Ocorreu um erro neste gadget

Evangelho de hoje: Mateus 16, 21-27


— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 21Jesus começou a mostrar a seus discípulos que devia ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.

22Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo, dizendo: "Deus não permita tal coisa, Senhor! Que isso nunca te aconteça!"

23Jesus, porém, voltou-se para Pedro e disse: "Vai para longe, Satanás! Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas sim as coisas dos homens!"

24Então Jesus disse aos discípulos: "Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. 25Pois, quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la.

26De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua vida? O que poderá alguém dar em troca de sua vida? 27Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta".


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Vamos refletir juntos? FIDELIDADE!


Olá, queridos irmãos!

É com grande alegria que estou aqui mais uma vez para partilhar sobre a passagem bíblica deste domingo, este dia lindo que é dedicado ao nosso Senhor. Vamos refletir juntos?

Hoje o Evangelho nos revela Jesus repreendendo Pedro, seu discípulo, de forma bastante rigorosa, chegando a chamá-lo de "satanás", ou seja, de inimigo. E por que Jesus fez isso?

Pedro, naquele momento, agiu com a razão humana e quis retirar Jesus de sua grande missão entre os homens: morrer e ressucitar por todos nós, para nos redimir! Mas felizmente Jesus repreendeu rapidamente aquele pensamento humano, fazendo prevalecer a vontade do Pai.

Perceba que Jesus, nem mesmo por um instante, quis ao menos pensar no que Pedro disse; a hipótese de desistir do grande sofrimento que o aguardava estava fora de cogitação! Sabe por quê? Porque Jesus era 100% fiel aos desígnios do Pai, e para Ele o importante era cumprir a sua missão de amor profundo pela humanidade.

E nós? Quantas vezes não desistimos de algum plano de Deus por acharmos que é difícil? E olha que muitas vezes nem precisamos de ninguém nos desencorajar, como Pedro fez; nós desistimos voluntariamente ao pensar na primeira dificuldade!

Então, precisamos olhar para a Cruz Sagrada e sentir vergonha... vergonha da preguiça, do desânimo, da falta de amor, do comodismo! Jesus em nenhum instante pensou em desistir e se derramou em sangue até o fim... POR VOCÊ!

A nós somente resta cumprir a missão de amor que Jesus nos ensinou, sem cessar, e sermos fiéis aos desígnios e planos de Deus. Pois como Ele mesmo disse: "Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. 25Pois, quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la."



A nossa recompensa é o céu! Tenham todos um ótimo domingo!!!!!!!!!!!!


Anaíle Flores de Paula
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 25,14-30

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: 14"Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens. 15A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou. 16O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.

17Do mesmo modo, o que havia recebido dois lucrou outros dois. 18Mas aquele que havia recebido um só saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão. 19Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar contas com os empregados. 20O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhes mais cinco, dizendo: 'Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei'.

21O patrão lhe disse: 'Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!' 22Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: 'Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei'. 23O patrão lhe disse: 'Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!'

24Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: 'Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste. 25Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence'. 26O patrão lhe respondeu: 'Servo mau e preguiçoso! Tu sabias que eu colho onde não plantei e que ceifo onde não semeei? 27Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros o que me pertence'.

28Em seguida, o patrão ordenou: 'Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez! 29Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado. 30Quanto a este servo inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!'"


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Não Enterre Seus Talentos




Muito bom dia, meus amigos e irmãos em Cristo Jesus.

Que alegria estar aqui mais uma vez para partilhar com vocês nosso Evangelho! De maneira especial, agradeço muito a Deus pela oportunidade de poder refletir com vocês essa passagem tão importante, que nos questiona o que estamos fazendo com os dons dados por Deus.

Devo confessar que muitas vezes em minha vida essa passagem de hoje já me deixou um tanto preocupado. Deus sempre derramou muitas bênçãos em minha vida, em todas áreas dela.

Certo dia eu fui chamado por Ele para trabalhar na Sua obra e, para isso, Ele me deu as ferramentas necessárias para executar meu trabalho. Deu-me conhecimento musical para cantar e tocar; deu-me sensibilidade no coração para poder enxergar nossos irmãos mais necessitados; deu-me desinibição para ter coragem de anunciar e pregar o Evangelho em todos os lugares; deu-me um coração sedento de sua palavra para poder buscar-Lo todos os dias e muitas outras coisas que sempre nos auxilia nesse processo todo, como um pouco de conhecimento de informática para poder usar esse meio que estamos usando agora e a nossa nova rede social.

Porém, meus amigos, em alguns momentos de minha vida acabei enterrando 90% dos dons que Ele havia confiado a mim e o meu eu espiritual me fazia sentir remorso disso. Houve dias em que, cheio de remorso, chegava até a chorar, pedindo a Deus para me dar forças para recomeçar. Tal fato se deu quando, decepcionado com pessoas dentro da igreja, me afastei de quase tudo, ficando apenas tocando no coral da missa das 9h. Assim fiquei por uns 2 ou 3 anos (entre 2001 e 2003), até retomei minha vida de servo aos poucos.

Sei que estou ainda muito longe do que o Senhor espera de mim, mas estou buscando ser sempre fiel no pouco que Ele tem confiado e isso tem feito toda diferença em minha vida! Quanta bênção tem sido derramada para a minha formação como pessoal... Quantas vezes o impossível tem acontecido e tenho sido testemunha ocular disso!

A exortação que quero fazer hoje é que você reflita um pouco em seu interior. Quais dons Deus confiou a você? O que você tem feito deles? Está enterrando ou multiplicando o tesouro do céu?

Erroneamente, muitas pessoas pensam que só é dom se estiver na frente do grupo de oração. Assim, as pessoas tem a idéia errada de que dom é cantar, pregar, dirigir oração, tocar algum instrumento ou interceder na equipe do grupo.

Que grande engano esse!!!

Antes de tudo, nosso talento maior é o dom de amar! É o dom de disceminar o Evangelho através de nossos próprios atos, através de nossos exemplos de conduta e de oração!

Dói tanto em meu coração quando vejo pessoas agraciadas por Deus fazendo pouco caso do presente por ele dado... isso mesmo, presente! No inglês a palavra GIFT é, ao mesmo tempo, dom e presente... interessante, né?

Como você ficaria se, na comemoração de aniversário ou de outra data muito importante de uma pessoa muito amada, você escolhesse o melhor e mais valioso dos presentes e essa pessoa fizesse pouco caso, não conseguindo ao menos disfarçar em sua face?

Pois bem, meus amigos... quantos de nós estamos fazendo pouco caso dos presentes valiosíssimos que Deus tem dado a nós...

Será que esse é também o seu caso?

Não quero agir com orgulho ou vanglória... como disse, estou muit aquém do que Deus espera de mim. Porém, tenho buscado exercitar os presentes que Ele me deu a favor de seu Reino e tenho buscado ser fiel nisso.

Percebo que muitas vezes meus textos nem são tão lidos, mas, como o Rafael mesmo disse em um de seus comentários, se atingir uma pessoa já valeu a pena o esforço.

Que o Espiríto Santo possa conduzir vocês, profundamente, em nossa reflexão de hoje. E que vocês possam identificar que presentes Deus tem derramado, para que não ocorra a mesma coisa que aconteceu com o servo infiel, que teve tudo tirado por não ter sido fiel no pouco.

Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 5, 27-39

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

27 E, depois disto, saiu, e viu um publicano, chamado Levi, assentado na recebedoria, e disse-lhe: Segue-me.
28 E ele, deixando tudo, levantou-se e o seguiu.
29 E fez-lhe Levi um grande banquete em sua casa; e havia ali uma multidão de publicanos e outros que estavam com eles à mesa.
30 E os escribas deles, e os fariseus, murmuravam contra os seus discípulos, dizendo: Por que comeis e bebeis com publicanos e pecadores?
31 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos;
32 Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento.
33 Disseram-lhe, então, eles: Por que jejuam os discípulos de João muitas vezes, e fazem orações, como também os dos fariseus, mas os teus comem e bebem?
34 E ele lhes disse: Podeis vós fazer jejuar os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles?
35 Dias virão, porém, em que o esposo lhes será tirado, e então, naqueles dias, jejuarão.
36 E disse-lhes também uma parábola: Ninguém tira um pedaço de uma roupa nova para a coser em roupa velha, pois romperá a nova e o remendo não condiz com a velha.
37 E ninguém deita vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão;
38 Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão.
39 E ninguém tendo bebido o velho quer logo o novo, porque diz: Melhor é o velho.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Sermos Novos de Corpo e Alma


Amados de Deus, nesta sexta-feira evangelho de Lucas nos diz que temos que ser livres em nossas escolhas. 
                    
Quando Jesus diz no versículo 34 “Porventura podeis vós obrigar a jejuar os amigos do esposo, enquanto o esposo está com eles?” Nós somos livres para escolhermos o que queremos enquanto Ele está conosco porque no dia em que Ele não estiver mais, ai sim, o buscaremos de coração.   
                 
O Senhor relata que enquanto Ele está próximo de nós e nos ouvindo não sentimos a obrigação de orar, jejuar e vigiar com Ele, porque, pensamos que sempre teremos respostas mesmo não fazendo por onde. 
                       
Porém chegarão dias em que nossas orações não serão apenas ouvidas e ai sim, nós sentiremos que outras armas são necessárias para sermos ouvidos.    
                            
Sentiremos dentro de nós, a vontade de sermos homens e mulheres novos na graça de Deus para alcançarmos as graças almejadas em nosso coração.   
                          
Para isso a citação de não se usar panos novos para remendar roupas velhas (Lucas 5, 36)  é justamente com o sentido de que nosso coração tem que estar preparado sempre, livre das marcas do passado e do pecado para servirmos ao Senhor com corpo e alma nova.  Muitos são chamados, mas poucos estão realmente prontos para dar seu sim na obra de Deus.
                    
A graça sempre acontece independente de nosso estado, mas chegará o dia em que esta mesma graça não virá porque não estamos interiormente preparados para recebê-la.   
                 
Então sejamos novos de corpo e alma, restaurados para que o amor de Deus nos invada e nos faça sempre canais de sua graça.   
                             
Que Deus nos abençoe.   
               
São Padre Pio. Rogai por nós!   
             
 Jordana Lomazzi Cardoso.
e-mail:jojolomazzi@hotmail.com
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 24,42-51

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 42"Ficai atentos! porque não sabeis em que dia virá o Senhor. 43Compreendei bem isso: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente vigiaria e não deixaria que a sua casa fosse arrombada.
                                          
 44Por isso, também vós ficai preparados! Porque na hora em que menos pensais, o Filho do Homem virá.  
               
45Qual é o empregado fiel e prudente, que o senhor colocou como responsável pelos demais empregados, para lhes dar alimento na hora certa? 46Feliz o empregado, cujo senhor o encontrar agindo assim, quando voltar.
                        
 47Em verdade vos digo, ele lhe confiará a administração de todos os seus bens. 48Mas, se o empregado mau pensar: 'Meu senhor está demorando', 49e começar a bater nos companheiros, a comer e a beber com os bêbados; 50então o senhor desse empregado virá no dia em que ele não espera, e na hora que ele não sabe.  
                    
51Ele o partirá ao meio e lhe imporá a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes".

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 23,27-32

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 27"Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda podridão! 28Assim também vós: por fora, pareceis justos diante dos outros, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.
                                                                
29Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós construís sepulcros para os profetas e enfeitais os túmulos dos justos, 30e dizeis: 'Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas'. 31Com isso, confessais que sois filhos daqueles que mataram os profetas. 32Completai, pois, a medida de vossos pais!"

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Sepulcros Caiados

Muitíssimo bom dia, meus amados irmãos!
                     
Quanta alegria em começar o dia me alimentando do amor do Senhor, de Seu zelo, de seus ensinamentos. Já disse antes e volto a afirmar que essa experiência de refletirmos diariamente a Palavra de Deus tem sido essencial na minha vida espiritual. É por isso que insisto tanto com as pessoas que amo para acompanharem diariamente e interagirem com as reflexões.
                             
Essa semana Jesus tirou seu tempo para nos alertar contra as pessoas falsas, de duas caras, que estão repletas de más intenções em seus interiores. Perceberam isso?
                   
E a passagem de hoje não é diferente das duas anteriores. É o ataque declarado contra essas pessoas enganadoras que se fazem de boazinhas, mas que em seus interiores trazem pensamentos, gestos e atitudes más. E bem sabemos que nenhuma maldade procede do Pai.
                            
Essa passagem de hoje, em particular, é uma passagem que sempre tocou meu coração e me deixou incomodado. A imagem de sepulcros caiados, a princípio, me parecia muito poética. São muitas as passagens que parecem com trechos de poesia na Bíblia, concordam?
                            
Mas um dia me pus a refletir profundamente sobre o que Jesus quis dizer ao usar tal comparação. Duvido que alguém aqui goste de sepulcros! Só pela sua simbologia, sua carga semântica, trazem sempre a figura da morte em si. Sepulcro que é sepulcro tem sempre coisa podre por dentro, resto do que um dia foi vida e, desculpem-me a palavra, carniça! Então, tal comparação vem nos apontar pessoas que apresentam boa aparência e que, porém, trazem só podridão por dentro.
                           
Qual foi meu susto quando cheguei a essa conclusão em minhas reflexões! Será que eu não era, ou ainda sou,  também um sepulcro caiado? Isso incomoda...
                              
Incomoda ao ponto de eu buscar ser o mais sincero possível em meus atos e pensamentos. Quem me conhece sabe que tenho a língua solta quando não concordo com determinadas coisas. Porém, achei bastante profundo o comentário que o Rafael utilizou ontem na reflexão do Evangelho e acho que, antecipadamente, ele veio fazer o comentário do Evangelho de hoje. Vou transcrever com fidelidade as palavras usadas por ele:


Rafael Simões disse...


Achei muito importante falar sobre isso... É muito importante também parar para refletir se não estamos sendo hipócritas. Muitas vezes a hipocrisia (falsidade, segundas intenções) vai tornando-se parte do nosso comportamento até mesmo sem percebermos...
É algo que se torna normal, porque em geral começamos a ser hipócritas para não magoar outras pessoas, depois diminuímos a restrição da hipocrisia para não contrariar os outros, depois passamos a ser falsos para agradar as outras pessoas, e por fim para fazer nossas vontades.
Perdemos aos poucos a motivação para a honestidade (inclusive a honestidade com nós mesmos) e isso é visto de forma clara quando dizemos ou ouvimos dizer: "todo mundo faz isso".
Talvez esse seja o maior desafio da vida Cristã, o de se encontrar em Cristo e, assumindo nossos limites e fraquezas, não sermos hipócritas e muito menos juízes das outras pessoas.

26 de Agosto de 2008 12:03




Acho que não há muito para se acrescentar, né? Muito profundo mesmo o que ele disse e peço desculpas a você, Rafael, por colocar seu texto aqui sem pedir sua permissão, mas foi o que Deus me inspirou a fazer.

Morro de medo que meus atos me levem a ser uma pessoa hipócrita e devo confessar que tive que vestir a carapuça em algumas das coisas apontadas por nosso amigo. Isso me incomoda muito, porque mesmo com minha luta em ser uma pessoa verdadeira, vejo que algumas coisas ainda me passam despercebidas.

Vamos refletir sobre isso?

Minha reflexão do Evangelho de hoje começou ontem. Que Deus possa mostrar os pontos que devemos mudar e aprimorar.

Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Tornando-nos Família de Deus



Ao buscarmos nos tornar família de Deus – uma família de famílias – chegamos face a face com uma trágica realidade: Não podemos amar como Jesus ama! Nosso Pai ensina em Sua Palavra que no momento da concepção, cada um de nós é concebido com o pecado original. Em conseqüência, nascemos cativos de uma natureza egoísta, orgulhosa e má. Nem nossa força de vontade nem nosso conhecimento intelectual podem nos libertar dessa maldição.
Jesus abriu uma porta de esperança! Ele, como nosso Salvador, pagou o preço da nossa libertação. Como a Luz e a Vida de todos que nascem neste mundo, Jesus veio para nos ensinar a viver do jeito que Ele viveu, e amar do modo que Ele amou. Jesus, aqui na terra, humildemente admitiu Sua dependência absoluta:

"Nada faço de Mim mesmo, mas falo exatamente o que o Pai Me ensinou" 
João 8:28

Os filhos dos homens têm direito a herdar bens de seus pais, e na condição de filhos de Deus isso não é diferente. Nós, como filhos dEle, temos direitos às graças que Ele mesmo nos concede.

“Se você confessar os seus pecados, Ele é fiel e justo para perdoar os seus pecados e purificá-lo de toda injustiça.”
I João 1:9

Se desejarmos verdadeiramente ser cheios do Espírito Santo, podemos levar a Jesus todas as nossas dificuldades, passadas e presentes. Deus faz de tudo por seus filhos. Não devemos temer! Nosso Pai celeste é maior que nossos problemas.


Cinthya Cardoso de Araújo
Leia Mais

Quer Ganhar um CD do Rosa de Saron Original?

 
Não percam nos próximos dias uma novidade que aparecerá aqui no blog a respeito disso...
Quer uma dica? Comece a juntar alimentos não perecíveis...
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 23,23-26

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 23Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós pagais o dízimo da hortelã, da erva-doce e do cominho, e deixais de lado os ensinamentos mais importantes da Lei, como a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vós deveríeis praticar isto, sem contudo deixar aquilo.

24Guias cegos! Vós filtrais o mosquito, mas engolis o camelo. 25Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós limpais o copo e o prato por fora, mas, por dentro, estais cheios de roubo e cobiça. 26Fariseu cego! Limpa primeiro o copo por dentro, para que também por fora fique limpo.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Limpos por Fora, Sujos por Dentro


Muito bom dia, meus amigos...

Prontos para mais uma reflexão? Ah... gostaria imensamente que a interação de todos fosse um pouco maior em relação às reflexões. É necessário que vocês deixem o ponto de vista de cada um para que haja uma maior interação, não acham?

Continuando...

Percebemos que Jesus hoje está um pouco nervoso, né? A passagem de hoje é a continuação do trecho de ontem, em que ele começa a "descascar o abacaxi" pro lado dos doutores da lei daquela época, denunciando que eles eram hipócritas e falsos, no mais profundo do significado de tais palavras.

É claro que entre todos acabava salvando algum, que era justo e preocupado com a verdadeira edificação do reino, como era o caso de Nicodemos (Jo 3,1), mas isso era caso de raríssima exceção.

Na passagem de hoje, entre tantas coisas pesadas ditas por Jesus, um trecho é o que me chama mais atenção:
"Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós limpais o copo e o prato por fora, mas, por dentro, estais cheios de roubo e cobiça. Fariseu cego! Limpa primeiro o copo por dentro, para que também por fora fique limpo."

Mt 23,25-26

Bem... isso é muito sério!

E não adianta pensarmos que isso só acontecia naquela época e que foi um fato isolado daquelas pessoas. Infelizmente isso está bem presente em nossa sociedade egoista, que na maioria das vezes procura tirar proveito de tudo e de todos, visando seu próprio bem.

Quem aqui nunca ficou escandalizado ao saber que aquela pessoa "certinha", exemplo para todos, foi pego em algum caso de escândalo? Pessoas desmascaradas literalmente roubando das outras. Quando não estão roubando o material, estão roubando, sugando, minando a vida interior das pessoas.

Como apontamos ontem, isso é muito comum no ramo da política. Porém, há muitas pessoas misturadas entre nós, dentro mesmo das igrejas, que estão podres por dentro, cheias de más intenções. Existem muitos rapazes de boa lábia só pensando em tirar proveito de meninas ingênuas; existem muitas pessoas que se passam de coitadinhas falsamente; existem muitos políticos que mal sabem rezar o Pai Nosso e que só estão dentro dos templos atrás de somas nas urnas, sem se importarem a mínima para a vida espiritual.

Lembro-me de um caso que aconteceu há uns 10 anos atrás...

Tínhamos uma bandinha católica chamada Via Crucis. Realmente levávamos aquilo muito a sério, com ensaios semanais, estudos de nossos instrumentos em Goiânia e, quando havia tempo livre no meio da semana, estávamos estudando. Queríamos fazer um serviço de primeira pra Deus e investíamos naquilo.

Aconteceu que certo dia apareceu um rapaz na cidade dizendo que era da Renovação Carismática de Goiânia e que havia acabado de se mudar para Inhumas. Detalhe: dizia ser saxofonista e que já havia tocado em uma banda da capital famosa daquela época.

Quem não ficaria empolgado, né? Acolhemos aquele rapaz e procuramos dar todo o apoio necessário. Ele dizia estar passando dificuldades e, com seu discurso doce, arranjou dinheiro emprestado, bicicleta e até roupa.

Qual foi nossa surpresa (e de muita gente que chegou a conhecê-lo) quando ficamos sabendo que ele havia ido embora com tudo que havia pego emprestado sem avisar ninguém! Foi um choque! Ele realmente passava a imagem de uma pessoa muito simples, humilde e sincera. Porém, em seu interior, o que havia era algo muito escuro e podre.

Conto esse pequeno caso para que, todos, tenhamos sempre cuidado com tudo e todos que nos aparecem. Só Deus vê o coração.

Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 23,13-22

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 13"Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós fechais o Reino dos Céus aos homens. Vós porém não entrais, 14nem deixais entrar aqueles que o desejam. 15Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós percorreis o mar e a terra para converter alguém, e quando conseguis, o tornais merecedor do inferno, duas vezes pior do que vós.

16Ai de vós, guias cegos! Vós dizeis: 'Se alguém jura pelo Templo, não vale; mas, se alguém jura pelo ouro do Templo, então vale!' 17Insensatos e cegos! O que vale mais: o ouro ou o Templo que santifica o ouro? 18Vós dizeis também: 'Se alguém jura pelo altar, não vale; mas, se alguém jura pela oferta que está sobre o altar, então vale!'

19Cegos! O que vale mais: a oferta, ou o altar que santifica a oferta? 20Com efeito, quem jura pelo altar, jura por ele e por tudo o que está sobre ele. 21E quem jura pelo Templo, jura por ele e por Deus que habita no Templo. 22E quem jura pelo céu, jura pelo trono de Deus e por aquele que nele está sentado".

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Hipocrisia Eleitoral




Muito bom dia, meus amigos!

Primeiramente, gostaria de pedir desculpas pelo sumiço do final de semana. Foi realmente muito intenso e não tive como atualizar os posts. Para que isso não volte mais a acontecer, está sendo montada uma equipe de pessoas que irão ficar responsáveis, cada uma, por um dia de reflexão. Logo logo vocês perceberão essa mudança.

Nosso evangelho de hoje nos remonta a uma reflexão que já fizemos há algum tempo atrás, sobre hipocrisia. Hipocrisia está intimamente ligada à máscara, à falsidade, à enganação, ao que não é verdadeiro (clique no link atrás e confira a nossa outra reflexão sobre o tema)

Jesus vem nos abrir os olhos, hoje, sobre o perigo de nos deixarmos sermos guiados por falsos pastores, falsos profetas e, de maneira especial, quero ligar essa passagem a um tema frequente em nosso cotidiano nos últimos dias: a eleição que se aproxima.

Como pessoas compromissadas com o reino de Deus, não devemos colocar nossa arma do voto, nossa confiança, nas mãos de qualquer pessoa que apareça pela frente.

"Ah, mas ele é meu amigo... é conhecido do meu pai... tenho que ser grato a ele porque ele arranjou emprego para minha mãe... ele me deu uma cesta básica..." quantas justificativas escandalosas costumamos ouvir por pessoas que dão seu voto a pessoas que, nem ao menos, conhecem nada da vida deles.

Votar é passar uma procuração pública para uma pessoa nos representar através de seu cargo conquistado nas urnas. Então, é realmente algo que devemos nos preocupar muito. Você teria coragem de dar uma procuração pública a um ladrão? A um assassino? A um traficante? A uma pessoa que se tem conhecimento de que, descaradamente, se põe a aproveitar da simplicidade das pessoas, da pobreza delas, para trocar o voto delas por algum "presentinho"?

Meus irmãos, é hora de acordamos! E mais que isso, é hora de abrirmos nossas bocas e alertamos as pessoas que fazem parte do nosso círculo de convivência! Isso mesmo, como profetas que somos, nossa missão é denunciar tais pessoas traiçoeiras e hipócritas, para que as mesmas não consigam mais fazer vítimas.

Como cristãos, devemos confiar nossos votos em pessoas que apresentam, em seus currículos, compromisso com a Santa Igreja de Jesus e verificarmos se essa pessoa entrou na política em consequência de um trabalho social realizado anteriormente de evangelização ou se a pessoa se ingressou na igreja para tirar proveito nas urnas.

Temos, assumidamente, nosso candidato aqui no blog. Porém, não estamos aqui pedindo voto para o candidato X ou para o candidato Y. Estamos, na verdade, pedindo voto para a igreja. Antes de decidir seu voto, conheça mais a vida do candidato. Olhe a história da vida dele. Você pode ter certeza de que o que ele já fez no passado certamente refletirá o que ele irá fazer no futuro.

Nossa igreja tem vários candidatos, de vários segmentos internos dela e devemos mesmo dar preferência a essas pessoas. Não vou entregar minha procuração pública nas mãos de uma pessoa qualquer para me representar. Dói meu coração ao ver que o tribunal eleitoral ainda aceita a candidatura de pessoas que apresentam manchas horríveis em seus currículos. Para me representar, a pessoa tem que ser digna de poder fazer coisas em meu nome.

Reflitamos sobre isso tudo. É hora de agirmos mais ativamente e defendermos a edificação do reino de Deus!

Grande abraço fraternal,
Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 1,26-38

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
                      
Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria.
                       
28O anjo entrou onde ela estava e disse: "Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!" 29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação.
                
30O anjo, então, disse-lhe: "Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim".
                                     
34Maria perguntou ao anjo: "Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?" 35O anjo respondeu: "O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível". 38Maria, então, disse: "Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!" E o anjo retirou-se.
                         
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Servos como Maria


Amados irmãos e irmãs, o que vemos na liturgia de Lucas hoje é que, independente de qualquer coisa, Maria disse “Sim”, sem medir conseqüências ou pensar no seu próprio futuro. Maria foi serva, o que poucos hoje conseguem ser na obra de Deus, SERVOS!!!   
                   
Deus precisa de servos de verdade, pessoas dispostas a doar sem pensar em si mesmas, pois o próprio Deus não pensou em si quando mandou seu filho a este mundo.   
                    
Maria soube “assumir” o seu lugar de serva e não pensou nos benefícios que teria de ser a mãe do Salvador, ela apenas disse: “ Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!”(Lucas 1, 38).   
                       
O chamado de Deus a nós neste dia é: - Venham, dêem o sim e o mais Ele  fará. Capacitará e ensinará. Maria não sabia como se faria para conceber um filho, uma vez que não conhecia homem algum, mas disse sim e Deus fez com que a graça acontecesse em sua vida e a tornou a mãe do Salvador de toda a humanidade, aquela que pisaria na cabeça da serpente.
                       
Maria, nunca em sua vida, imaginou que os planos de Deus para ela a fariam uma mulher tão forte e guerreira, que com apenas um olhar transmitiu   que queria e que um dia derrotaria o demônio com seus pés.   
                        
Pensemos neste sim a Deus e deixemos que Deus faça a sua parte em nossas vidas. Sejamos servos, apenas isso, e o mais Ele fará!   
                      
Graça e paz de Nosso Senhor Jesus Cristo e o amor de Maria, a serva no Senhor.   
                          
Padre Pio, rogai por nós!!!   


Jordana Lomazzi Cardoso.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 22,1-14

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus voltou a falar em parábolas aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo, 2dizendo: "O Reino dos Céus é como a história do rei que preparou a festa de casamento do seu filho. 3E mandou os seus empregados chamar os convidados para a festa, mas estes não quiseram vir.
 
4O rei mandou outros empregados, dizendo: 'Dizei aos convidados: já preparei o banquete, os bois e os animais cevados já foram abatidos e tudo está pronto. Vinde para a festa!' 5Mas os convidados não deram a menor atenção: um foi para o seu campo, outro para os seus negócios, 6outros agarraram os empregados, bateram neles e os mataram.
 
7O rei ficou indignado e mandou suas tropas, para matar aqueles assassinos e incendiar a cidade deles. 8Em seguida, o rei disse aos empregados: 'A festa de casamento está pronta, mas os convidados não foram dignos dela. 9Portanto, ide às encruzilhadas dos caminhos e convidai para a festa todos os que encontrardes'.  
 
10Então os empregados saíram pelos caminhos e reuniram todos os que encontraram, maus e bons. E a sala da festa ficou cheia de convidados. 11Quando o rei entrou para ver os convidados observou ali um homem que não estava usando traje de festa 12e perguntou-lhe: 'Amigo, como entraste aqui sem o traje de festa?' Mas o homem nada respondeu.
 
13Então o rei disse aos que serviam: 'Amarrai os pés e as mãos desse homem e jogai-o fora, na escuridão! Ali haverá choro e ranger de dentes'. 14Porque muitos são chamados, e poucos são escolhidos".


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Muitos Chamados, Poucos Escolhidos

Muito bom dia, meus amigos!
                                
Cá estamos nós para mais uma reflexão da Palavra de Deus para nós hoje.
                           
Você já deve ter acabado de ler nossa passagem de hoje. Complicada, né? O pior é que ela reflete muuuuito bem o que nossa sociedade tem experiementado e vivido.
                                   
A palavra nos fala de um rei que prepara a festa de casamento do príncipe e pede que seus empregados - leia-se servos - se dirijam à cidade para chamar seus convidados. Estes, porém, nem dão atenção ao convite e continuam normalmente sua vida sem se importarem com o grande momento de alegria que o rei queria partilhar com eles. O pior é que o rei, incomodado com a falta de resposta, envia novos servos e estes são maltratados até a morte. O rei enfurecido, então, lança sua ira sobre aqueles que fizeram pouco caso de todo banquete que havia preparado e manda que sua guarda  mate os assassinos e queimem sua cidade. Em seguida o rei pede que outros servos saiam a convidar todos os que encontrarem pelo caminho e assim estes o fazem. Porém, algo um tanto intrigante acontece: uma pessoa é encontrada sem trajes adequados e é expulso do local.
                                               
É necessário refletirmos com bastante atenção e cuidado que nossa passagem de hoje merece. Ela é muuuito delicada...
                                          
Está muito na cara que o rei é o Pai Celestial e o príncipe é Jesus. O casamento não é nada mais nada menos que a união de Jesus com sua igreja (alguém tem alguma outra interpretação sobre isso?) e os convidados são aqueles que se dizem "amigos do Rei", ou amigos de Deus.
                                                    
Porém, o que se percebe em relação aos que se dizem "íntimos" de Deus é que estes não dão a mínima atenção à alegria de vossa realeza! Um banquete maravilhoso, digno de reis, é preparado e os tidos como amigos agem com desprezo e continuam com sua vida corriqueira. O pior é que alguns se sentem incomodados pelos servos do Rei e chegam a assassiná-los!
                                             
Meus amigos, meus amigos. Essa passagem de hoje me deixa muito incomodado. Será que nós, que nos auto-denominamos "amigos" do Rei, não estamos virando a cara e fazendo pouco caso do banquete que Ele diariamente prepara para nós?
                                
Será que nossos atos não estão incondizentes com nossas palavras? Será que não estamos, a exemplo dos "amigos" da leitura, traindo aquele que deseja festejar suas alegrias conosco?
                              
Pois bem, pra piorar ainda mais a situação, depois da traição de seus amigos mais íntimos, o Rei manda que convidem todos os que encontrarem pelas ruas e assim é feito. Porém, não adianta ser apenas convidado... é necessário se apresentar no banquete com trajes próprios para o momento. E o traje ideal para o banquete celeste é um coração contrito, arrependido e, declaradamente, em guerra contra tudo aquilo que desagrada o rei. Um coração amoroso, misericordioso e que muito se importe com a alegria dos outros.
                                               
Como você tem se preparado para o banquete? Aliás, que resposta você está dando ao convite semanal que o Senhor faz a você para o banquete do casamento que é celebrado em todas as missas, quando Jesus celebra seu casamento com sua noiva Igreja no altar, na comunhão? Você é um daqueles que fica na porta da capela, esperando a festa, o banquete do Rei acabarem para você entrar e começar a reunião do grupo?
                                          
Cuidado, meu amigo, muito cuidado e aproveito para pedir este mesmo cuidado a mim mesmo. Porque, a exemplo daqueles que não deram a mínima para o banquete real e aquele que estava sem trajes apropriados, podemos ser excluídos das celebrações reais por causa desse nosso pouco caso às coisas do Senhor.
                                                   
Que o Espírito Santo nos ilumine e nos faça refletir seriamente sobre tudo isso.
                                             
Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 19,23-30

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 23Jesus disse aos discípulos: "Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no reino dos Céus. 24E digo ainda: é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus". 25Ouvindo isso, os discípulos ficaram muito espantados, e perguntaram: "Então, quem pode ser salvo?" 26Jesus olhou para eles e disse: "Para os homens isso é impossível, mas para Deus tudo é possível". 27
 
 Pedro tomou a palavra e disse a Jesus: "Vê! Nós deixamos tudo e te seguimos. Que haveremos de receber?" 28Jesus respondeu: "Em verdade vos digo, quando o mundo for renovado e o Filho do Homem se sentar no trono de sua glória, também vós, que me seguistes, havereis de sentar-vos em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel. 29E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos, campos, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna. 30Muitos que agora são os primeiros, serão os últimos. E muitos que agora são os últimos, serão os primeiros".


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Apego Material




Ainda me lembro de uma experiência que tive há uns 10 anos atrás, quando participava de um encontro vocacional pela Paróquia Sagrada Família... pra quem ainda não sabia, sim, já pensei em ser padre antes de encontrar o grande amor da minha vida.

Eu tinha uma bíblia TEB que havia comprado em minha primeira visita à Canção Nova e, particularmente falando, era louco por aquele meu objeto de estudo. Sendo bem sincero, eu era meio que "fanático" por aquela comunidade e aquela Bíblia me fazia sentir mais próximo, como se fosse um dos membros, pois ela era usada pelo então Padre Jonas.

No segundo dia daquele encontro vocacional, no sábado à noite, fizemos o estudo dessa mesma passagem do Evangelho de hoje e refletimos sobre apego material. Em nossa reflexão, pusemo-nos a pensar em coisas materiais que éramos apegados. Lembrei que aquela Bíblia em um Tal (aquele cordão de pescoço franciscano com cruz em forma de T) eram meus xodós. Já haviam passado a ser parte de mim.

Depois de um momento profundo de oração, senti Jesus falar em meu coração para fazer um exercício de desapego material, o que foi confirmado pela pessoa que dirigia o momento, que pediu que todos nós fizéssemos tal exercício. Então, decidi doar as duas coisas que eram mais significativas e importantes para mim.

Foi muito difícil, mas hoje eu sei o quanto foi importante aquilo, pois abriu meu coração para ações muito mais concretas de solidariedade.

Na passagem de hoje, Jesus vem nos abrir os olhos sobre a dificuldade de um rico entrar no céu. Podemos ter certeza de que essa afirmação é feita baseada, principalmente, sobre essa questão de apego material. Porém, esse é um tipo de problema que não acontece exclusivamente com pessoas ricas.

Quantas pessoas brigam com irmãos por causa de roupas! Por causa de CDs, DVDs, sapatos e tantas outras coisas.

Na realidade, pessoas assim ainda não conseguiram entender o verdadeiro sentido da vida. Não conseguiram entender e, certamente, nunca experimentaram que quem mais sai ganhando é quem se entrega e entrega suas coisas a favor da edificação do Reino de Deus.

Como é a realidade desse tópico em sua vida? Você é daqueles que "rodam a baiana" por causa de seus objetos pessoais?

Reflita um pouco e peça a luz do Espírito Santo sobre sua vida, sobre essa questão.

Grande abraço virtual,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do dia: Buscar a Vida Eterna!


Muito bom dia, queridos irmãos!

Que a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja com cada um de vocês!

Vamos ler o Evangelho de hoje para fazermos a nossa reflexão? Então pegue a sua Bíblia no Livro de São Mateus 19, 16-22, ou CLIQUE AQUI para fazer a leiutra.

A leitura de hoje nos mostra um jovem se aproximando de Jesus e perguntando o que ele devia fazer para alcançar a vida eterna. Jesus responde então que ele deveria observar e cumprir os mandamentos. O jovem respondeu que já cumpria os mandamentos e em seguida perguntou o que ainda faltava. Jesus, neste instante, diz que ele deveria largar as coisas que tinha, os bens que possuia, e então seguir a Ele.

O jovem ficou triste e foi embora, pois era muito rico... Percebemos que além do apego aos bens materiais, aquele jovem também não tinha humildade e intimidade com o Pai, para se decidir pelo seguimento a Jesus.

Com base nessa leiutura de hoje, quero compartilhar com vocês um texto do Professor Felipe Aquino no qual ele aborda alguns trechos de um discurso do Papa Bento XVI, indicando dez mandamentos para sermos íntimos e amigos de Jesus. Espero que gostem! Vale a pena conferir!

"Construir a vida sobre Cristo, acolhendo com alegria a Palavra e pondo em prática a doutrina: eis aqui, jovens do terceiro milênio, o que deve ser o vosso programa!
É urgente que surja uma nova geração de apóstolos enraizados na palavra de Cristo, capazes de responder aos desafios do nosso tempo e dispostos a difundir o Evangelho por toda a parte.
Isto é o que o Senhor vos pede, a isto vos convida a Igreja, isto é o que o mundo - ainda que não saiba - espera de vós! E se Jesus vos chama, não tenhais medo de responder-lhe com generosidade, especialmente quando vos propõe seguí-lo na vida consagrada ou na vida sacerdotal. Não tenhais medo; confiai n’Ele e não ficareis decepcionados" (Trechos de discursos de Papa Bento XVI - Resumo feito por "Mensagem Cristã".

1 - Conversar com Deus
“Algum de vós poderia, talvez, identificar-se com a descrição que Edith Stein fez da sua própria adolescência, ela, que viveu depois no Carmelo de Colônia: ‘Tinha perdido, consciente e deliberadamente, o costume de rezar’. Durante estes dias podereis recuperar a experiência vibrante da oração como diálogo com Deus, porque sabemos que nos ama e, a quem, por sua vez, queremos amar”.

2 - Contar-lhe as penas e alegrias
“Abri o vosso coração a Deus. Deixe-vos surpreender por Cristo. Dai-lhe o ‘direito de vos falar’ durante estes dias. Abri as portas da vossa liberdade ao seu amor misericordioso. Apresentai as vossas alegrias e as vossas penas a Cristo, deixando que ele ilumine, com a Sua luz, a vossa mente e toque com a sua graça o vosso coração”.

3 - Não desconfiar de Cristo
“Queridos jovens, a felicidade que buscais, a felicidade que tendes o direito de saborear tem um nome, um rosto: o de Jesus de Nazaré, oculto na Eucaristia. Só ele dá plenitude de vida à humanidade. Dizei, com Maria, o vosso ’sim’ ao Deus que quer entregar-se a vós. Repito-vos, hoje, o que disse no princípio de meu pontificado: ‘Quem deixa entrar Cristo na sua vida não perde nada, nada, absolutamente nada do que faz a vida livre, bela e grande. Não! Só com esta amizade se abrem de par em par as portas da vida. Só com esta amizade se abrem realmente as grandes potencialidades da condição humana. Só com esta amizade experimentamos o que é belo e o que nos liberta’. Estai plenamente convencidos: Cristo não tira nada do que há de formoso e grande em vós, mas leva tudo à perfeição para a glória de Deus, a felicidade dos homens e a salvação do mundo”.

4 - Estar alegres: querer ser santos
“Para além das vocações de consagração especial, está a vocação própria de todo o batizado: também é esta uma vocação que aponta para um ‘alto grau’ da vida cristã ordinária, expressa na santidade. Quando encontramos Jesus e acolhemos o seu Evangelho, a vida muda e somos impelidos a comunicar aos outros a experiência própria. A Igreja necessita de santos. Todos estamos chamados à santidade, e só os santos podem renovar a humanidade. Convido-vos a que vos esforceis nestes dias por servir sem reservas a Cristo, custe o que custar. O encontro com Jesus Cristo vos permitirá apreciar interiormente a alegria da sua presença viva e vivificante, para testemunhá-la depois no vosso ambiente”.

5 - Deus: tema de conversa com os amigos
“São tantos os nossos companheiros que ainda não conhecem o amor de Deus, ou procuram encher o coração com sucedâneos insignificantes. Portanto, é urgente ser testemunhos do amor que se contempla em Cristo. Queridos jovens, a Igreja necessita de autênticos testemunhos para a nova evangelização: homens e mulheres cuja vida tenha sido transformada pelo encontro com Jesus; homens e mulheres capazes de comunicar esta experiência aos outros”.

6 - Ir à Missa no Domingo
“Não vos deixeis dissuadir de participar na Eucaristia dominical e ajudai também os outros a descobri-la. Certamente, para que dela emane a alegria que necessitamos, devemos aprender a compreendê-la cada vez mais profundamente, devemos aprender a amá-la. Comprometamo-nos com isso, vale a pena! Descubramos a íntima riqueza da liturgia da Igreja e a sua verdadeira grandeza: não somos os que fazemos uma festa para nós, mas, pelo contrário, é o próprio Deus vivo que prepara uma festa para nós. Com o amor à Eucaristia, redescobrireis, também, o sacramento da Reconciliação, no qual a bondade misericordiosa de Deus permite sempre que a nossa vida comece novamente.”

7 - Demonstrar que Deus não é triste
“Quem descobriu Cristo deve levar os outros para Ele. Uma grande alegria não se pode guardar para si mesmo. É necessário transmiti-la. Em numerosas partes do mundo existe hoje um estranho esquecimento de Deus. Parece que tudo anda igualmente sem Ele. Mas, ao mesmo tempo, existe também um sentimento de frustração, de insatisfação de tudo e de todos. Dá vontade de exclamar: Não é possível que a vida seja assim! Verdadeiramente não.”

8 - Conhecer a fé
“Ajudai os homens a descobrir a verdadeira estrela que nos indica o caminho: Jesus Cristo. Tratemos, nós mesmos, de conhecê-lo cada vez melhor para poder conduzir também os outros, de modo convincente, a Ele. Por isso é tão importante o amor à Sagrada Escritura e, em conseqüência, conhecer a fé da Igreja que nos mostra o sentido da Escritura.”

9 - Ajudar: ser útil
“Se pensarmos e vivermos inseridos na comunhão com Cristo, os nossos olhos se abrem. Não nos conformaremos mais em viver preocupados somente conosco mesmo, mas veremos como e onde somos necessários. Vivendo e atuando assim dar-nos-emos conta rapidamente que é muito mais belo ser úteis e estar à disposição dos outros do que preocupar-nos somente com as comodidades que nos são oferecidas. Eu sei que vós, como jovens, aspirais a coisas grandes, que quereis comprometer-vos com um mundo melhor. Demonstrai-o aos homens, demonstrai-o ao mundo, que espera exatamente este testemunho dos discípulos de Jesus Cristo. Um mundo que, sobretudo mediante o vosso amor, poderá descobrir a estrela que seguimos como crentes.”

10 - Ler a Bíblia
“O segredo para ter um ‘coração que entenda’ é edificar um coração capaz de escutar. Isto é possível meditando sem cessar a palavra de Deus e permanecendo enraizados nela, mediante o esforço de conhecê-la sempre melhor. Queridos jovens, exorto-vos a adquirir intimidade com a Bíblia, a tê-la à mão, para que seja para vós como uma bússola que indica o caminho a seguir. Lendo-a, aprendereis a conhecer Cristo. São Jerônimo observa a este respeito: ‘O desconhecimento das Escrituras é o desconhecimento de Cristo’”

Um grande abraço a todos e que o Senhor nos abençoe!



Danilo Lopes
Leia Mais

Evangelho do Dia: LUCAS 1, 39-56

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naqueles dias, 39Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com um grande grito, exclamou: "Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu".

46Então Maria disse: "A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o respeitam. 51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, 55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre".

56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho... A Minha Alma Glorifica ao Senhor!

Bom dia, queridos irmãos!

Primeiramente quero dividir com todos vocês a minha alegria por estar aqui nas reflexões da Palavra de Deus pela primeira vez. E a alegria é ainda maior porque a minha primeira reflexão no blog é justamente sobre Maria, nossa mãezinha, que eu amo imensamente. A estréia não poderia ser melhor, não é?

O Evangelho de hoje nos traz a visita de Nossa Senhora à sua prima Isabel, conforme vocês já puderam ler logo acima. Meus queridos, vamos trazer então esta Palavra para as nossas vidas?

Logo que Maria entrou na casa de Isabel e a cumprimentou, a criança pulou no ventre daquela mulher e ela se encheu do Espírito Santo de Deus. Maria foi naquele momento sinal da presença de Deus na vida de Isabel e instrumento dEle para que o Espírito Santo tocasse em sua prima.

E hoje? Da mesma maneira, irmãos, a nossa Mãezinha é o grande sinal de amor de Deus para conosco! Jesus, do alto da sua cruz, confiou Sua mãe a todos nós, filhos do mesmo Pai. Ele consagrou ali todos os seus irmãos à Nossa Senhora, e nos confiou Maria como a Mãe de todos os homens! E Ela é o grande instrumento do nosso Senhor para que estejamos mais perto dEle e mais cheios do Espírito Santo, assim como aconteceu naquele tempo com Isabel. Maria nos envolve com seu manto protetor e nos faz sentir agraciados na presença de Deus.

É preciso então tomar posse da graça tão grande que é ter uma Mãezinha do Céu e convidá-la para fazer parte das nossas vidas de forma verdadeira! Você já experimentou convidar Maria para dentro de sua casa, de sua escola, do seu trabalho, do seu namoro, das suas amizades?! Posso dizer que é simplesmente maravilhoso sentir a presença de Nossa Senhora e poder repetir as palavras de Isabel: "Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar?"

E além da grande graça de usufruir da maternidade de Maria, devemos olhar para os grandes exemplos que Ela nos deixou. Exemplos de fé, humildade, sabedoria, perseverança, aceitação das dificuldades da vida, caridade, amor e principalmente de fidelidade à obra do Pai. Certamente Maria passou por muitas dificuldades ao dizer o seu "sim" a Deus e, ao invés de reclamar, ela se alegrou e a sua alma sempre glorificou ao Senhor!

Que tal fazermos o exercício de convidar a nossa Mãe para participar mais de nossas vidas e interceder pela nossa santificação? Que tal fazermos o exercício de olhar para as atitudes de Maria e nos espelhar nEla em cada decisão?

E para finalizar convido vocês para orarmos juntos a oração que nasceu exatamente na passagem do Evangelho de hoje. Vamos lá?

AVE MARIA, CHEIA DE GRAÇA, O SENHOR É CONVOSCO. BENDITA SOIS VÓS ENTRE AS MULHERES E BENDITO É O FRUTO DO VOSSO VENTRE, JESUS!
SANTA MARIA, MÃE DE DEUS, ROGAI POR NÓS PECADORES, AGORA E NA HORA DA NOSSA MORTE. AMÉM!


Anaíle Flôres de Paula
Leia Mais

Amar é Decisão!




Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje tem grupo de oração e isso é motivo de louvarmos bastante a Deus, né?

Olha só... estava dando uma revisadinha em emails velhos da minha caixa de mensagem e encontrei uma mensagem enviada pelo Danilo quando ele ainda nem pensava em ser coordenador. O grande detalhe é que o email falava justamente sobre uma coisinha que há algum tempo eu estava pensando em colocar aqui como artigo: AMAR É DECISÃO!

Vou transcrever o texto na íntegra que, aliás, é de autoria de uma missionária da Canção Nova. Espero que gostem...


Amar é uma decisão

O amor acontece a partir do momento que eu decido querer amar

A essência do amor está em amar. Quando eu decido amar, o amor acontece e passa a existir. Sabemos que isso não é fácil, mas possível, principalmente quando eu faço a minha escolha e me decido.

Amar é uma decisão que me leva a atos concretos, visíveis, palpáveis, atos que "incomodam" o outro e que o faz sair de si em direção a mim que manifesto gestos de amor.

O amor ultrapassa limites, aparências, defeitos, inconstâncias, indiferenças, medos, franquezas e dúvidas. Ele está ao nosso alcance, e só depende de nós, da nossa decisão, do nosso querer para que ele floresça, desabroche, aconteça. Saiba que você é capaz de amar. Decida-se pelo amor e essa força extraordinária acontecerá em você e alcançará o outro.

Ame e queira amar. Decida-se, hoje, a amar o outro, a fazer com o que o amor aconteça em sua vida. Faça a experiência de tocar a essência deste sentimento. Só depende de você!

Se eu consegui amar, você consegue também. Tudo aconteceu a partir do momento em que eu decidi querer amar.
Pense nisso!

Com carinho e orações,



Betania Alves
betaniaalves@cancaonova.com
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 19, 13-15

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13levaram crianças a Jesus, para que impusesse as mãos sobre elas e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreendiam. 14Então Jesus disse: "Deixai as crianças e não as proibais de vir a mim, porque delas é o Reino dos Céus". 15E depois de impor as mãos sobre elas, Jesus partiu dali.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Vinde a Mim...

Ponho minha mão em minha testa
pego o zíper
e desço...

Arranco a máscara
e dispo-me de mim mesmo...

Sem a malícia
o questionamento
a lente opaca que sempre coloco
adquirida no rolar dos ponteiros

Sem as feridas
as vacinas que o tempo me aplicou
sem pré conceitos

Sem as sabedorias acumuladas
livros de pensadores
de teorias boas ou boas teorias
sem receitas de vida

Essência de mim
a criança que vive em mim
abafada pelas rugas que nascem
já não pode mais sentir a falta dos cabelos que se foram

Retorno à inocência...

Tudo que há em mim
que me faz gente grande
cai

Busco as mãos
que me abençoarão...
Leia Mais

Decisão





Em muitos momentos da vida somos forçados a tomar decisões que nos machucam, nos fazem sofrer, abrem verdadeiras feridas em nossos corações. Contudo, se não tomarmos estas decisões neste momento, mais adiante elas podem nos levar, verdadeiramente, a um sofrimento maior e com consequências ainda mais graves.

Não é fácil ter que optar entre a razão e a emoção, ter que definir algo que não apenas muda sua própria vida, mas que também muda, sobretudo, a vida de outras pessoas.

Mas, tenho certeza que para estas decisões serem tomadas, a despeito de toda racionalidade humana, devemos submetê-la à vontade do Pai....

Mas, em alguns momentos nos perguntamos: por que muitas vezes Ele nos permite ter que tomar decisões tão sérias, a ponto de nos ferirmos e também deixarmos que isso afete a vida de outros?! Eu continuo em busca desta RESPOSTA, mas acredito que Deus conhece melhor que ninguém nosso coração, ..... e sabe que, em alguns casos, é só pela dor, pela prova de fogo que nos fortaleceremos e trilharemos o caminho que nos leva para mais pertinho D'Ele!

Torço para que, assim como eu algum dia, penosamente tive esta certeza no coração, outras pessoas que vivem momentos de dor possam se entregar com o coração sincero e desejoso por crescer e ouvir mais a voz de Deus, pois é só assim que conseguiremos verdadeiramente ser felizes, juntos a Ele, em Sua presença, no Seu colo de Pai amoroso, amigo e que tanto torce por nossa felicidade.



Klênia Pereira Pires
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 18,21−19,1

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 18,21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?" 22Jesus respondeu: "Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna.

25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e, prostrado, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo'. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. 28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: 'Paga o que me deves'.

29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei'. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. 31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muitos tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: 'Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?'

34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. 35É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão". 19,1Ao terminar estes discursos, Jesus deixou a Galiléia e veio para o território da Judéia além do Jordão.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do Dia - Quantas Vezes Perdoar?


Muitíssimo bom dia, meus amigos!

Há pouco tempo atrás saí para fazer minha caminhada com minha cachorra. Escutava algumas músicas religiosas, rezava o terço contemplando os mistérios luminosos e pedia muuuito ao Senhor que me desse muita unção para escrever sobre a reflexão de hoje...

Estou "ruminando" esse Evangelho sobre o perdão desde anteontem, quando fiz a minha última reflexão e sei muito bem o quão importante é o tema de hoje...

Sabem o porquê?

Tenho algumas razões para isso:
  1. A sabedoria do mundo nos ensina que não podemos nos humilhar, que devemos dar o troco sempre que nos sentimos injustiçados, que "vingança é um prato que se come cru" e mais um monte de coisas erradas a respeito de perdoar ou não;
  2. Considero a falta de perdão como um doença espiritual gravíssima que muitas vezes é refletida em nosso ser material, em nosso corpo, trazendo problemas de saúde gravíssimos;
  3. Precisamos decidir de vez de que lado nós realmente estamos e agirmos conforme nossa decisão;
Bem... comecemos do início, né?

Olha só... parece ironia, mas nosso amigo Pedrão parece insistir em aparecer somente nos Evangelhos em que eu faço a reflexão...rs

Imagino que quando Pedro chegou para perguntar a Jesus quantas vezes deveríamos perdoar, ele deu uma boa estufada no peito, sentindo-se o Super Pedrão. Provavelmente Jesus sabia que tinha alguma pessoa muito chata pisando na bola com ele.

Como ele era um dos pioneiros na arte de seguir Jesus, queria mostrar que estava aprendendo a lição sobre oferecer a outra face quando levasse um tapa bem direitinho. Já havia perdoado a mesma pessoa uma, duas, três, quatro, cinco, seis e, provavelmente, as sete vezes às quais ele se referiu...

"Jesus vai ficar bem orgulhoso de mim", provavelmente pensava ele. Porém, para sua enorme surpresa, a resposta não foi a esperada. Jesus acabara de dizer que quantas vezes alguém nos incomodar, tantas vezes devemos usar do dom do perdão... infinitamente!

Completamente o contrário do que a gente aprende nas novelas, né? A Favorita tem mostrado isso e garantido grande audiência. Novela mexicana, então, sempre tem alguém querendo vingança... Ouvi alguém pensando em Malhação? Isso sem falar das "inocentes" novelas feitas para o público infantil, que ensinam que devemos nos vingar sempre que alguém nos magoar (há alguns meses vi um pedaço de uma cena da Chiquititas argentina, e o que vi não foi muito edificante... crianças escandalosas, traiçoeiras e muito vingativas!).

Talvez você não tenha ainda conhecimento, mas o maior prejudicado nessa história toda de falta de perdão é a própria pessoa que alimenta tais sentimentos negativos!

O psicólogo norte-americano Robert Enright, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, diz que "sem o perdão, a humanidade pára, estanca, petrifica-se". E olha que tais palavras são de origem de alguém do meio acadêmico e científico. Inúmeros são os relatos de pessoas que, após abrirem o coração para o dom do perdão, se livram de problemas de saúde, que exames médicos não conseguiam encontrar origem. Já ouviram falar do padre Robert De Grandis, um dos maiores divulgadores da Renovação Carismática ao redor do mundo? Ele tem alguns livros que tratam bem sobre esse tema.

Alguns estudos têm confirmado que pessoas que perdoam, "apresentam redução do nível de estresse, viam-se menos irados e mais confiantes de que, no futuro, eles perdoariam mais e mais facilmente. Além disso, o estudo mostrou que o perdão pode promover uma melhora na saúde física, pois esse grupo de pessoas apresentou uma diminuição significante em sintomas como dores no peito, na coluna, náuseas, dores de cabeça, insônia e perda de apetite".

Quantas vezes nós mesmos temos injetado veneno em nosso interior alimentando sentimentos negativos? Muitas vezes nem mesmo prestamos atenção no que dizemos, quando oramos a seguinte parte do Pai Nosso:

"Perdoai os nossos pecados assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido".

Ou seja, você diz ao Senhor: "Pai, faz comigo do mesmo jeitinho que tenho feito com aquelas pessoas que me tiram do sério... com aquelas pessoas que me enchem o saco... Sim, Pai, da mesma maneira que as trato é o jeito que quero ser tratado por você"...

Olhe pra dentro de você, para seus atos. Você teria coragem de trocar a parte tradicional do Pai Nosso por essa "tradução" apresentada? Se "sim", meus parabéns! Você certamente está no caminho correto apontado por Jesus de perdoar quantas vezes preciso for.

Agora... se a realidade não é bem assim, talvez você tenha encontrado a resposta pelo constante stress, cara fechada, mau humor, amargura e tantas outras coisas que vivem dentro de você e você até hoje não tinha se dado conta de onde vinha a origem delas...

Acorda pra vida! Deixe-se ser liberto! O maior prejudicado de alimentar rancor e você mesmo!

Que o Espírito Santo possa penetrar profundamente no seu ser nesse dia de hoje e te conduzir, ensinando como sempre perdoar.


Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Refletindo o Evangelho do dia: Correção fraterna


Bom dia meus amigos!
Que a paz do Senhor esteja conosco!
Antes de iniciarmos a reflexão de hoje e aproveitando o belíssimo artigo da nossa amiga Cinthya, vamos agradecer a Deus por mais um dia de vida?!

Então, onde quer que você esteja agora, lembre de todas as coisas que você acha que precisa agradecer ao Senhor e apenas cante baixinho esta música:

"É justo que eu te louve,
Pois para mim é cura e salvação!
É justo que eu te louve,
Pois para Ti é prova do meu amor!

Posso louvar ao Senhor,
Posso adorar ao meu Criador,
Posso cantar ao Senhor,
Pois estou entregue ao Seu amor."

Ah, como é bom...

Agora, pegue a sua Bíblia e leia o Evangelho de hoje para prosseguirmos em nossa reflexão (Mateus 18, 15-20).

Como é densa a leitura de hoje! Como você pôde perceber, esse pequeno trecho do Evangelho de São Mateus tem conteúdo para fazermos várias reflexões! Vamos por partes então...

Primeiramente, Jesus vem nos ensinar a maneira de como corrigir o nosso irmão quando este pecar contra nós. Ele diz que a primeira coisa a fazer é chamá-lo em particular e falar com ele a sós. Se ele não der ouvidos, a segunda coisa a fazer é chamar uma ou duas pessoas para conversarem todos juntos, afim de que o irmão ofensor reconheça o erro que cometeu e aceite a correção. Se ainda assim ele continuar persistindo no erro, deve-se procurar a Igreja, na pessoa do padre e pedir que ele intervenha. Neste último caso, se de nada resolver, não tenha receio em considerar esse irmão como um pecador público, uma pessoa que não aceita a verdade em sua vida...

Pois bem, Jesus vem nos falar de correção! Quero me atentar a algo que me tocou muito durante a leitura: a necessidade de corrigirmos as pessoas que amamos, os nossos irmãos, quando estes cometerem erros.

Quantas vezes você já viu alguma pessoa que você ama fazendo algo errado? Principalmente aqueles que são mais próximos, com os quais você possui uma intimidade maior, um convívio maior? Tenho certeza que não foi nem uma, nem duas, mas várias vezes, não é mesmo?!

Todos somos humanos, imperfeitos e pecadores... E todos nós temos o direito de errar...

Agora, quantas vezes você corrigiu essa pessoa que você ama, para que ela não voltasse a cometer aquele erro novamente? Pense um pouquinho nas pessoas da sua família, nos seus amigos, naqueles que convivem diariamente com você, para responder essa questão anterior...

Gente, Jesus está dizendo para nós hoje que é muito importante corrigirmos aqueles que amamos! Muitas vezes as pessoas quando erram, não têm consciência do erro, ou então não dimensionam a gravidade daquilo que fizeram. Então é necessário que alguém fale com a pessoa que errou para que ela "enxergue" o seu erro e procure mudar! E a pessoa mais adequada para fazer isso é justamente aquela que está mais próxima, aquela que ama de verdade...

Quem me conhece e convive diariamente comigo sabe o quanto eu sou enjoado com isso... Não consigo ver um amigo meu fazendo algo que não seja certo e ficar calado! Me sinto como se estivesse concordando com aquilo de errado que ele está fazendo... Mais ainda, me sinto como se estivesse o traindo, em não tentar lhe abrir os olhos para o erro em que está se envolvendo.

Mas também gosto de ser corrigido! E já até falei para aqueles que são mais próximos a mim que quando virem eu fazendo algo errado, por favor cheguem até a mim e me corrijam! Pois como eu disse, tem coisas que não percebemos que estamos fazendo errado...

Porém, não é de qualquer forma que fazemos essa correção. Deve-se estar em muita oração para saber o momento certo e a forma certa de falar com a pessoa. A correção não deve ser feita de qualquer jeito, mas sim com muito amor! Afinal, é o erro que a pessoa cometeu que estará sendo evidenciado e ninguém gosta de errar, de ter o seu erro reconhecido pelos outros...

É assim também, meus amigos, que nos colocamos à disposição de Deus para sermos instrumentos nas mãos d'Ele... Muitas vezes a pessoa, para mudar de vida, só precisa que alguém fale com ela e lhe mostre o caminho certo, a direção certa a seguir, abandonando o que era errado, o pecado que cometia e que talvez nem imaginasse que fosse tão ruim assim...

Lembre que sozinhos não somos nada e que todos nós precisamos da ajuda um do outro... Por isso a importância de se viver em comunidade, em participar de uma comunidade, e mais ainda, de ser comunidade, pois o próprio Cristo disse: "se dois de vós estiverem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus. Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou ali, no meio deles".

Pense um pouquinho em tudo isso que foi dito, depois me diga o que achou.

Que Jesus te abençoe muito irmão e que o Espírito Santo te ilunine nessa caminhada!

Deus conta com você!

Grande abraço!



Danilo Lopes
Leia Mais

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN