o próprio Jesus nos diz isso: “Vós sois a luz do mundo.” (Mat.5, 14)

Reparem como é lindo o que Jesus planeja conosco, o quanto Ele quer usar de nós e o quanto é grande Sua misericórdia para conosco, pois sabemos de nossas misérias, de nossos pecados, e mesmo assim, Jesus não deixa de nos amar e de fazer de nós canal da Sua graça.

A tarefa concreta para assumirmos nossa identidade cristã é nos abrirmos à evangelização, sendo luz na nossa família, no nosso trabalho, no sofrimento, no amor, manifestando, com efeito, uma graça de uma dimensão imensurável, porque estaremos trabalhando para a edificação do Reino de Deus e, portanto, a salvação em Jesus Cristo será alcançada.

Façamos uma revisão de concepções:

Onde estou colocando Jesus na minha vida? Será em um ponto estratégico, ou será que estou colocando-O debaixo de uma vasilha, de uma mágoa, de um pecado?

Estou dando continuidade à missão de Jesus?

Estou impondo restrições às pessoas?

Será que tenho tendência a me ater somente àquilo que me convém, desprezando aquilo que não segue meus padrões?

Peçamos a Deus que derrame sobre nós a graça de sermos reflexos de Jesus, tomando-O como único modelo de vida, para que sejamos sempre pessoas acolhedoras, amáveis, iluminadoras de vida.

Deus abençoe a cada um.



Monike Stival Martins
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 4,1-20

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus começou a ensinar de novo às margens do mar da Galileia. Uma multidão muito grande se reuniu em volta dele, de modo que Jesus entrou numa barca e se sentou, enquanto a multidão permanecia junto às margens, na praia.
2Jesus ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. E, em seu ensinamento, dizia-lhes: 3“Escutai! O semeador saiu a semear. 4Enquanto semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho; vieram os pássaros e a comeram. 5Outra parte caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; brotou logo, porque a terra não era profunda, 6mas, quando saiu o sol, ela foi queimada; e, como não tinha raiz, secou. 7Outra parte caiu no meio dos espinhos; os espinhos cresceram, a sufocaram, e ela não deu fruto.
8Outra parte caiu em terra boa e deu fruto, que foi crescendo e aumentando, chegando a render trinta, sessenta e até cem por um”. 9E Jesus dizia: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. 10Quando ficou sozinho, os que estavam com ele, junto com os Doze, perguntaram sobre as parábolas. 11Jesus lhes disse: “A vós, foi dado o mistério do Reino de Deus; para os que estão fora, tudo acontece em parábolas, 12para que olhem mas não enxerguem, escutem mas não compreendam, para que não se convertam e não sejam perdoados”.
13E lhes disse: “Vós não compreendeis esta parábola? Então, como compreendereis todas as outras parábolas? 14O semeador semeia a Palavra. 15Os que estão na beira do caminho são aqueles nos quais a Palavra foi semeada; logo que a escutam, chega Satanás e tira a Palavra que neles foi semeada. 16Do mesmo modo, os que receberam a semente em terreno pedregoso, são aqueles que ouvem a Palavra e logo a recebem com alegria, 17mas não têm raiz em si mesmos, são inconstantes; quando chega uma tribulação ou perseguição, por causa da Palavra, logo desistem.
18Outros recebem a semente entre os espinhos: são aqueles que ouvem a Palavra; 19mas quando surgem as preocupações do mundo, a ilusão da riqueza e todos os outros desejos, sufocam a Palavra, e ela não produz fruto. 20Por fim, aqueles que recebem a semente em terreno bom são os que ouvem a Palavra, a recebem e dão fruto; um dá trinta, outro sessenta e outro cem por um”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 10,1-9

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir. 2E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. 3Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos.4Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 5Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’6Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. 7Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa. 8Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 9curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’ ”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Enviados Em Missão





Muito bom dia, meus amigos!


Particularmente falando, eu amo de paixão essa passagem de hoje! Jesus, depois de ter dado certa formação a seus alunos, depois de ter dado vários exemplos de como realizar a vontade do Pai na vida do próximo os envia em missão, onde Ele mesmo deveria ir. Olha que lindo, os discípulos foram mandados, em nome de Jesus, como verdadeiros porta-vozes do Senhor, para manifestar o anúncio da boa nova e a manifestação de inúmeras graças no meio daquele povo necessitado.

Todos nós viemos a esse mundo com a missão de sermos "a cara do Pai", que é amor. Nossa missão é amar a todos e através de todos os gestos de doação e entrega. Não pode haver limites para manifestação desse amor!

Tristemente, muitos de nós andam sem rumo certo, como verdadeiros barcos à deriva. Em nosso coração até que existe uma vontade muito grande de servir ao Senhor, mas nos perdemos em nossos pensamentos e projetos próprios e nos esquecemos de lembrar de que o mais importante é o amor! O mais importante é sairmos da nossa espiritualidade individualista, onde buscamos estar mais próximos de Deus para garantir "nossa" passagem de ida para o paraíso.

É preciso aprendermos a enxergar a centelha divina que existe em todas as pessoas. É importantíssimo descobrirmos que aquela pessoa que está caída na calçada, suja, possui muuuuuito valor para Deus! Independentemente de ser por causa de álcool, de drogas, de desilusão com a vida... quantos excluídos gerados por famílias mal planejadas! Quantas crianças com fome, que se perdem pelas ruas, sem acesso à educação e que muitas vezes fazemos curva nas ruas, por medo de sermos assaltados...

Devemos ir além dos pré-conceitos que criamos e que fazem com que excluamos as pessoas que mais necessitam de atenção!

Jesus nos pede hoje para que possamos sair do nosso mundinho e irmos ao encontro do irmão que precisa! Que curemos suas doenças e que possamos mostrar, através de nossos gestos, que realmente o Reino de Deus está muito mais próximo do que imaginamos.

O desafio que faço hoje a você é que realmente você saia da sua bolha que forma seu universo particular e comece a enxergar os amados de Deus! É aí na sua própria casa que você deve começar... é necessário sermos missionários do amor!

Que tudo o que se opõe ao amor seja retirado da sua vida!

Vem, Espírito Santo, e convence nossos corações de nossas missões...

Grande abraço fraternal,



Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 16,15-18

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, Jesus se manifestou aos onze discípulos, 15e disse-lhes: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura! 16Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. 17Os sinais que acompanharão aqueles que crerem serão estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; 18se pegarem em serpentes ou beberem algum veneno mortal não lhes fará mal algum; quando impuserem as mãos sobre os doentes, eles ficarão curados”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Servir ao Senhor: Eis a Nossa Missão!




Bom dia, amados do Pai!

Feliz de nós por termos o privilégio da presença do Senhor em nossas vidas com a partilha do santo e renovador evangelho.

Hoje Jesus vem confirmar e lembrar a nós, seus filhos, a importância de servir, de forma a observarmos o grande ministério de missionários que recebemos do Pai. Somos de fato convidados a espalharmos as boas novas do Reino dos Céus pela autoridade conferida aos filhos do Pai.

Jesus designava isso aos apóstolos, de modo que puderam ser canais da graça, das bênçãos, curas e milagres, e é nesse propósito que o Senhor nos fala hoje: "Marcos, Klenia, Marcio, Bárbara, João, Pedro, tiago, Alice, Maria...ide por todos os lugares pelos quais passarem e pregai a boa nova, e levai a graça do alto, que da minha parte transmito ao meu povo".

Talvez nos perguntamos: "Mas de que forma as bênçãos divinas se farão? sou tão pequeno Senhor!" Mas saiba que tudo procede do Pai. Todas as coisas acontecem conforme a vontade de Deus.

Irmãos, muitos outros queridos do Pai, são curados e libertos pelo simples fato de os visitarmos, prestarmos atos sociais, ensiná-los com o nosso exemplo, que as virtudes rompem com as trevas que moram dentro de nós, pela graça do Espírito Santo. Muitas pessoas só precisam ser escutadas, amadas, sentirem-se dignas de estar vivas.

Por isso queridos, não nos preocupemos com a concretização da missão que Jesus nos designa fazer. Sejamos simples instrumentos para que o Espírito Santo de Deus realize prodígios e milagres na vida de todos que crêem no Pai para alcançar a salvação. O importante é que possamos nos deixar ser usados pelo Espírito de Deus, para cumprir a Sua vontade, que é soberana e perfeita.




Klênia e Marcos
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 1,1-4; 4,14-21

— O Senhor esteja conosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

1Muitas pessoas já tentaram escrever a história dos acontecimentos que se realizaram entre nós, 2como nos foram transmitidos por aqueles que, desde o princípio, foram testemunhas oculares e ministros da palavra.
3Assim sendo, após fazer um estudo cuidadoso de tudo o que aconteceu desde o princípio, também eu decidi escrever de modo ordenado para ti, excelentíssimo Teófilo. 4Deste modo, poderás verificar a solidez dos ensinamentos que recebeste.
Naquele tempo, 4,14Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza.
15Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam.
16E veio à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura.
17Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: 18“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa-nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos 19e para proclamar um ano da graça do Senhor”.
20Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele.
21Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Intimidade vem com convivência. Você convive com Deus?




Bom dia, amigos.

Que o amor do pai e a sabedoria de nossa mãe esteja presente no coração de vocês. 

O Evangelho de hoje relata, com muita simplicidade, que os familiares de Jesus consideravam-no “louco”, pois não conseguiam compreender as atidudes de Jesus e das pessoas que Jesus ajudava.

O interesse suscitado pela pessoa do Mestre, que atraía multidões, deixava-os perturbados. É possível imaginar toda sorte de atitudes por parte dos que o procuravam. Quem necessitava de sua ajuda e era atendido, deveria manifestar-se com exaltação, exageros, histerias, gritaria, barulho. Quem o via com suspeita, não devia poupar críticas, desprezo, maledicências. Por sua vez, os parentes não conseguiam entender o porquê de tudo isto. Nem tinham parâmetros para compreender as palavras de Jesus e captar-lhes o sentido profundo. Tampouco tinham como explicar seu poder misterioso de fazer milagres e libertar os endemoninhados. Por isso, pareceu-lhes prudente prendê-lo em casa, de modo a evitar o espetáculo “deprimente” de ver aquele seu familiar falando e fazendo desatinos.

Na verdade, esses parentes já não eram mais os verdadeiros familiares de Jesus, que, agora, eram outros: aqueles que ele chamou para ser seus companheiros de missão. Estes, sim, pouco a pouco, foram se tornando capazes de compreender a sabedoria escondida nos gestos e nas palavras do Mestre.

Enganaram-se os que pensavam estar diante de um louco, pois ali se encontrava a mais pura sabedoria manifestada por Deus à humanidade. Logo, não sejamos como os familiares de Jesus que não compreenderam a dimensão de suas palavras e atitudes .Procuremos ter intimidade com Jesus para que possamos compreende-lo perfeitamente. Sabemos que intimidade é algo que depende das duas partes... Não basta somente Deus buscar ser íntimo do homem, o homem também tem que buscar intimidade com Deus. Mas, como ter essa intimidade?

Quando conhecemos uma pessoa, já no primeiro dia não contamos a ela toda a nossa vida, todos os nossos sonhos, ou os nossos segredos mais profundos. Por que? Porque ainda não somos íntimos com esta pessoa, mas se passar algum tempo, todos dias nós conversarmos um pouco e formos nos conhecendo mais e mais, chegará uma hora em que teremos confiança um no outro para lhe contar tudo o que se passa em nosso interior... podemos então afirmar que intimidade, vem com convivência. Nós não podemos ser íntimos de uma pessoa com a qual conversamos raramente e sempre temos uma conversa superficial.

Com Deus funciona da mesma forma, como podemos dizer que somos íntimos de Deus se mal falamos com ele diariamente, quando falamos sãs coisas superficiais... Deus tem buscado do homem, intimidade, Ele quer que passemos um tempo diário com Ele . Deus quer que contemos a Ele os nossos desejos, sonhos e segredos mais profundos. Mas será que Ele já não sabe disso tudo ? Você pode estar se perguntado, sim, Ele sabe, mas Ele tem prazer em nos ouvir e falar conosco, porque da mesma forma que quer ouvir os nossos segredos, Ele quer ter a oportunidade de compartilhar conosco os sonhos, os planos, e os desejos mais profundos do coração dEle.

Você quer conhecer os planos de Deus pra sua vida... então seja íntimo dEle!



Sueleide Assis
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 3,20-21

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 20Jesus voltou para casa com os discípulos. E de novo se reuniu tanta gente que eles nem sequer podiam comer. 21Quando souberam disso, os parentes de Jesus saíram para agarrá-lo, porque diziam que estava fora de si.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Louco Por Jesus!



Queridos irmãos, confesso que me senti incapaz diante de dois versículos que em um primeiro momento não me diziam “nada”.

Me atentei então ao que considerei a palavra chave do Evangelho: “Enlouqueceu”!

Jesus foi considerado nesse momento por seus familiares, um louco. Qual seria a loucura de nosso Deus feito homem?

Ele incomodava extremamente os poderosos de sua época, pelo seu comportamento inovador que desprezava a luxúria, o apego, as coisas terrenas, denunciava sem pudor a injustiça e acolhia os pecadores... Ele contradiz em seu tempo com os costumes e cultura daquela sociedade ameaçando os mais favorecidos e dominadores. Sua loucura arrastava multidões ao ponto de não possuir alimentação para todos, mas o seu alimento, sabemos, era simplesmente a cura da alma e do coração de todos os que Ele acolhia com tanta dedicação.
 
No evangelho de ontem, nosso pequeno comentarista diz com sabedoria que “o discípulo imita o Mestre”. Consciente disso, convido você a fechar seus olhos e pedir a Jesus a graça de ser um bom discípulo e de abraçar a “loucura” de Deus, amando a missão que Ele nos dá, arrastando multidões de pessoas para perto de seu filho que deseja a restauração de todos nós.

Jesus arrastava multidões, com pessoas de todo tipo. Ele não excluía ninguém e disse certa vez: “não vim para os curados e sim para os doentes e pecadores”. Ele não veio para um pouco de gente, veio para todos.

Vamos espalhar nossa boa semente que é o amor de Jesus e transformar mais e mais corações. Todo o nosso esforço é pouco, queiramos fazer mais e mais, cada vez mais! Essa é a missão do “louco” por Jesus! Deus abençoe você nessa bonita loucura.

Um abraço a todos!



Ângela Abadia de Jesus
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 3,13-19

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 13Jesus subiu ao monte e chamou os que ele quis. E foram até ele.14Então Jesus designou Doze, para que ficassem com ele e para enviá--los a pregar,15com autoridade para expulsar os demônios. 16Designou, pois, os Doze: Simão, a quem deu o nome de Pedro; 17Tiago e João, filhos de Zebedeu, aos quais deu o nome de Boanerges, que quer dizer “Filhos do trovão”; 18André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o cananeu, 19e Judas Iscariotes, aquele que depois o traiu.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

O Discípulo Imita o Mestre




Olá amigos, é muito bom falar de Jesus pra vocês. Meu nome é Diogo Raphael e tenho nove anos. Espero que Jesus possa me ajudar a falar coisas importantes e bonitas para tocar o coração de cada um.

Naquele tempo Jesus escolheu os doze discípulos; ele os chamou para expulsar demônios e pregar. E hoje ele continua chamando a nós que cremos n'Ele para ajudar as pessoas que estão tristes, que deixaram os “demônios” entrar em seus corações. Minha mãe me explicou que esses “demônios” são coisas ruins que deixamos entrar em nosso coração: tristeza, vaidade, orgulho, inveja, ódio, falta de perdão e muitas outras coisas.

Ser discípulo hoje é levar Jesus para essas pessoas, para que Ele possa derramar seu amor sobre elas.

Também aprendemos com essa passagem que ser discípulo é imitar seu Mestre. A mamãe contou uma música que fala sobre isso, ela é assim:

“Amar como Jesus amou, Sonhar como Jesus sonhou, Viver como Jesus viveu Sentir o que Jesus sentia, Sorrir como Jesus sorria, E ao chegar o fim do dia, Eu sei que eu dormiria, Muito mais feliz.”

Se todo mundo for capaz de imitar Jesus vai ser um discípulo nota dez e fará muitas pessoas felizes e será muito mais feliz.

Eu vou ser um discípulo feliz, e você?


Rapha
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 3,7-12

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 7Jesus se retirou para a beira do mar, junto com seus discípulos. Muita gente da Galileia o seguia. 8E também muita gente da Judeia, de Jerusalém, da Idu méia, do outro lado do Jordão, dos territórios de Tiro e Sidônia, foi até Jesus, porque tinham ouvido falar de tudo o que ele fazia. 9Então Jesus pediu aos discípulos que lhe providenciassem uma barca, por causa da multidão, para que não o comprimisse.
10Com efeito, Jesus tinha curado muitas pessoas, e todos os que sofriam de algum mal jogavam-se sobre ele para tocá-lo. 11Vendo Jesus, os espíritos maus caíam a seus pés, gritando: “Tu és o Filho de Deus!” 12Mas Jesus ordenava severamente para não dizerem quem ele era.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Um Olhar Que Cura




Bom dia, amados de Deus!

Que a força do Alto seja derramada sobre você neste dia...

Mais uma vez o Senhor vem nos falar de cura... Aliás, se nos atentarmos bem e prestarmos atenção, perceberemos que todo o Evangelho fala de cura e mostra Jesus realizando curas...

Jesus, além de nos trazer a salvação, veio curar o seu povo! O povo sofrido, amargurado, desfigurado pelo pecado, pelas armadilhas do inimigo de Deus... Um povo que até então se via tão distante do Senhor, imaginando um Deus lá no Céu, pronto para condenar aquele que caisse no pecado... E de repente se encontram com um Deus humano, amoroso, que prega a misericórdia, a conversão, a mudança de vida... Um Deus que eleva a pessoa humana ao mais alto grau de dignidade que ela pudesse alcançar... Um Deus que desperta nas pessoas a fé de que podem dar certo, de que podem se tornar, cada vez mais, pessoas melhores, pessoas boas...

Jesus não curava apenas as doenças e enfermidades físicas das pessoas... Jesus curava também as doenças espirituais e principalmente a alma... Curava as carências daqueles que não foram amados, que foram abandonados, que foram rejeitados e excluídos, como aquele leproso... Muitas vezes, meus irmãos, uma ferida na alma, no coração, é mais dolorida que uma enfermidade física. E Jesus, na sua pedagogia de amor, na sua divindade humana, utilizava apenas de um olhar para curar as pessoas e, naquele instante, amá-las de forma única e inigualável...

Não sei como está a sua vida nesta quinta-feira, mas talvez você necessite ser olhado de uma forma diferente... Talvez você precisa ser olhado com um olhar amoroso, misericordioso, carinhoso... Pois você não é uma pessoa qualquer... Você não é um filho de chocadeira! Você é um filho amado de Deus... E é esse amor de Deus que pode te curar hoje, meu irmão... Deixe-se ser olhado por Jesus... Mesmo que seja através de um irmão, de uma pessoa conhecida, de uma pessoa desconhecida... Não importa o que você fez ou deixou de fazer pois Deus te ama da mesma forma! O amor d'Ele é o mesmo de quando Ele te criou... Portanto, não tenha medo de se abrir ao Amor de Deus e ser tocado por Ele...

Que o Espírito Santo inflama o teu coração com o Amor do Pai e cure todas as suas enfermidades...

Bendito e louvado seja Deus, por tão grande amor...

Um grande e carinhoso abraço!


Danilo Lopes Ribeiro
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 3,1-6

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus entrou de novo na sinagoga. Havia ali um homem com a mão seca. 2Alguns o observavam para ver se haveria de curar em dia de sábado, para poderem acusá-lo. 3Jesus disse ao homem da mão seca: “Levanta-te e fica aqui no meio!” 4E perguntou--lhes: “É permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal? Salvar uma vida ou deixá-la morrer?” Mas eles nada disseram. 5Jesus, então, olhou ao seu redor, cheio de ira e tristeza, porque eram duros de coração; e disse ao homem: “Estende a mão”. Ele a estendeu e a mão ficou curada. 6Ao saírem, os fariseus com os partidários de Herodes, imediatamente tramaram, contra Jesus, a maneira como haveriam de matá-lo.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Cura em Dia de Sábado




Bom dia, amados!

Louvemos ao Senhor por mais esta manhã, por mais um dia de bençãos e por este presente que Ele nos oferece que é o dom da vida!

No evangelho de hoje vemos Jesus sondar os corações daqueles fariseus, e por sondar e saber o que se passa no mais íntimo de cada um, Ele já sabia o que se passava nos seus corações, e opera mais um milagre em um dia de sábado.

Somos até hoje muito questionados por alguns irmãos evangélicos que não compreenderam ainda a essência do Novo Testamento, o amor supremo, em face de leis que antes vigoravam. Jesus deixa claro que o amor vale muito mais que qualquer lei, e por isso mesmo é tão criticado, tão recriminado, pois Ele vem quebrar barreiras, paradigmas.

Ao perceber o que se passa no coração daqueles homens, que esperavam apenas por uma oportunidade para poder julgar o Senhor, Ele realiza sim a cura naquele homem, mostrando que indiferente ao dia da semana, o que vale é o coração, o amor e a fé das pessoas.

O Senhor não precisa de um dia específico, uma hora propícia para curar e restaurar a vida das pessoas, pois para Ele que tudo é e tudo pode, todos os momentos são propícios!

Peçamos ao Senhor que abra os nossos corações para o dom supremo do amor e da misericórdia, a verdadeira lei que deve reger nossos passos e nossa conduta, pois foi para isso que Ele veio, para os fracos, os doentes, os que precisam de cura!

Louvemos ao Senhor pois tamanho amor Ele tem por nós, e que sempre Ele possa manifestar mais e mais este amor sobre as nossas vidas.

"Obrigada Senhor pelo Teu amor e misericórdia. Obrigada porque conheces nossa realidade, e sondas o nosso ser no mais íntimo... te louvamos porque ainda assim, conhecendo nossas misérias. Tu manifestas o Teu amor, e derrama sobre nós a Tua graça e amor em abundância. Aumenta em nós a fé Senhor para que possamos testemunhar o que fazes em nós e por nós a cada instante. Fortalece-nos para que possamos te servir a cada nova manhã com alegria e amor no coração. Obrigada Senhor pelo que és, obrigada por tão grande amor..."


Klênia e Marcos
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 2,23-28

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

23Jesus estava passando por uns campos de trigo, em dia de sábado. Seus discípulos começaram a arrancar espigas, enquanto caminhavam. 24Então os fariseus disseram a Jesus: “Olha! Por que eles fazem em dia de sábado o que não é permitido?”
25Jesus lhes disse: “Por acaso, nunca lestes o que Davi e seus companheiros fizeram quando passaram necessidade e tiveram fome? 26Como ele entrou na casa de Deus, no tempo em que Abiatar era sumo sacerdote, comeu os pães oferecidos a Deus, e os deu também aos seus companheiros? No entanto, só aos sacerdotes é permitido comer esses pães”. 27E acrescentou: “O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado. 28Portanto, o Filho do Homem é senhor também do sábado”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Sobre o Sábado




Muito bom dia, meus amigos e irmãos em Cristo!

É interessante como certos temas são sempre muito polêmicos, né? Sabemos bem que existem cristãos divididos, ao redor do mundo, defendendo suas ideologias a respeito de que dia devemos guardar para dedicarmos ao Senhor.

Nosso objetivo de hoje não é ficar alimentando a fogueira de discussões. Quero testemunhar sobre um diálogo que um dia tive com uma companheira de serviço e que, alguns dias depois, acabei partilhando com aquela que o Senhor me presenteou como esposa...

O Senhor me deu a oportunidade de trabalhar por um certo tempo com uma serva muito dedicada, uma líder da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Durante muito tempo fiquei alimentando em meu interior a vontade de iniciar um diálogo sobre o tema que, provavelmente, é o mais debatido entre eles e aqueles que guardam o domingo, como dia de adoração ao Senhor.

Um dia acabei tendo coragem e descobri que às vezes deixamos de aprender coisas preciosíssimas em decorrência de certos "pré-conceitos" que trazemos dentro de nós mesmos.

Os servos de tal igreja costumam tirar o sábado para fazer coisas que estejam, diretamente, ligadas ao Senhor. Assim, se vão assistir algum filme, escolhem apenas filmes religiosos, que tragam edificação espiritual; Se escolhem ler alguma coisa, algum livro, sempre escolhem algo que também traga edificação; se tem alguém que não visitam há algum tempo, é no dia de sábado que procuram fazer essa visita, buscando edificar também a outra pessoa; etc.

Por um instante me pus a pensar sobre o nosso cultuado domingo...

Confesso que fiquei com vergonha. Há algum tempo fico incomodado, pois o dia que era para ser do Senhor, passou a ser o dia do futebol, o dia da cerveja, o dia do churrasco, o dia da ressaca da balada do dia anterior (isso mesmo, dia... antigamente era só a noite, né?).

Até mesmo muitos dos que se dizem católicos praticantes têm "desfigurado" aquele que era para ser um dia de prestar honras ao Senhor, que se entregou completamente de amor por nós.

Não quero aqui ficar apontando dedo para ninguém, muito menos condenar. Na realidade o objetivo mesmo é apenas de fazer com que reflitamos sobre isso. Eu mesmo preciso dar a mão à palmatória, pois reconheço que, muitas vezes, o domingo é, para mim, "dia do cochilo depois do almoço"!

Estou começando minha vida matrimonial e já há algum tempo, pouco depois que tive esse diálogo, falei com a Anaíle sobre minha vontade de realmente fazermos do dia do Senhor um dia de busca de aproximação do Senhor e aprofundamento de nossa espiritualidade.

Que o Espírito Santo possa incomodar todos os corações que lerem esse artigo a ponto de repensarem seus atos. Escrevendo ele já estou refletindo sobre os meus.

Não importa, em meu modo de ver, se determinada religião opte pelo sábado e outra pelo domingo. Tenho certeza de que o que realmente agrada a Deus é possuirmos um coração que se volte, sinceramente, a Ele e busque cultuá-lo acima de todas as coisas e, principalmente, dos prazeres e caprichos da carne.

Grande abraço fraternal,

  

  

Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 2,18-22

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 18os discípulos de João Batista e os fariseus estavam jejuando. Então, vieram dizer a Jesus: “Por que os discípulos de João e os discípulos dos fariseus jejuam, e os teus discípulos não jejuam?” 19Jesus respondeu: “Os convidados de um casamento poderiam, por acaso, fazer jejum, enquanto o noivo está com eles? Enquanto o noivo está com eles, os convidados não podem jejuar. 20Mas vai chegar o tempo em que o noivo será tirado do meio deles; aí, então, eles vão jejuar. 21Ninguém põe um remendo de pano novo numa roupa velha; porque o remendo novo repuxa o pano velho e o rasgão fica maior ainda. 22Ninguém põe vinho novo em odres velhos; porque o vinho novo arrebenta os odres velhos e o vinho e os odres se perdem. Por isso, vinho novo em odres novos”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Na Presença de Jesus





Que a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja no coração de cada um de nós!

Que o Senhor Deus faça deste dia repleto das bençãos e graças divinas, tenhamos todos um ótimo dia, de paz, de alegria, de sabedoria, de trabalho, tudo pela presença do Senhor que é Pai!

Com alegria partilhamos esse evangelho do dia. Recebamos irmãos a mensagem que da parte de Deus nos é colocada hoje, mas, antes de tudo, peçamos ao Senhor que o Espírito Santo venha de encontro à nossa inteligência e abra nosso ser para refletirmos sobre o que o Senhor precisa nos dizer neste dia.

Ficamos imaginando o que Jesus queria dizer com essa metáfora descrita por Ele no evangelho. Primeiramente, Ele falava da sua própria presença no meio de nós. Naquela época em que Jesus passou pela terra, o simples fato de Jesus se fazer presente, já era o bastante para que curas acontecessem, para que milagres se fizessem, para que pessoas se transformassem, tamanho era o poder Dele.

Por isso, Ele respondeu aos fariseus e aos discípulos de João Batista que os seus não jejuavam, porque, estava com o noivo da festa. Ele queria dizer a respeito de como Ele dava as condições santas e divinas para quem permanecia na sua presença, para quem o aceitava na sua vida.

Seus discípulos viviam o estado da graça de modo absoluto, pois, fisicamente o Rei se fazia presente ali mesmo, junto com todos os pecadores, e, de modo admirável, o Senhor vivia de forma singela, não se engrandecia, não se fazia notar, mas, também não precisava, todos que se achegavam até Ele, percebiam a diferença que era ficar junto com o Deus verdadeiro.

Imaginemos irmãos, como era bom ficar juntinho do Senhor Jesus, fisicamente falando. Mas a grandeza e o amor do Senhor são tão fortes, que o Pai não se conteve e precisou mandar até nós o Espírito Santo. É dessa forma que Jesus diz nesse evangelho que nós não podemos colocar vinho novo em odres velhos, e nem remendo novo em tecido velho.

Jesus já estava dizendo da Graça do Espírito Santo de Deus que nos acompanharia. Ele sabia que tinha que cumprir sua missão de filho, sua missão de redentor entre nós. Ele teria que nos dar a salvação pelo amor do Pai à humanidade, e, para isso teria que sofrer e morrer na cruz.

Assim, não poderia mais o Noivo estar presente na festa, significando portanto, que todos os seus discípulos teriam que, então, começar a jejuar. Quer dizer, Jesus dizia da preparação do nosso ser para recebermos o Espírito da verdade, para que pudéssemos estar limpos, santificados para que repousasse sobre nós o Espírito Santo.

Por isso ele dizia que somente quando o noivo não estivesse mais entre os seus na festa, é que poderia jejuar. Aí teríamos que limpar nosso ser de fato para recebermos todas as graças já proferidas pelo Salvador.

Portanto, irmãos, façamos como o próprio Jesus nos diz: invoquemos a ação libertadora do Pai sobre a nossa vida, para que se realize em nós, hoje, a sublime manifestação do poder de Deus através do Paráclito que nos consola:

“Senhor Deus, hoje queremos te pedir a graça e a fortaleza para que possamos fazer nossos sacrifícios, jejuns, penitências, e oferecê-los a ti, de modo que limpemos nosso ser, de forma que estejamos prontos para alcançar a graça esperada vinda do alto. Ó Pai, pedimos à ti que lave-nos, transforme-nos em vasos novos, molda-nos com a tua mais poderosa graça, o amor. Que o Senhor venha de encontro à nossa fraqueza e destrua tudo o que o mundo constrói no nosso ser e que atrapalha de recebermos por completo o Teu Espírito Santo. Queremos estar transbordando de bençãos do alto. Queremos hoje fazer de nosso ser a morada da graça, o templo do poder divino. Assim te pedimos Pai, para que possamos gozar da companhia abençoada do Noivo que nos espera para juntos vivermos a festa do Céu, ainda aqui na terra. Amém!”



Klênia e Marcos
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 2,1-11

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente.
2Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.
3Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.
4Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”.
5Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser”.
6Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.
7Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água”. Encheram-nas até a boca. 8Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala”. E eles levaram.
9O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.
10O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho bom até agora!”
11Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Fazei Tudo o Que Ele Vos Disser



 

Muito boa tarde, meus irmãos!

O evangelho de hoje nos leva a refletir sobre o papel de intercessora de Maria, perante Jesus. É certo que o próprio Jesus afirma que Ele é o caminho, a verdade e a vida e que ninguém chega ao Pai senão por Ele. E isso é fato! Porém, sabemos muito bem que o bom filho não rejeito o pedido de uma mãe amorosa e carinhosa, ainda mais quando se é um filho obediente. Dessa maneira, não há mal algum se algumas pessoas preferem pedir auxílio à mãe para chegar até o filho, que por sua vez, é o caminho ao Pai.

Como diz uma música muito abençoada do Pe. Zezinho, "não és deusa, não és mais que Deus, mas depois de Jesus, o Senhor, nesse mundo ninguém foi maior".

É necessário que compreendamos bem essas palavras sábias. Muitas pessoas, inocentemente, desviam o olhar de Jesus e se apegam exclusivamente à nossa mãezinha querida. É lógico que quando amamos de verdade alguém, queremos sempre estar o mais próximo possível do ser amado. Porém nunca devemos nos esquecer que é nossa própria mãe quem nos indica o verdadeiro caminho:


"Fazei o que Ele vos disser"
Jo 2, 5

Essa passagem de hoje nos faz termos a certeza do poder da intercessão de Maria junto a Jesus. Ele mesmo mostra à nossa mãezinha que ainda não era chegado o momento da manifestação de milagres e de sua vida pública, mas em decorrência do pedido feito por ela, como filho obediente que sempre foi, Jesus antecipa o momento.

Na cultura judaica, vinho significa "alegria". Imaginem uma festa em que a alegria tenha acabado? Maria estava atenta às necessidades daquelas pessoas e levou a situação ao conhecimento de Jesus, que realizou, então, seu primeiro milagre! Nós também, podemos apresentar nossas necessidades à nossa mãezinha e pedir que ela apresente a Jesus, daquele modo que só mesmo as mães sabem fazer, sendo nossa advogada em nossa causa.

O convite que te faço para hoje é esse. Realmente assumir a maternidade de Maria, como nossa mãe e intermediadora. É tão gostoso quando deitamos no colo de nossa mãe terrestre, não é verdade? Nossa alma também anseia em deitar no colo de nossa mãezinha celeste...

Lembra daquela outra música do Pe Zezinho que começa com "eu era pequeno, nem me lembro... só lembro que à noite aos pés da cama, juntava as mãozinhas e rezava apressado... mas rezava como alguém que ama"...? Que realmente possamos orar com a pureza da criança que ainda vive escondidinha em algum cantinho do nosso interior, porque é justamente essa pureza de criança que agrada a Deus.

Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 2,13-17

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 13Jesus saiu de novo para a beira mar. Toda a multidão ia a seu encontro, e Jesus os ensinava. 14Enquanto passava, Jesus viu Levi, o filho de Alfeu, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Levi se levantou e o seguiu.
15E aconteceu que, estando à mesa na casa de Levi, muitos cobradores de impostos e pecadores também estavam à mesa com Jesus e seus discípulos. Com efeito, eram muitos os que o seguiam.
16Alguns doutores da Lei, que eram fariseus, viram que Jesus estava comendo com pecadores e cobradores de impostos. Então eles perguntaram aos discípulos: “Por que ele come com cobradores de impostos e pecadores?”
17Tendo ouvido, Jesus respondeu-lhes: “Não são as pessoas sadias que precisam de médico, mas as doentes. Eu não vim para chamar justos, mas sim pecadores”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Jesus Chama Os Pecadores


 

Querido irmão (ã), que a graça de Deus esteja com você. É muito bom saber que você hoje veio ouvir o que Jesus tem pra te falar. Ele fala sempre, não é mesmo? Mas às vezes estamos muito ocupados para ouvi-lo. Tenho pensado muito nisso ultimamente: “OUVIR JESUS! Prestar mais atenção aos sinais que Ele me dá! Calar meu coração!”.

Te convido hoje a vivenciar também essa experiência e ouvir o que Ele tem pra te dizer.

Hoje a palavra de Deus é clara: “Jesus veio para os pecadores, para os doentes”. Isso nos faz compreender que em primeiro lugar não devo me considerar indigno do chamado de Deus por mim, porque Ele bem sabe de minhas fraquezas, de minha miséria e pequenês, mais do que ninguém; mas Ele me ama e quer contar comigo.

Muitos de nós e muitos de muitos irmãos em nosso grupo de oração às vezes se sentem assim, tão pequenos que se calam, se escondem e não conseguem servir na obra de Deus dentro da comunidade. Então é preciso colocar em nosso coração a convicção de que Deus não chama a servir e evangelizar somente aquele irmão que possui o dom de cantar ou falar muito bem, Deus me chama também na minha humildade recepcionando o amigo que chega, visitando um doente, buscando visitantes para o grupo de oração e até mesmo fazendo biscoitinhos para uma confraternização, ao final da reunião. Deus te chama amando, sorrindo e apertando a mão do irmão.

Em Segundo lugar, devemos deixar brotar em nosso coração o desejo de evangelizar segundo o que Jesus nos ordena: Buscar os pecadores e os doentes. Deus quer que busquemos para perto d’Ele quem mais precisa ser curado, restaurado e transformado, como Ele fez a Mateus. Quem está conosco todos os sábados no grupo de oração precisa do nosso amor, confiança e amizade, mas devemos nos lembrar que o grupo ultrapassa as paredes da Capela, que ele deve ir até a comunidade onde há “doentes”, para serem curados. Nisso, consisti nossa missão.

Pensemos nisso e deixemos Deus nos mover a uma missão de evangelização realmente restauradora.


Ângela Abadia de Jesus
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 2,1-12

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

1Alguns dias depois, Jesus entrou de novo em Cafarnaum. Logo se espalhou a notícia de que ele estava em casa. 2Reuniram-se ali tantas pessoas, que já não havia lugar, nem mesmo diante da porta.
3Trouxeram-lhe, então, um paralítico, carregado por quatro homens. 4Mas não conseguindo chegar até Jesus, por causa da multidão, abriram então o teto, bem em cima do lugar onde ele se encontrava. Por essa abertura desceram a cama em que o paralítico estava deitado.
5Quando viu a fé daqueles homens, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os teus pecados estão perdoados”. 6Ora, alguns mestres da Lei, que estavam ali sentados, refletiam em seus corações: 7“Como este homem pode falar assim? Ele está blasfemando: ninguém pode perdoar pecados, a não ser Deus”.
8Jesus percebeu logo o que eles estavam pensando no seu íntimo, e disse: “Por que pensais assim em vossos corações? 9O que é mais fácil: dizer ao paralítico: ‘Os teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘Levanta-te, pega a tua cama e anda’?
10Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem tem, na terra, poder de perdoar pecados, — disse ele ao paralítico: 11eu te ordeno: levanta-te, pega tua cama, e vai para tua casa!”
12O paralítico então se levantou e, carregando a sua cama, saiu diante de todos. E ficaram todos admirados e louvavam a Deus, dizendo: “Nunca vimos uma coisa assim”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

A Pedra Angular: Jesus!!!




Bom dia queridos irmãos!

Sentimos o maior prazer em estar com vocês mais um dia de segunda para refletirmos as palavras de nosso Deus e iniciarmos nossa semana. Agradeçamos a Deus pelo dom da vida neste dia!

Jesus usa de suas palavras hoje para comparar o acontecimento daquela vinha com sua própria vida. Deus em seu imenso amor e carinho por nós, nos deu seu único filho para que pudéssemos recebê-lo bem, e, como a vinha entregue aos vinhateiros, que pudéssemos cuidar de Jesus como o bem mais precioso. Imaginem a disposição do Senhor Deus em nos entregar de presente aquele predestinado para nos salvar para nos curar, para nos amar e, no entanto, tantas coisas aconteceram ao desagrado do Pai, que continuou nos amando.

Na plantação daquelas vinhas, o homem dono da terra preparou tudo com amor, atenção, responsabilidade e cuidado, para que tudo que fosse produzido fossem frutos de boa qualidade. Desse mesmo modo o Pai cuidou para que Jesus viesse no nosso meio. Ele reservou a mulher mais pura que existia para ser sua mãe e ainda um Pai que o pudesse amar. O Senhor Deus abençoou o seio da Família de Nazaré com Maria, santa, singela e crente em Deus e, com José, homem temente ao Senhor que soube honrá-lo em todos os momentos.

No entanto nós O rejeitamos desde o seu nascimento. Jesus foi perseguido, excluído, apontado como culpado e morto na humilhação da cruz. Jesus foi abandonado pelos seus conterrâneos e sofreu, padecendo até a tristeza da solidão quando orou ao Pai. Assim como aqueles vinhateiros o povo de Israel foi tomado pela ira, pela falta de abertura do coração, pela ausência da sabedoria Divina. Isso os cegou de tal forma que não viram e nem perceberam que o Senhor é quem nos ama e que veio somente para demonstrar-nos isso.

Apesar de todas as adversidades, o Senhor tornou-se a pedra angular, a base, o porto seguro, o refúgio certo, como sempre foi. Mas o Senhor voltou triunfante com o Deus verdadeiro, fazendo acontecer a obra do Senhor nosso Pai. Por isso, peçamos perdão ao Senhor por todas as vezes que agimos como aqueles vinhateiros, e com nosso coração vazio de Deus e cheio do mundo O deixamos em segundo plano. Clamemos a misericórdia de Deus, para que não aconteça conosco o que porventura acontecera com os vinhateiros, que talvez foram exterminados.

"Senhor venha em nosso socorro e tenha compaixão de nossas faltas. Que saibamos reconhecer Sua presença, que tenhamos a sabedoria de te clamar todos os dias pra viver conosco no nosso dia. Senhor, queremos te receber no coração como nosso Senhor neste dia. Queremos implorar pra que fique conosco e tenha a misericórdia de limpar nosso coração de toda fraqueza e miséria com teu Espírito Santo. Amém"


Klênia e Marcos.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 1,40-45

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 40um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediu: “Se queres, tens o poder de curar-me”. 41Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele, e disse: “Eu quero: fica curado!” 42No mesmo instante, a lepra desapareceu, e ele ficou curado.43Então Jesus o mandou logo embora, 44falando com firmeza: “Não contes nada disso a ninguém! Vai, mostra-te ao sacerdote e oferece, pela tua purificação, o que Moisés ordenou, como prova para eles!”
45Ele foi e começou a contar e a divulgar muito o fato. Por isso Jesus não podia mais entrar publicamente numa cidade: ficava fora, em lugares desertos. E de toda parte vinham procurá-lo.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Se Queres, Tens o Poder de Curar-me!




Muito bom dia, meus amigos e irmãos em Cristo!

Que a paz do Senhor esteja sempre no coração de vocês!

O evangelho de hoje vem nos apresentar a misericórdia de Deus por cada um de nós. Havia uma pessoa que sofria na pele, literalmente falando, de consequências que iam bem além do que a doença física lhe proporcionava em seu corpo. Era excluído e marginalizado, não só pelas pessoas da comunidade, como também pelos membros de sua família, uma vez que, conforme a lei de Moisés, quem era acometido de lepra, deveria ser expulso do convívio social.

Imaginem quanto sofrimento! Imaginem quanta dor! A solidão que imperava no coração daquele homem e, além disso, a opressão psicológica de ter de conviver com a idéia de que estava sendo castigado por Deus por algum erro cometido, seu ou de seus familiares, uma vez que naquele tempo se acreditava que as doenças físicas eram castigos enviados por Deus por más ações.

A lei ainda falava que tais pessoas deveriam, elas próprias, anunciarem suas presenças quando estivesse passando perto de alguém que fosse são, batendo no peito e gritando que eram leprosos. Além disso, deveriam se vestir da pior maneira possível, com trapos.

Quanta humilhação, meus amigos... vocês conseguem imaginar?

Pois bem. Aquele leproso descobre que Jesus estava passando em uma área perto dele, provavelmente pelo alvoroço que acompanhava as passagens de Jesus, e quebra todos os protocolos que existiam para pessoas acometidas de lepra, fazendo justamente o contrário do que deveria ser feito: ao invés de se isolar, vai ao encontro de Jesus, cai de joelhos, clamando a misericórdia do Mestre, dizendo que se Ele quisesse poderia curá-lo de sua enfermidade!

A palavra nos mostra que, cheio de compaixão, Jesus estende a mão, toca o leproso (o que também era proibido pela lei) e proclama sua vontade de que ele fosse curado, permitindo que ele fosse reinserido no convívio social, após que esse cumprisse os rituais de reinserção ordenados pela lei de Moisés.

Fico a imaginar o olhar de misericórdia de Jesus para com aquela pessoa sofrida e chagada. Aquele olhar de amor, aquele mesmo olhar transbordante de luz, de esperança, que buscava entrar no mais íntimo da pessoa para poder partilhar a dor do outro, as angústias, os sofrimentos, as ansiedades, os projetos, a vontade de ser curado.

E, da mesma maneira que Jesus entrou no interior daquele leproso, curando suas feridas internas e externas, hoje Ele quer fazer a mesma coisa com cada um de nós! Ele espera saber de nossas próprias bocas o que esperamos que Ele faça por nós.

Onde é que necessitamos ser curados, libertados, renovados?

Essa é uma pergunta muito pessoal, que apenas nós somos capazes de responder ao Senhor. Mesmo sabendo tudo de nossas vidas, o Senhor espera ansiosamente que o convidemos a fazer parte de nossas vidas, pois somente assim Ele poderá organizar tudo o que está fora de lugar em nosso ser. Ele não é como o ladrão, que chega invadindo, arrombando as portas. Ele espera ser convidado e, ao entrar na morada de seu coração, Ele espera que você o acolha e conte a respeito de sua vida, de suas dores, de seus projetos, de sua ansiedade, de seus medos para que Ele possa agir da melhor maneira.

Esse é o convite que faço para você hoje: deixe Jesus entrar definitivamente em sua vida e tomar conta da morada do seu coração. Deixe Ele ser o administrador de sua vida, te apresentar a melhor maneira de se viver, de se portar nas mais diversas situações.

Só você pode fazer o convite. Só você pode abrir a porta do seu coração. Só você pode se abrir definitivamente à ação de Deus. Então, por que deixar para depois o que deve ser feito agora?

Te convido, então, a parar um pouco o que você estiver fazendo, esteja você envolto de afazeres em seu serviço, em sua casa, ou simplesmente navegando à toa e sem rumo na internet. Pare o que estiver fazendo, feche seus olhos (se o ambiente não lhe proporcionar isso, que tal ir a algum lugar mais privativo, como um banheiro? Já fiz isso várias vezes e posso garantir que foi muito importante para mim) e clame a presença do Senhor em sua vida. Apresente a Ele tudo o que necessita ser curado e transformado.

Tenho certeza que muita coisa boa você irá experimentar se passar a conversar com mais frequência com o Senhor, mostrando as áreas de sua vida que necessitam ser curadas.

Espírito Santo, venha nos mostrar o caminho e a melhor maneira de sermos íntimos do Senhor!

Grande abraço fraternal,

    
Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 1,21b-28

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

21bEstando com seus discípulos em Cafarnaum, Jesus, num dia de sábado, entrou na sinagoga e começou a ensinar. 22Todos ficavam admirados com o seu ensinamento, pois ensinava como quem tem autoridade, não como os mestres da Lei.
23Estava então na sinagoga um homem possuído por um espírito mau. Ele gritou: 24“Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus”. 25Jesus o intimou: “Cala-te e sai dele!”
26Então o espírito mau sacudiu o homem com violência, deu um grande grito e saiu. 27E todos ficaram muito espantados e perguntavam uns aos outros: “Que é isso? Um ensinamento novo dado com autoridade: Ele manda até nos espíritos maus, e eles obedecem!” 28E a fama de Jesus logo se espalhou por toda parte, em toda a região da Galileia.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Pregar com Autoridade




Muito bom dia, meus amigos!

O Evangelho de hoje nos faz refletir muito sobre nossa vida de evangelizadores, especialmente para aqueles que exercem ministérios de pregação e de oração.

Existem, pelo menos, dois pontos importantíssimos que podemos observar na passagem de hoje:

  • Pregar com autoridade;
  • Não só os adoradores conhecem Jesus a fundo.

Em nossa reflexão de hoje iremos nos atentar ao primeiro item...

O evangelho nos mostra que as pessoas ficavam admiradas por causa da maneira usada por Jesus para anunciar o reino de Deus. Ficavam todos "encantados" porque Jesus falava diferentemente da maneira com que os doutores da lei e encarregados do templo costumavam apresentar às pessoas.

Todos nós, com certeza, já passamos por reuniões, missas, encontros em que notamos enorme diferença na maneira usada pelas pessoas para anunciar a Boa Nova. Alguns parecem entrar lá no mais íntimo do nosso ser e nos impulsiona a mudarmos as coisas que se encontram erradas em nossos atos. Porém, existem também aqueles que quase nos fazem dormir e sentimos que apenas estão "enchendo linguiça", jogando palavras fora.

Jesus falava como quem realmente era íntimo e conhecedor das coisas que anunciava. Era uma pessoa que estava em constante oração e ouvia diretamente da boca do Pai tudo aquilo que precisava ser anunciado.

Vários podem ser os motivos que diferenciam pregadores e Pregadores, mas creio estar aí a principal delas: orar e escutar do Senhor aquilo que necessita ser anunciado. O próprio Jesus muitas vezes disse aos discípulos que seria o Espírito Santo que falaria em nós... Porém, ele só fala com as pessoas que lhe são íntimas, que buscam vida de oração.

Bem sabemos que a intimidade só vem com o tempo, só vem com a convivência, com a troca de experiências.

Que o nosso coração possa se inflamar e sentir profundo desejo de sermos, todos, íntimos do paráclito do Senhor.

Vem, Espírito Santo, fazer morada em nosso ser!


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 1,14-20

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

14Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos, e crede no Evangelho!”
16E, passando à beira do mar da Galileia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus.
19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Pescadores de Homens




Bom dia amados, irmãos em Cristo Jesus.

Que o Senhor faça de nós hoje sinais da graça, para que possamos, onde passarmos, deixarmos o rastro de divindade que só Ele pode nos dar.

Peçamos ao Senhor que fique conosco.

Hoje, mais uma vez com alegria em partilharmos um pouco mais sobre as sábias palavras de nosso Deus, estamos aqui reunidos conforme a benção e o amor do querido e poderoso Senhor.

Quando Jesus dizia para que as pessoas convertessem e acreditassem no evangelho, uma vez que o Reino dos Céus estava próximo, estava dizendo a respeito das nossas atitudes aqui na terra, para que todos pudéssemos viver de um modo abundante, tendo paz, amor, prosperidade no seio da vivência humana.

Jesus nos ensina a colocarmos nossos planos, nossas vidas nas mãos do Pai e permitir que ele tome conta de tudo pra nós. Quem melhor do que o Deus altíssimo pra saber o que é melhor pra nós?

Somos imperfeitos e pecadores e por isso mesmo o Senhor quer cuidar de nós, por saber que somos fracos. Assim, Ele age na nossa vida, dando-nos o que de melhor nos reservou. Dando-nos aquilo que nos fará cada dia mais próximos do Reino que Ele construiu por amor. Deus é amor, Deus quer nos amar. Basta que permitamos.

Por isso que Jesus chamou muitos para serem pescadores de homens e assim estarem ao lado dele, para que pudessem gozar de sua companhia e não perder suas vidas. Assim Ele faz conosco também para que não desviemos os olhos do alto.

Agradeçamos a Deus por Ele não desistir de nós. Por ele não esquecer de nos socorrer.

“Jesus muito obrigado, porque mesmo com nossos erros o Senhor nos acolhe e nos ama, e é este amor que nos transforma. Queremos muito te louvar por esse tão íntimo amor que nos impulsiona a fazer o bem. Queremos hoje Senhor declarar a ti o quão importante és para nós, diante desse mundo que muitas vezes não sabe quão fantástico é viver da graça divina, diante daqueles que não entendem o que é sentir-se verdadeiramente em paz e tranqüilos, por estarem no centro da vontade do Pai. Te louvamos e adoramos ó Deus de bondade, te rendemos graças, adoramos, exaltamos.... Glórias e Louvores a Ti, ó Rei!!!


Klênia e Marcos
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 1,14-20

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

14Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos, e crede no Evangelho!”
16E, passando à beira do mar da Galileia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus.
19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 3,22-30

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 22Jesus foi com seus discípulos para a região da Judeia. Permaneceu aí com eles e batizava. 23Também João estava batizando, em Enon, perto de Salim, onde havia muita água. Aí chegavam as pessoas e eram batizadas.
24João ainda não tinha sido posto no cárcere. 25Alguns discípulos de João estavam discutindo com um judeu a respeito da purificação. 26Foram a João e disseram: “Rabi, aquele que estava contigo além do Jordão e do qual tu deste testemunho, agora está batizando e todos vão a ele”.
27João respondeu: “Ninguém pode receber alguma coisa, se não lhe for dada do céu. 28Vós mesmos sois testemunhas daquilo que eu disse: ‘Eu não sou o Messias, mas fui enviado na frente dele’. 29É o noivo que recebe a noiva, mas o amigo, que está presente e o escuta, enche-se de alegria ao ouvir a voz do noivo. Esta é a minha alegria, e ela é completa. 30É necessário que ele cresça e eu diminua”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 5,12-16

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

12Aconteceu que Jesus estava numa cidade, e havia aí um homem leproso. Vendo Jesus, o homem caiu a seus pés, e pediu: “Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar”. 13Jesus estendeu a mão, tocou nele, e disse: “Eu quero, fica purificado”. E imediatamente, a lepra o deixou. 14E Jesus recomendou-lhe: “Não digas nada a ninguém. Vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela purificação o prescrito por Moisés como prova de tua cura”.
15Não obstante, sua fama ia crescendo, e numerosas multidões acorriam para ouvi-lo e serem curadas de suas enfermidades. 16Ele, porém, se retirava para lugares solitários e se entregava à oração.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

A Cura de um Leproso




Bom dia, meus amigos!

Louvado seja o Nosso Senhor Jesus Cristo!

A palavra de Deus hoje nos mostra um homem leproso que se encontra com Jesus e lhe suplica a cura de sua enfermidade. Jesus se volta para aquele homem, estende-lhe a mão e atende o seu pedido.

Ao se prostrar diante de Jesus suplicando a cura de sua lepra, aquele homem demonstrava, primeiramente, um grande ato de fé: ele havia acreditado nas palavras e nas obras de Jesus, que já vinha proclamando a Boa-Nova e realizando curas, milagres e prodígios na vida daqueles que Ele encontrava pelo caminho. Se aquele homem não acreditasse, não tivesse fé de que Jesus pudesse curá-lo, nada iria acontecer e ele continuaria com sua enfermidade. Ele veria Jesus mas seria como ver uma pessoa qualquer...

Após cair aos pés de Jesus, aquele homem faz o seguinte pedido:
"Senhor, se queres, tu tens o poder de me purificar".
Esse pedido, meus irmãos, não foi um pedido qualquer... Observe que aquele homem não queria ser curado de sua enfermidade apenas, mas sim, queria que fosse feita a vontade de Deus! Ele condiciona a sua cura à vontade do Senhor, pois, se fosse da vontade de Deus, com certeza ele seria curado e isso seria bom para ele. Dessa forma, ele demonstra um desejo que tinha em seu coração, o de ser curado, porém quer que seja feita, acima de tudo, a vontade de Jesus.

Voltando para nós, quantas vezes não rezamos e pedimos algo a Deus visando satisfazer somente a nossa vontade, o nosso desejo? Quantas vezes renunciamos à nossa própria e egoísta vontade para que seja realizada a vontade de Deus?

Outro dia estava conversando com um amigo e ele me disse que sua vida de oração havia se esfriado um pouco e que, ao refletir sobre os possíveis motivos, percebeu que de certa forma, após ter uma de suas intenções atendidas, foi como se não houvesse mais motivos para estar em oração, já que um grande desejo seu já havia sido realizado... Ele se envergonhou muito disso e pediu perdão a Deus por ter agido assim, mesmo que de forma involuntária...

Portanto meus irmãos, creiamos firmemente no Senhor e nunca deixemos de ter fé, de acreditar que Ele tudo pode e sempre quer o nosso bem... Coloquemos nossa vontade nas mãos do Senhor e peçamos sempre que seja feita a vontade D'Ele, pois Ele tem sempre o melhor para nós e a vontade de Deus nunca irá nos prejudicar, nos decepcionar... O amor de Deus é muito grande para não querer o melhor para seus filhos...

Que o Espírito Santo desperte em seu coração o desejo de ser inteiramente de Deus e de querer sempre que seja feita a vontade do Senhor... Que a nossa vontade seja sempre querer fazer a vontade de Deus...

Um grande abraço!


Danilo Lopes Ribeiro
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 4,14-22a

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 14Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza. 15Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam. 16E veio à cidade de Nazaré onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura.
17Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: 18“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos 19e para proclamar um ano da graça do Senhor”.
20Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante, e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. 21Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”.
22aTodos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca.


- Palavra da Salvação.

- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Ensinando a Sermos Felizes!




Muito bom dia, meus amigos!

Inicialmente, quero desejar um Feliz, Mega, Super Aniversário ao meu bem lindo. Que Deus possa verdadeiramente te abençoar nesse dia tão especial, meu amor, derramando sobre você o Espírito Santo, inundando seu coração de muito amor e alegria. Te amo muito!

Bem, o evangelista Lucas inicia essa passagem relatando o início do ministério de pregação da Boa Nova de Jesus, com a leitura do livro do profeta Isaías, que narra a evangelização dos pobres e a libertação dos oprimidos.

Percebam que logo no início do Evangelho relata que Jesus voltou para a Galileia, ou seja, com certeza Ele estava viajando e pregando a Boa Notícia em outros lugares, para outras pessoas, por isso, mais adiante, Jesus diz que naquele dia se cumpriu a passagem da Escritura que Ele tinha lido, pois Ele estava, de fato, proclamando a libertação aos pobres, anunciando um Deus Pai de amor.

É interessante perceber que Jesus, ao longo de sua vida, trouxe aos povos um Deus Pai, um Deus que é PURO amor, ao contrário do Antigo Testamento, que relata acerca de um Deus que pune o pecador, um Deus vingativo.

Com certeza, todos vocês já ouviram alguma pregação que só falava a respeito do pecado, das conseqüências do pecado, do que não pode, de coisas que são ruins. Acredito que saíram “pesados” após a pregação, não é?! Tive essa experiência e, realmente, “pesei”, fiquei com certo receio de fazer algo errado e desagradar a Deus.

O que quero dizer com tudo isso, é que Jesus, a partir de suas primeiras pregações, trouxe aos povos a verdadeira felicidade, o verdadeiro caminho, que consiste em fazer a vontade do Pai, mas não por obrigação, e sim por amor. Jesus não impunha. Ele acolhia, Ele ensinava o caminho à verdadeira felicidade e se mostrava amor em essência, e se mostra até hoje em nossos corações, pois Jesus é o próprio Deus que se fez carne para nos amar de forma mais direta e assim, nos salvar.

Portanto, consideremos de maneira especial o amor de Jesus por nós. Pensem, meus irmãos! Jesus veio ao mundo, sofreu e morreu por nós e continua nos amando incondicionalmente e nos oferecendo em abundância o amor de Deus, por isso, nesse início de ano, tomemos a decisão de amar Jesus por amor, e não por interesses. Confiemos na manifestação da Tua Graça. Amemos uns aos outros e seremos felizes, pois quem ama tudo pode.

Paz de Jesus a todos!


Monike Stival Martins
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 6,45-52

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Depois de saciar os cinco mil homens, 45Jesus obrigou os discípulos a entrarem na barca e irem na frente para Betsaida, na outra margem, enquanto ele despedia a multidão. 46Logo depois de se despedir deles, subiu ao monte para rezar.
47Ao anoitecer, a barca estava no meio do mar e Jesus sozinho em terra. 48Ele viu os discípulos cansados de remar, porque o vento era contrário. Então, pelas três da madrugada, Jesus foi até eles andando sobre as águas, e queria passar na frente deles.
49Quando os discípulos o viram andando sobre o mar, pensaram que era um fantasma e começaram a gritar. 50Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” 51Então subiu com eles na barca, e o vento cessou. Mas os discípulos ficaram ainda mais espantados, 52porque não tinham compreendido nada a respeito dos pães. O coração deles estava endurecido.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Marcos 6,34-44

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 34Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas. 35Quando estava ficando tarde, os discípulos chegaram perto de Jesus e disseram: “Este lugar é deserto e já é tarde. 36Despede o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar alguma coisa para comer”. 37Mas Jesus respondeu: “Dai-lhes vós mesmos de comer”. Os discípulos perguntaram: “Queres que gastemos duzentos denários para comprar pão e dar-lhes de comer?” 38Jesus perguntou: “Quantos pães tendes? Ide ver”. Eles foram e responderam: “Cinco pães e dois peixes”. 39Então Jesus mandou que todos se sentassem na grama verde, formando grupos. 40E todos se sentaram, formando grupos de cem e de cinquenta pessoas. 41Depois Jesus pegou os cinco pães e dois peixes, ergueu os olhos para o céu, pronunciou a bênção, partiu os pães e ia dando aos discípulos, para que os distribuíssem. Dividiu entre todos também os dois peixes. 42Todos comeram, ficaram satisfeitos, 43e recolheram doze cestos cheios de pedaços de pão e também dos peixes. 44O número dos que comeram os pães era de cinco mil homens.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Repartir o Pão


 

Bom dia, queridos irmãos!

O Evangelho de hoje fala do milagre da multiplicação dos pães. Jesus fez o milagre a todas aquelas pessoas que o seguia. Podemos ver muitos pontos. Um deles é a fé. Se colocar no lugar de um daqueles discípulos não é fácil; e se colocar no lugar de Jesus então? Muitos de nós com certeza se desesperaria, com a velha fala “Meu Deus, eu não consigo, me ajude, não sou capaz”. Bem, nós não somos mesmo capazes, mas onde é que está nossa fé? Se Deus é capaz não com que se preocupar, não é mesmo?

Entra também nessa passagem, a caridade. Mostra o quanto Jesus se importa com suas ovelhas. Ora, se Ele é o Senhor, não tinha que se preocupar, poderia ir embora, afinal, não havia comida suficiente. Mas não! Jesus não teve medo; Ele teve fé e realizou um milagre. Mas para aqueles que estavam O seguindo. Deus é misericordioso com seus seguidores. Se seguirmos a Deus não há com que se preocupar.

Com essa leitura, não é nenhuma dúvida que Jesus é o Senhor. Ele não é um simples profeta. Jesus é Deus, são apenas um, e não há porque ter dúvidas. Só Deus pode realizar milagres.

Esse evangelho nos chama também a repartir o pão; Jesus soube repartir o pão com uma multidão, nós não podemos fazer milagres como esse, mas podemos ajudar nosso irmão, nós podemos repartir nosso pão. Muitas pessoas ao nosso lado precisam de algo, que às vezes, só nós mesmos podemos dar. Talvez não seja o pão, mas seja um conselho, uma palavra amiga ou até mesmo, a presença somente. Isso é muito pouco, todos nós somos capazes.

Vamos então, como Jesus, multiplicar nossos pães. Não podemos fazer milagres, mas podemos repartir a Palavra de Deus com todos. Podemos sim, espalhar e dá-la a multidão. Os ensinamentos que Deus nos dá, são para ser compartilhados. Não sejamos egoístas.

Que possamos então refletir sobre essa palavra. Que tenhamos muita fé e saibamos repartir o pão a partir de hoje.

Um grande abraço!


Cinthya Cardoso de Araújo
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 4,12-17.23-25

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 12Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia.13Deixou Na zaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galileia, 14no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 15“Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galileia dos pagãos! 16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”.
17Daí em diante, Jesus começou a pregar, dizendo: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”. 23Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo.24E sua fama espalhou-se por toda a Síria. Levaram-lhe todos os doentes, que sofriam diversas enfermidades e tormentos: endemoninhados, epilépticos e paralíticos. E Jesus os curava. 25Numerosas multidões o seguiam, vindas da Galileia, da Decápole, de Jerusalém, da Judeia, e da região além do Jordão.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Fazei Penitência Pois o Reino dos Céus Está Próximo




Bom dia, amados irmãos em Cristo!

Que felicidade estarmos em mais um dia partilhando as palavras santas do Evangelho. Mais feliz ainda pelo dom da vida dada a nós em mais este ano. Louvemos ao Senhor por esta primeira segunda-feira de 2010.

Esse evangelho hoje vem nos encher de esperança e criar em nós disposição para a ação transformadora que recebemos quando estamos na obra de Deus, quando colocamos o Reino dos céus em primeiro lugar. Jesus levou a luz, a vida, para aquela região que vivia na morte, em terra sombria; foi o início da missão de profeta, pregador que Jesus recebera.

Assim como nós agora no início do ano, em que nos enchemos de esperança para os 365 dias que virão, fazemos planos, organizamos mudanças, traçamos metas, Jesus também agiu dessa maneira, de modo que, não desprezou a vontade do Pai até sua morte, para que se cumprisse sua missão.

Quando a palavra anuncia: 'Fazei penitência pois o Reino dos Céus está próximo', o Senhor Deus quer nos dizer que estejamos sempre prontos, orando, vigiando, ao longo dos dias do ano, para que não nos distanciemos da presença dEle e percamos as graças vindas do alto.

Por isso irmãos peçamos à Deus a graça de vivermos nossa fé na esperança divina e deixemos Jesus realizar os milagres, prodígios e curas em nós, de modo que por onde passemos neste ano de 2010 as pessoas percebam que somos templos daquele mesmo Deus que espalhou sua fama sobre a face da Terra naquela época!


Klênia e Marcos
Leia Mais

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN