Ocorreu um erro neste gadget

SANTO DO DIA 31/05 - Visitação de Nossa Senhora

por Danilo Lopes



Esta celebração tem por objetivo fazer memória do relato bíblico da visita de Maria à sua parenta Isabel, depois da anunciação do Senhor (Lc 1,39-56). O surgimento do cântico de louvor "Magnificat" está ligado a essa visita. Nesse encontro também ocorrera a santificação de João Batista no ventre de sua mãe Isabel, pela proximidade física de Jesus, ainda no seio de Maria (Cf. Lc. 1,44 em conexão com 1,15).


Esses acontecimentos bíblicos impressionaram profundamente a sensibilidade e a fantasia do homem medieval. Foram sobretudo os franciscanos que transformaram o relato evangélico numa comemoração festiva. S. Boaventura, superior-geral dos franciscanos, introduziu a celebração na sua ordem em 1263. O dia 2 de julho foi escolhido como dia da festa, porque era o dia que se seguia à oitava do nascimento de S. João Batista, comemorado em 24 de junho. A festa foi reconhecida pelo papa Urbano VI e depois de sua morte mais uma vez também por Bonifácio IX, no ano de 1389. Mas só com S. Pio V ela se tornou obrigatória para toda a Igreja latina ao ser inserida no calendário geral das festas e no missal romano. Pio IX elevou o grau da celebração em 1850, dpois de seu retorno do exílio.


O novo calendário litúrgico transferiu a data da celebração de 2 de julho para 31 de maio. As razões para a antecipação são de que a visita de Maria deve ser colocada no tempo que medeia entre a anunciação e o nascimento de João Batista, mais de acordo com a narrativa do Evangelho, e não depois do nascimento de João. Ademais, 31 é o último dia do mês de maio, o mês mariano por excelência e nada melhor do que terminar o mês com uma celebração histórica na vida de Maria, em que esta nos dá um belo exemplo de caridade e serviço ao próximo.


(Cf PALACÍN S.J., Carlos; PISANESCHI, Nilo. Santo nosso de cada dia, rogai por nós!, São Paulo: Loyola, 1991)
Leia Mais

PEDIDO ESPECIAL DE ORAÇÃO


por Márcio Pacheco


Amanhã, dia 31 de maio, a partir de 05:30 da manhã, nosso colunista e também meu irmão, Reginaldo Pacheco, estará fazendo cirurgias reparadoras de joelho e perna.

Peço a oração de todos vocês para o bom andamento de todo o processo.

Desde já eu o entrego nas mãos de Jesus e de Maria, assim como os médicos e demais profissionais que estarão envolvidos no trabalho.
Que possamos já louvar a Deus pelo sucesso final.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
Leia Mais

Bem Vindos à Guerra!


por Márcio Pacheco



Muitas vezes em nossas vidas nos encontramos em situações opressoras e nos sentimos contra a parede, sem podermos enxergar uma saída para determinadas situações.

Infelizmente, nem sempre o refúgio devido é procurado em lugares certos, o que só piora a situação. E aquele gole de bebida alcoólica muitas vezes traz consigo aquela relação de adultério que você sempre procurou evitar; e aquela sua busca em distrair sua mente te leva a sites indevidos, filmes impróprios e outras ações incondizentes para pessoas que buscam estar sempre na presença de Deus e seus preceitos.

Tenho um grande consolo pra você nesse momento!

Você não é o único a cometer ações indesejadas, não é o único a querer voltar atrás, depois da queda. O próprio São Paulo, em um de seus escritos, chegou a confessar que muitas vezes ele cometia o mal que não queria (Rm 7, 15-19).

O desafio está em não ficar apenas no arrependimento, mas levantar a cabeça tão logo tenha reconhecido o erro e partir para a virada de mesa!

Talvez você não tenha consciência ainda da batalha espiritual em que está inserido. O mesmo São Paulo nos fala que não é contra homens de carne e sangue que devemos lutar, mas contra as forças espirituais do mal espalhadas nos ares (Ef 6,12). E para vencermos essa batalha espiritual é imprescindível que tenhamos, também, armas espirituais.

Para ajudar-nos nesse combate, Nossa Senhora revelou em Medjugorje que devemos ser como Davi contra Golias. Por maiores que possam parecer nossos problemas, somos capazes de derrotá-los. Assim como o maior rei de Israel veio a derrotar o gigante com uma pedrada, nossa mãezinha nos apresenta cinco pedrinhas bastante eficazes nessa luta:

  1. A eucaristia;

  2. A confissão;

  3. A palavra de Deus;

  4. O Santo Rosário;

  5. O jejum.

Estaremos, nas próximas postagens do blog e da versão impressa de nosso informativo, detalhando o papel de cada uma dessas pedrinhas em nossa vida espiritual.

Por enquanto fica o convite para o despertar em sua vida espiritual. Devemos compreender sempre que da mesma maneira que nosso corpo material precisa de alimento para se manter, assim também necessitamos alimentar nosso corpo espiritual.


Há quanto tempo você não tem alimentado o seu eu espiritual?

Leia Mais

SANTO DO DIA 30/05 - Santa Joana D'Arc

por Danilo Lopes

Joana, enquanto rezava em sua pequenina cidade natal, Domremy, aos treze anos, ouviu misteriosas vozes que a convidavam a libertar a França, dominada em grande parte pelos Ingleses. Quatro anos mais tarde, Joana foi levada até a presença do Delfim ( herdeiro do Trono ), que se encontrava nas proximidades de Chinon. Ao falar ao futuro rei Carlos, ela contou coisas secretíssimas, que não poderia conhecer por meios naturais. O Príncipe acabou por se convencer das aptidões sobrenaturais da menina e confiou-lhe o comando das tropas que sitiavam Orleans, e em pouco tempo reconquistaram quase todo o território francês.

Em Reims, o Príncipe foi coroado rei, mas acabou preocupado com a popularidade de Joana, o que o fez firmar um acordo com os ingleses. Joana, entretanto, recomeçou a luta, crente de que tal trégua anularia os esforços de seus exércitos.

Numa emboscada, ela caiu nas mãos do conde de Luxemburgo, que a entregou aos ingleses, depois de receber um alto resgate.

Joana foi acusada de bruxa e levada a julgamento. Apelou então ao papa, por julgar com razão a ilegitimidade de tal julgamento.

Entretanto sua petição não chegou a Roma. Antes disso, foi considerada culpada e queimada numa fogueira em Roen, a 30 de maio de 1431. Joana tinha então 19 anos.O processo foi anulado entre 1450-1456 e Joana declarada inocente. Nesse período, cresceu muito a devoção popular a Joana, e em 1920 o papa Bento XV elevou-a à honra dos altares.

Para quem gosta de um bom filme, acompanhado daquela pipoca, aconselhamos que assistam o filme Joana D'arc de Luc Besson, que conta detalhadamente a história dessa santa guerreira.
Leia Mais

ORANDO COM O SEMEADOR - O Terço da Libertação

por Márcio Pacheco
Sabe aquele momento em que você se sente angustiado, sem forças nem mesmo para orar e conversar com Deus?

É hora de você, então, rezar o Terço da Libertação!

Você pode rezar esse terço por todas as situações da sua vida, da sua família, parentes, amigos que você conhece que precisam ser libertos pelo sangue de Cristo.

Unidos em oração em nome de Jesus, rezemos:

TERÇO DA LIBERTAÇÃO

NO INÍCIO : Creio em Deus Pai Todo-Poderoso, …

NAS CONTAS GRANDES DO PAI NOSSO : Se Jesus me libertar, serei verdadeiramente livre .

NAS CONTAS PEQUENAS DA AVE MARIA : Jesus, Filho de Davi, tem piedade de mim ! Jesus, cura-me ! Jesus, salva-me ! Jesus, liberta-me !

NO FINAL DO TERÇO : Salve, Rainha, …

Observação : ao rezar pela família ou qualquer outra pessoa, troque o me e o mim por minha família ou pelo nome da pessoa.
Leia Mais

SANTO DO DIA 29/05 - Santa Úrsula Ledochowska

por Danilo Lopes









Nasceu em Loorsdorf, Áustria, em 17-04-1865, filha de um exilado polonês, Antônio, conde Halka-Ledochowska, e Josefina, suíça, condessa Salis-Zizers. Teve 8 irmãos, dos quais uma também foi beatificada (Maria Teresa) e outro, Vladimir, foi superior-geral dos jesuítas.

A sua vida é dificilmente resumível pela extensão e modernidade de seu apostolado. Úrsula foi educadora, apóstola missionária, pioneira do ecumenismo nos países escandinavos, criadora de um novo estilo de vida religiosa e de formas de apostolado, dirigido sobretudo para os mais necessitados, que fizeram dela uma precursora da renovação e atualização no espírito do Concílio Vaticano II, neste setor. Foi fundadora das Ursulinas do Coração de Jesus Agonizante, recente ramo da Ordem de Santa Úrsula, à qual pertencia a irmã Úrsula, que adotou esse nome quando de sua entrada nesse instituto, em 1886, deixando seu nome de batismo (Júlia Maria).

Com seus estudos tornou-se poliglota, falando polonês, francês, russo, fínico, sueco, entre outros, o que muito a ajudou nos vários lugares pelos quais trabalhou: na sua pátria, na Rússia (de onde foi expulsa quando da explosão da 1ª. Grande Guerra), na Finlândia, Suécia, Suíça, e Dinamarca, deixando traços de sua personalidade marcante e de sua operosidade por onde passou.

Morreu em Roma, em 29-5-1939, e seu corpo foi sepultado em Campo Verano, de onde foi exumado e encontrado intacto em 1959 e hoje é conservado na Capela da casa geral de sua congregação em Roma. Foi beatificada pelo papa João Paulo II, durante sua segunda viagem à Polônia, em 20-6-1983.

(Cf PALACÍN S.J., Carlos; PISANESCHI, Nilo. Santo nosso de cada dia, rogai por nós!, São Paulo: Loyola, 1991).
Leia Mais

O Semeador da Palavra

por Rafael Simões





A parábola do semeador (Mt 13,3-23) é muito clara e também auto-explicativa, Jesus nos deixa bem claro que a semente é a palavra de Deus e a terra é o nosso coração, o nosso entendimento e disposição de viver o evangelho. O convite de Jesus feito neste evangelho é que sejamos “terra boa” aquela que “dá fruto” , “um cem, outro sessenta, outro trinta por um”, um pouco depois no mesmo evangelho Jesus diz que o Reino dos céus é comparável à fermento o qual com um pouquinho se pode fermentar a massa toda.

Em outras palavras, o reino de Deus, o evangelho, as bençãos, o amor, os dons do Espírito Santo, a alegria, a santidade, enfim tudo de bom que vem de Deus não vem pra você ou eu ficarmos apenas pra nós próprios! Nem pra dividirmos somente com aqueles que nós mais gostamos... Não! Não vivemos uma religião individualista! Deus quer que produzamos frutos, que nós espalhemos a boa nova, Deus quer que façamos a diferença também na vida dos outros...

Você pode estar pensando: boa nova? fazer a diferença? Como eu posso fazer a diferença? uma pessoa só não pode fazer muita coisa... Isso não é verdade! Existem muitos exemplos de pessoas que fizeram a diferença, e você tem que ser uma delas!
O segredo pra se fazer a diferença é: fazer todas as coisas com amor, fazer bem as pequenas coisas, e procurar viver como Jesus (esta última resume as duas primeiras). Jesus é a meta mais elevada de moral e de humanidade, deste modo ser como Jesus é redescobrir o verdadeiro sentido de Ser Humano e de poder fazer a diferença! Deixa eu te explicar melhor, só uma pessoa que procura viver os princípios pregados pelo evangelho: o amor, o perdão, a humildade, a disponibilidade de servir, a retidão moral e o temor a Deus, só assim esta pessoa vai se libertando de todos o vícios, maus comportamentos, traumas, inseguranças e todo o mais que a prende e a torna escrava, ou de si mesma ou dos outros. E ao se libertar do “pecado” e de tudo que a prendia, esta pessoa vai até sem perceber passar a fazer a diferença!

É como diz a escritura: a palavra de Deus é como luz... E é mesmo! Quem se renova por receber o evangelho como “terra boa” passa a brilhar! Este passa a fazer a diferença!
Faça a experiência, olhe pra sua vida e reflita: o que Jesus faria nesta ou naquela situação? Experimente fazer os deveres cotidianos com amor, seja arrumar sua cama ao levantar, sorrir pras pessoas que encontrar, ou mesmo exercícios mais difíceis como não falar mal dos outros, pedir perdão quando cometer um erro, perdoar os que erraram com você... As situações você mesmo sabe, mas sempre se pergunte: o que Jesus faria nesta situação? Conforme você for progredindo no conhecimento de Jesus a resposta a essas perguntas ficarão mais claras, e sua vida com certeza terá se transformado muito e de tal forma que você estará fazendo a diferença na vida de muitas outras pessoas!

Assuma este desafio! Acredite que você pode ser melhor, o mundo precisa de pessoas melhores, sua família precisa de você melhor, você precisa de você melhor! Deus nos quer livres pra podermos experimentar a felicidade que ele nos reservou! Sejamos “terra boa” e logo logo estaremos semeando a palavra na vida de outras pessoas, produzindo frutos “um cem, outro sessenta, outro trinta por um”.

Deus nos abençoe!
Leia Mais

SANTO DO DIA 28/05 - São Germano de Paris

por Danilo Lopes






São Germano de Paris, nasceu no ano 496, próximo à cidade de Autun, na França. O inicio de sua vida é marcado por situações bastante difíceis: sua mãe tentou abortá-lo e, mais tarde, sua tia tentou envenená-lo.

Foi ordenado sacerdote no ano de 531, tornando-se depois, abade do Mosteiro de São Sinforiano de Autun. Pelo fato dos monges o considerarem muito austero, o destituíram do cargo logo em seguida. Mas, no ano 555, foi eleito Bispo de Paris. Lutou muito contra as guerras civis e a depravação entre os reis francos, mas não teve sucesso. Ainda como bispo, fundou um mosteiro, em Paris.

São Germano de Paris freqüentemente, contentando-se com uma única túnica, cobria com o restante das vestes um pobre nu e enquanto este se sentia quente, o bispo padecia de frio. Quando nada lhe restava, permanecia sentado, triste e inquieto, com fisionomia mais grave e conversação mais severa.

Morreu em Paris, no dia 28 de Maio de 576, tendo sido enterrado na Igreja do mosteiro por ele fundadado, que mais tarde recebeu o nome de Saint-Germain-des-Prés.
Leia Mais

A Presença Real de Jesus na Eucaristia

por Prof. Reginaldo Pacheco






Você já parou pra pensar sobre qual deve ser o maior tesouro da nossa Igreja Católica Apostólica Romana? Sobre o que há de mais importante dentro da Igreja Católica?

Já ouvimos, com certeza, muitas pessoas falando que a Igreja é muito rica porque tem muito ouro ou porque tem muitas posses de terras, mas o maior tesouro da Igreja Católica não está nos seus bens materiais.

Sua maior riqueza se encontra na presença real de Jesus na Eucaritia, “o pão da vida”. Ele sim é o maior tesouro da Igreja! Ele é o coração da Igreja!

A palavra de Deus nos diz claramente: “onde o seu coração está, aí também está o teu tesouro”.

Experimentos científicos já foram realizados num pedaço de carne originário da transformação de uma hóstia consagrada e o resultado comprovou que esta carne era parte do miocárdio (músculo do coração) – Lanciano/ Itália (clique aqui para saber mais sobre o milagre).
Verdadeiramente se vê que a Eucaristia é o coração da Igreja, portanto.

Quem consegue quebrar a barreira que há entre a Razão e a Fé pode experimentar isso na sua plena essência, descobre o verdadeiro sentido da Vida! Ou melhor, a verdadeira Vida! Não há palavras que possam descrever tal experiência! É contagiante!

Quando isso ocorre pode-se sentir e viver o Amor verdadeiro, sem máculas nem máscaras. O Amor que não impõe barreiras a nada e a ninguém.

Mas quem não consegue, se entrega aos questionamentos medíocres e acaba se distanciando de Jesus, aquele que deve ser o Centro de nossa vida, capaz de nos manter firmes na caminhada incondicionalmente. Muitas vezes, por exemplo, acabamos recebendo-o indignamente ou até mesmo com desleixo, ao ir para uma fila de comunhão como se estivesse indo para o “abate”, de tanta tristeza, ou sem se preparar direito intimamente.

Temos que tê - lo como nosso refúgio e nossa fortaleza. Nosso tesouro! A fonte de Vida que Deus deu-nos por amor.

O que nós Católicos mais precisamos é procurar viver o nosso encontro pessoal com Jesus na Eucaristia. Viver como quem acredita verdadeiramente no Evangelho e celebrar este grande mistério da Igreja como se deve, acreditando na presença real de Jesus na Eucaristia.
Leia Mais

Viva Nossa Senhora Auxiliadora!

por Márcio Pacheco





No final deste mês comemoramos a festa de Nossa Senhora Auxiliadora em nossa capela, localizada na praça da Vila 31 de Março.



Muitas pessoas têm dificuldade em identificar os diferentes títulos que Nossa Senhora recebe ao redor do mundo e, às vezes, até confundem pensando serem pessoas diferentes. Esses títulos são homenagens prestadas pelos devotos e estão ligadas, geralmente, às graças recebidas nessas comunidades.



A história diz que o grande imperador francês Napoleão I invadiu Roma, tentando forçar o Papa Pio VII a restituir à França os Estados Eclesiásticos, que haviam sido doações do Imperador Carlos Magno.



Tal acontecimento foi originado em conseqüência de o Sumo Pontífice não ter concedido a anulação da união matrimonial do irmão de Napoleão, Jerônimo, para que o mesmo se casasse pela segunda vez com uma senhora protestante da América do Norte.



Mesmo sendo preso e tratado miseravelmente por ordens do imperador, o papa não se rendeu. Chegou até mesmo a receber a unção dos enfermos em decorrência do estado preocupante de sua saúde na prisão. O papa, porém, buscava forças na intercessão de Nossa Senhora e fez um voto de que, uma vez liberto, faria uma festa para coroar a imagem de Nossa Senhora de Savona.



De repente o rumo das conquistas napoleônicas mudou. O papa foi solto e cumpriu seu voto no dia 24 de Maio de 1814, instituindo a festa de Nossa Senhora Auxiliadora.

Leia Mais

O Discurso do Papa aos Jovens

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
Estádio Municipal do Pacaembu
São Paulo, quinta-feira, 10 maio de 2007






Queridos jovens! Queridos amigos e amigas!


"Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá o dinheiro aos pobres [...] Depois, vem e segue-me."
Mt 19,21


Desejei ardentemente encontrar-me convosco nesta minha primeira viagem à América Latina. Vim para abrir a V Conferência do Episcopado Latino-americano que, por meu desejo, vai realizar-se em Aparecida, aqui no Brasil, no Santuário de Nossa Senhora. Ela nos coloca aos pés de Jesus para aprendermos suas lições sobre o Reino e impulsionar-nos a ser seus missionários, para que os povos deste “Continente da Esperança” tenham, n’Ele, vida plena.

Os vossos Bispos do Brasil, na sua Assembléia Geral do ano passado, refletiram sobre o tema da evangelização da juventude e colocaram em vossas mãos um documento. Pediram que fosse acolhido e aperfeiçoado por vós durante todo o ano. Nesta última Assembléia retomaram o assunto, enriquecido com vossa colaboração, e desejam que as reflexões feitas e as orientações propostas sirvam como incentivo e farol para vossa caminhada. As palavras do Arcebispo de São Paulo e do encarregado da Pastoral da Juventude, as quais agradeço, bem atestam o espírito que move a todos vocês.

Ontem pela tarde, ao sobrevoar o território brasileiro, pensava já neste nosso encontro no Estádio do Pacaembu, com o desejo de dar um grande abraço bem brasileiro a todos vós, e manifestar os sentimentos que levo no íntimo do coração e que, bem a propósito, o Evangelho de hoje nos quis indicar.

Sempre experimentei uma alegria muito especial nestes encontros. Lembro-me particularmente da Vigésima Jornada Mundial da Juventude, que tive a ocasião de presidir há dois anos atrás na Alemanha. Alguns dos que estão aqui também lá estiveram! É uma lembrança comovedora, pelos abundantes frutos da graça enviados pelo Senhor. E não resta a menor dúvida que o primeiro fruto, dentre muitos, que pude constatar foi o da fraternidade exemplar havida entre todos, como demonstração evidente da perene vitalidade da Igreja por todo o mundo.

Pois bem, caros amigos, estou certo de que hoje se renovam as mesmas impressões daquele meu encontro na Alemanha. Em 1991, o Servo de Deus, o Papa João Paulo II, de venerada memória, dizia, na sua passagem pelo Mato Grosso, que os jovens são os primeiros protagonistas do terceiro milênio [...] são vocês que vão traçar os rumos desta nova etapa da humanidade (Discurso 16/10/1991). Hoje, sinto-me movido a fazer-lhes idêntica observação.

O Senhor aprecia, sem dúvida, vossa vivência cristã nas numerosas comunidades paroquiais e nas pequenas comunidades eclesiais, nas universidades, colégios e escolas e, especialmente, nas ruas e nos ambientes de trabalho das cidades e dos campos. Trata-se, porém, de ir adiante. Nunca podemos dizer basta, pois a caridade de Deus é infinita e o Senhor nos pede, ou melhor, nos exige dilatar nossos corações para que neles caiba sempre mais amor, mais bondade, mais compreensão pelos nossos semelhantes e pelos problemas que envolvem não só a convivência humana, mas também a efetiva preservação e conservação da natureza, da qual todos fazem parte.


“Nossos bosques têm mais vida”: não deixeis que se apague esta chama de esperança que o vosso Hino Nacional põe em vossos lábios. A devastação ambiental da Amazônia e as ameaças à dignidade humana de suas populações requerem um maior compromisso nos mais diversos espaços de ação que a sociedade vem solicitando.

Hoje quero convosco refletir sobre o texto de São Mateus (19, 16-22), que acabamos de ouvir. Fala de um jovem. Ele veio correndo ao encontro de Jesus. Merece destaque a sua ânsia. Neste jovem vejo a todos vós, jovens do Brasil e da América Latina. Viestes correndo de diversas regiões deste continente para nosso encontro. Quereis ouvir, pela voz do Papa, as palavras do próprio Jesus.

Tendes uma pergunta crucial, referida no Evangelho, a Lhe fazer. É a mesma do jovem que veio correndo ao encontro com Jesus: o que fazer para alcançar a vida eterna? Gostaria de aprofundar convosco esta pergunta. Trata-se da vida. A vida que, em vós, é exuberante e bela. O que fazer dela? Como vivê-la plenamente?
Leia Mais

Testemunho de vida - Perdoar é preciso




por Roberta Cordeiro




Há algum tempo passei pela experiência do perdão e quero compartilhar com vocês aqui...

Tenho uma amizade de vários anos, daquelas que estão sempre prontas para todas ocasiões. Amizade linda, de dar "inveja" em qualquer pessoa. Certo dia discutimos por infantilidade e ficamos muito machucadas uma com a outra.

Eu já tinha decidido em meu coração que não iria perdoá-la nunca. Batia o pé dizendo que jamais me humilharia a ponto de pedir perdão e ainda discutia com quem tentasse me convencer do contrário. Passávamos perto uma da outra e parecia que éramos simples estranhas ou mesmo implicando a outra. Afinal sabíamos o ponto fraco uma da outra.


Porém, Jesus, com toda sua misericórdia e paciência, foi tocando meu coração até que a raiva que sentia dela acabasse por completo, mas meu orgulho não deixava me aproximar dela. E fiquei nesse impasse durante um ano e dois meses.

No dia 16 de janeiro desse ano, eu estava na missa e decidi dar um passo na minha fé. Resolvi pisar no meu orgulho e colocar Jesus em primeiro lugar na minha vida. Foi quando saí da igreja e fui direto à casa dela. O medo de sua possível reação estava quase me cegando de novo. Estava muito ansiosa e não sabia se ao menos ela iria me receber bem.

Rezando pelo caminho, falei pra Jesus

“Senhor, se não for ela que me atender eu vou embora e não volto mais."

Eu sabia que não era isso o que Ele queria pra mim. Quando cheguei, chamei. Ela saiu, me atendeu e foi um pouco fria comigo. Pensei que eu ia ser expulsa de lá, mas me surpreendi. Conversamos por alguns minutos, o suficiente para colocarmos um ponto final em tudo.


Passados alguns dias, ela telefonou para mim. Havia surgido uma vaga de emprego onde ela trabalhava e ela havia me indicado. No princípio não quis aceitar, com medo de como seria nossa convivência Mas seria um teste pra ver se realmente havíamos nos perdoado. Foi aí que aceitei e trabalhamos juntas por três meses.

Tenho certeza que Deus colocou esse emprego no nosso caminho para fortalecer nossa amizade novamente.

Hoje somos amigas como outrora e nos tratamos como se nada tivesse acontecido. Posso dizer que a amizade está até melhor, porque hoje sabemos nos respeitar mais.

Percebo o quanto é maravilhosa a ação de Deus em nossas vidas quando nos abrimos para a oração e diálogo com Ele.
Leia Mais

Visita do Papa - Eu Fui!




Por Larissa Soares


Uma chuva de bênçãos, assim foi a visita do Papa Bento XVI ao Brasil.

E foi em busca dessas bênçãos que milhares de pessoas pararam suas rotinas para ouvir o que o Santo Padre tinha a dizer. Algumas pessoas acompanharam pela televisão, outras foram a São Paulo e à cidade de Aparecida do Norte. Todas com o coração aberto, como terra fértil esperando a boa semente.


Assim também fui ao encontro do Papa, com o coração aberto e cheio de alegria por ter sido escolhida entre tantos jovens para representar nossa paróquia de Nossa Senhora Aparecida, de Inhumas.



Foi uma experiência que jamais me esquecerei.

Quando entrei no estádio do Pacaembu ja senti algo diferente. Ali estavam pessoas escolhidas pelo Espírito Santo. Nada se compara ao que tomou conta do estádio com a entrada de Bento XVI. Foi como se uma onda cobrisse cada cantinho daquele lugar com a força e o amor de Deus. Não teve um jovem sequer que não se emocionou, vibrou e gritou.
Foi lindo...

Sentimos que Deus estava presente ali através da presença do nosso Papa em toda sua magnitude. Começamos, então, a gritar "Papa, eu te amo!", todos os jovens em uma só voz. Ele nos agradeceu e disse: "Eu tambem amo vocês, jovens brasileiros." Com essas palavras eu percebi que Deus está conosco e que nós precisamos evangelizar e proclamar a Boa Nova.

Enfim, O Papa Bento XVI tocou o coração do país todo, uniu religiões, tribos e a todo momento nos disse para cuidarmos da família, para sempre levarmos Deus para dentro das nossas casas e valorizarmos o presente que Ele nos dá: uma família.


Seja ela grande ou pequena, pobre ou rica, O Pai a está sempre iluminando e abençoando é só abrirmos nossas portas e deixar Ele lá morar.
Leia Mais

Diga NÃO ao aborto!


Olá pessoal!



Nosso correspondente Rafael Simões encontrou um site muito interessante contra a legalização do aborto. Ele nos apresenta uma entrevista feita com um padre de Anapólis que tem feito uma campanha ferrenha pró-vida.


Vale a pena darmos uma conferida!


Leia Mais

O que Fazer para Ser um Bom Pregador?


por Rafael Simões


Um dia um bom jovem chegou a Jesus e perguntou: Mestre o que fazer para conseguir a vida eterna? E Jesus lhe respondeu que seguisse os mandamentos. O jovem lhe disse: tudo isso tenho feito, que me falta ainda? – Podemos imaginar que neste momento Jesus deve ter pensado: esse jovem quer mais! Mais do que apenas viver a palavra de Deus, ele quer encontrar a “palavra” de Deus, ele quer ir além, quer Me seguir. E Jesus é a “palavra” de Deus que se fez carne, como afirma são João “e o verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14a). Infelizmente o jovem estava muito apegado às coisas que possuia...

Há duas importantes mensagens para nossa reflexão neste trecho, a primeira é que viver os mandamentos é um caminho seguro pra salvação; já a segunda é que é preciso se desapegar das coisas, ainda mais se estas nos afastam de Jesus!

O que tem a ver a parábola do Jovem rico com ser um bom pregador? À primeira vista nada diretamente, mas para ser um bom pregador primeiro é necessário ser um pregador e para ser um pregador é preciso seguir Jesus!

Parece óbvio, mas para seguir Jesus é necessário renunciar tudo o que nos afasta dele. Você quer ser um bom pregador? Imagino que sim, e para isso você precisa antes de tudo seguir Jesus! Você precisa conhecê-lo, ir removendo todas as barreiras entre você e Ele, entre sua vida que pode ainda estar cheia de trevas e os ensinamentos dEle que são luz. É uma tarefa árdua, mas é uma tarefa pra todos os cristãos, quanto mais pra aqueles que foram chamados a ser pregadores da palavra de Deus.

Se faz necessário lembrar que nós, os pregadores, temos que procurar como o Jovem rico o “que ainda me falta?” e diferentemente dele não desistir, se ainda nos faltar muito...

No evangelho de Mateus temos o seguinte: “Desde a época de João Batista até o presente, o Reino dos céus é arrebatado à força e são os violentos que o conquistam” (Mt 11,11-15), e no capítulo 7 temos “Entrai pela porta estreita” (Mt 7, 13a). Assim a escritura nos fala que devemos ser corajosos, incansáveis e nos esforçar para viver o evangelho. A violência a que a escritura se refere representa o esforço, a luta que por vezes pode ser até uma “violência” contra nossa acomodação. Antes de mais nada a pregação começa na vida, e mesmo que esta fique somente refletida em nossos atos atingiremos o objetivo da pregação!

Mahatma Gandhi, um grande homem que fez a diferença na vida de milhões de pessoas ao libertar a Índia da opressão inglesa, que é reconhecido como um grande promovedor da paz, e cuja religião era o hinduísmo fez a seguinte afirmação:

“ Não conheço ninguém que tenha feito mais para a humanidade do que Jesus. De fato, não há nada de errado no cristianismo. O problema são vocês, cristãos. Vocês nem começaram a viver segundo os seus próprios ensinos.”

Muitas vezes o maior problema não é o ensinamento, o problema é a falta de exemplo da nossa parte, porque deixamos de viver os ensinamentos de Jesus! O testemunho de vida é a palavra chave! Se queremos conquistar pessoas pra Jesus, temos que ser Jesus pra estas pessoas, só assim elas poderão conhecê-lo. Mas para isso deve haver verdade nas nossas atitudes, não podemos ser hipócritas. Se ainda não conseguimos viver como Jesus, devemos reconhecer nossa verdade, buscar os sacramentos da Igreja, especialmente a confissão e a eucaristia, e nunca desanimar. Porque Jesus nos ama muito, mesmo que ainda não consigamos viver a Sua palavra. E nunca se esqueça que nada pode nos separar do amor de Deus!
Leia Mais

A Pureza de Maria - Exemplo de Santidade







por Joicy Rocha





Alegremo-nos irmãos, pois nós, cristãos católicos, podemos dizer que temos vários motivos para sermos felizes. Um deles é a graça de termos a Mãe de Jesus como nossa mãe. Um presente que nos foi dado pelo próprio Jesus do alto da cruz, através de João, seu discípulo tão amado.
E hoje Maria vem nos convidar a ter uma vida santa, uma vida de servidão, uma vida de entrega completa ao Senhor.


Uma das lindas maneiras de nos consagrarmos ao Pai é a vivência da castidade. Essa pérola de grande brilho que nos ajuda a sermos mais santos. Nós sabemos que a vivência da castidade não é algo impossível, pois temos a Mãe do nosso Salvador como espelho para que, imitando suas ações, também possamos viver da forma que o Senhor deseja.

Você jovem, espelhe-se em Maria para viver um namoro santo, consagrando-se ao Senhor, para que você possa ter uma família abençoada futuramente. Você esposo, você esposa, consagrem ao Senhor o seu casamento, viva nele a castidade e tenha a felicidade de viver na graça do Senhor.


Mas você que já deixou para trás a sua virgindade, não pense que tudo está perdido! Você pode não ter mais a virgindade física, mas pode ter espiritual através da restauração que Jesus faz em nós, quando permitimos a ação de seu Espírito Santo.

Ou será que você acha que Aquele que morreu numa cruz para nos salvar não tem o poder de te restaurar? Pois eu lhe digo que SIM, irmão, só Ele pode!

Jesus quer fazer em você essa restauração. Ele quer lhe dar essa vida vida nova, pois Ele te ama muito. Peça a Jesus que Ele lhe faça nova criatura e restaure sua castidade.

Que Maria, Mãe do Senhor e nossa, possa abençoar sua vida de santidade, e que o Espírito Santo de Deus possa estar contigo em todos os momentos de sua vida.

Rogai por nós, santa Mãe de Deus, para que possamos ser dignos das promessas de Cristo para sempre.

Amém!
Leia Mais

Testemunho de Vida - Oração que Liberta







por Anaíle Flôres




Eram aproximadamente seis horas de uma tarde no ano de 2000. Estava voltando, sozinha, do meu colégio para a minha casa, no Setor Marista, em Goiânia. Como era costume, voltava rezando, ou o terço ou a oração em línguas (Rm 8,26).

No meio do caminho percebi que um homem havia se aproximado, numa bicicleta. Estranhamente, ele começou a me acompanhar, olhando para mim. Parecia que estava me sondando para ver se podia me roubar alguma coisa.

Comecei a olhar para todos os lados. Não vi ninguém, éramos só nós dois. Aquele caminho que eu fazia para voltar para casa era bastante deserto, um bairro eminentemente residencial. Resultado: estava ali sozinha, sem ter para quem pedir socorro, segurando meus materiais e uma bolsa (detalhe: havia R$70,00 dentro dela, era o dinheiro que minha mãe havia me dado para as despesas do mês todo).

A única proteção que eu poderia ter naquele momento era Deus. Então comecei a orar em línguas internamente mas de forma muito fervorosa, clamando o Espírito Santo para que viesse me ajudar. E o homem lá, me acompanhando, sem dizer nada, apenas olhando para mim e minha bolsa. Orei como quem acreditava fielmente que o Senhor podia me libertar daquele sufoco. E Deus agiu.

De repente, olhei para o rapaz e ele havia parado, estava mexendo na bicicleta. Apesar do medo, fixei os olhos para saber o que estava acontecendo e vi que a corrente da bicicleta havia caído. Não tive dúvida: comecei a correr incansavelmente para casa. Tenho certeza absoluta de que Deus agiu para que eu tivesse tempo de correr sem que ele pudesse me alcançar.

Portanto, o Senhor me mostrou naquele dia que Ele tudo pode e que grande é o poder da oração, quando feita com muita sinceridade e fé!

Experimente viver isso!
Leia Mais

Tendo Visão Espiritual


por Márcio Pacheco








Quando há mais de dois mil anos o mundo se preparava para receber seu salvador, alguns reis magos do oriente avistaram uma estrela de singular beleza e brilho e compreenderam que a mesma anunciava o início de um novo tempo.

Puseram-se, então, em marcha rumo ao local para onde a estrela direcionava e que, segundo as profecias, haveria de nascer o Rei dos Reis. Esse fato é relatado no início do Novo Testamento, em Mt 2, 1-12 (que tal dar uma lida nesse trecho agora?).

Desde nossa infância estamos acostumados a relembrar essa passagem nas celebrações que envolvem a época do Natal. Porém um detalhe muito importante para nossa vida espiritual geralmente passa despercebido em nossas leituras e análises: a questão de estarmos voltados para a visão espiritual em detrimento da racional.Ficamos maravilhados da graça de os reis magos terem sidos guiados por essa estrela. Somente um ato de fé muito grande levaria pessoas tão importantes saírem de seus reinados, abandonarem tudo, inclusive a mordomia a que estavam acostumados, para saírem em peregrinação e adorarem outro rei.

Esse é o despojamento espiritual que todos nós devemos ter quando nos colocamos a serviço de Jesus. Acontece que por um momento a razão leva essas pessoas cheias de fé a enxergarem os fatos com os olhos da razão: a coisa mais normal seria um rei nascer em berços de ouro e na capital do reinado: Jerusalém.





É PRECISO MANTER O OLHAR NA ESTRELA


No exato momento em que eles se desviam da rota sugerida pela estrela-guia (Mt 2, 1), a mesma sai do alcance de suas visões. Esse erro de querer enxergar os fatos com os olhos da sabedoria humana muitas vezes tira do caminho certo muitas pessoas ungidas e guiadas pelo Espírito Santo.

Nesse momento os grupos de oração perdem a unção, a música já não toca mais o coração e a pregação já não é mais tão eficaz. As pessoas sentem um esfriamento na fé e o coração torna-se completamente insensível, correndo um grave risco de se iniciar um período de apostasia.

Para evitar perdermos essa visão espiritual, é necessário estarmos sempre atentos às palavras do Rei e ouvi-las, mesmo que o mundo e sua razão queiram nos mostrar o contrário desse direcionamento.

Não podemos ter medo, quando Deus tem um projeto Ele sempre confirma seu desejo através de algum sinal. Em orações coletivas muitas vezes temos palavras bíblicas ou proféticas anunciadas e visualizações muitas vezes vindas de diferentes pessoas, o que sempre vêm confirmar a vontade de Deus.Não há experiência mais gostosa que aquela de ver o próprio Senhor com as rédeas de nossas vidas, de nosso grupo de oração e de nossos projetos.

Um exemplo bem claro disso é o que é hoje o conglomerado da Comunidade Canção Nova (http://www.cancaonova.com/). Deus inspirou no coração do Padre Jonas Abib algo impossível aos olhos humanos: manter meios de comunicação via rádio, TV e internet no ar sem nenhum patrocinador, apenas por meio da misericórdia divina manifestada na doação comunitária.

O que era humanamente impossível já está com mais de duas décadas de funcionamento. Cada vez mais forte e transformando a vida de pessoas que se encontravam longe de Deus.A palavra diz que grande foi a alegria dos reis magos ao avistarem novamente a luz da estrela-guia, quando voltaram ao caminho correto (Mt 2, 10). Se você não tem sido guiado pela luz do Espírito Santo é hora de você refletir e retomar sua caminhada.
Leia Mais

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN