Ocorreu um erro neste gadget

Diário Espiritual - Passo a Passo


Saiba, passo a passo, como fazer seu diário Espiritual.
É só clicar na figura acima.
Leia Mais

Conhecereis a Verdade e Ela vos Libertará







Graça e paz!


Acho que não é novidade para ninguém que fui, durante algum tempo, coordenador do Grupo de Oração Pentecostes. Foi uma das épocas mais lindas da minha caminhada religiosa, provavelmente a mais bela de todas. Havia um fervor diferente, derramamento de muitas bênçãos, um mover intenso do Espírito Santo que movia todos os corações e transformava a vida de todas as pessoas que iam às reuniões.


A ação de Deus era tão presente que chegamos a ter reuniões com uma média de 110 jovens num horário um tanto complicado, em se tratando de jovens: no domingo à tarde.


Quando penso no Pentecostes hoje, já não penso mais com a dor que senti durante muito tempo por não ter lutado por ele quando ele mais precisou de mim. Há alguns dias conversava com a Tallytta no msn e disse a ela que o Pentecostes foi com uma flor linda que teve seu tempo para nascer, crescer e morrer, como tudo nessa vida tem o seu tempo certo. Assim como o trigo que tem que morrer para cumprir seu destino, gerar novas sementes ou ser alimento, assim foi aquele grupo tão amado, que produziu taaantas boas sementes, tãããão bons frutos que hoje se encontram espalhados em outras cidades, em outros grupos, e boa parte no Grupo de Oração Semeador.


Hoje Jesus me acordou novamente por volta das 6h e me fez refletir muito sobre o motivo maior que fez com que aquele grupo vivesse sua fase mais áurea: o compromisso que grande parte de seus servos tinha com o estudo da palavra.



O DIÁRIO ESPIRITUAL



Naquela época eu escutava muito a rádio Canção Nova para acompanhar os diversos acampamentos. Tinha tanta sede que nem me importava com os chiados da sintonia ruim. Em um certo acampamento escutei o testemunho de uma pessoa, não me lembro bem se foi o Pe. Jonas ou o Dunga, dizendo que tudo aquilo que era a Canção Nova se devia à prática do Diário Espiritual. Isso mesmo, TUDO!


Através do estudo da palavra, Jesus se comunicava com seus servos e mostrava onde jogar as redes. O diário, como o próprio nome já diz, era o compromisso de se estudar um capítulo bíblico a cada dia, refletindo sobre a mensagem de Deus para aquele dia. Lê-se a palavra várias vezes, tirando as promessas de Deus, as ordens de Deus e os princípios eternos, que são aquelas verdades que nunca irão mudar. Feito esse estágio, faz-se um momento de oração pessoal refletindo sobre a mensagem de Deus naquele dia e como colocar tudo em prática. A partir desse momento, busca-se passar para atos concretos tudo aquilo que Jesus ensinou em sua palavra.


Fiz a experiência no Pentecostes e aconteceu que o grupo que se reunia com um número aproximado de 30 pessoas em algum tempo passou a se reunir com médias de 50, 60, 70, 80, 90... chegando ao máximo de 110 pessoas, ou seja, quase quatro vezes mais!


Isso aconteceu porque as pessoas iam, saíam com o coração sedento e voltavam na outra reunião! Não somente isso: iam, voltavam e ainda levavam outras pessoas para conhecer a graça de Deus!!



PROJETO DIÁRIO ESPIRITUAL



Refletindo sobre isso tudo, eu gostaria de propor a você, servo do Grupo de Oração Semeador, não somente os artistas, mas todos os servos, que abraçássemos esse mesmo projeto em favor do grupo.


Não quero cometer o mesmo erro que cometi naquela época, obrigando as pessoas a fazer o diário. Isso tem que partir do coração de cada um, mas tem que ser algo compromissado!


Hoje temos no grupo um exemplo muito bonito, o da Cinthya, que há mais ou menos dois meses tem feito seu diário sem faltar um dia sequer e tem crescido muito na fé.


Se queremos ser santos, se queremos estar mais próximos de Deus, vivendo intensamente seu amor, sua presença em nossa vida é imprescindível que estejamos ligados a Ele, que o conheçamos da maneira como Ele é e que deseja que nós sejamos: frutos e reflexos do amor.


Eis que o próprio Senhor nos ensina o caminho:


"Filho meu, ouve as minhas palavras, inclina teu ouvido aos meus discursos. Que eles não se afastem dos teus olhos; conserva-os no íntimo do teu coração. Pois são vida para aqueles que os encontram, saúde para todo o corpo."


Prov 4, 20-22


Gostaria de saber de você, o que você pensa a respeito disso tudo.


Estamos vivendo um novo momento em nosso grupo, em nossas vidas. É necessário tomarmos atitudes que possam traduzir esse momento. É muito sábia uma frase de uma das músicas do Oficina G3 que diz que "o amor gera atitude"!


É por isso que te exorto nesse momento a tomar uma atitude bem concreta na sua fé. Não vou obrigar ninguém a fazer o compromisso de fazer o diário, porém, a partir do momento em que você fizer o compromisso, eu procurarei saber como está sua experiência e imagino que Jesus ficará muito triste se perceber que foi apenas fogo de palha a sua decisão.


Deixo a palavra com você. Como você já conhece o esquema do blog, aqui em baixo você pode deixar seu comentário, seu ponto de vista a respeito. Por favor, manifeste seu ponto de vista. Se tiver alguma dúvida, alguma dificuldade em deixar o comentário, peça ajuda a algum conhecido do Semeador e tenho certeza de que irá conseguir deixar seu comentário. Não deixe de se manifestar.


Deus nos abençoe sempre!


Márcio Pacheco
Leia Mais

Sejam muito bem vindos ao Grupo de Oração!!!


Agradecemos muito a Deus pela presença de vocês e pedimos que assim possa também ser nas próxima que virão! Estamos muito felizes por vocês terem vindo!

Deus vos abençoe cada vez mais!
Leia Mais

Santo do dia 18/09 - São José de Cupertino

José, chamado de Cupertino pela aldeia em que nasceu, na região da Apúlia, sul da Itália. Sua vida tem aspectos desconcertantes. O api era um simples carpinteiro, que mal conseguia sustentar a família. Viveu os primeiros meses de sua vida em um estábulo, porque o pai, endividado, teve de vender tudo. Era o ano de 1603. Com 17 anos, queria tornar-se frade, mas os franciscanos não o aceitaram porque era muito ignorante e rude de inteligência. E os capuchinhos, que o tinham aceito como irmão leigo, pouco depois lhe tiraram o hábito (foi o mesmo que lhe tirar a pele) por sua grande confusão mental.

Em lugar algum o queriam de volta, nem a sua própria mãe. Foi então que os franciscanos de Grotella finalmente lhe abriram as portas do seu convento, confiando-lhe os mais humildes serviços, como tomar conta de uma mula. José se autodefiniu: irmão burro e, não obstante isto, queria estudar para padre. Os novos superirores o admitiram entre os aspirantes ao sacerdócio, reconhecendo nele o grande pendor para a vida contemplativa, mas os estudos eram para ele um verdadeiro tormento. Aprendia pouco e com muita dificuldade, mas nos exames sempre saía-se bem. Sustentou o exame para o diaconato perante o próprio bispo e foi sorteado o único ponto que ele sabia: comentar ou fazer a exegese de um trecho evangélico.

José deu provas de especial inspiração divina que a todos maravilhou. A graça supria as falhas da natureza. Afinal foi ordenado sacerdote. Quase sem nenhum estudo teológico, tinha o dom da ciência infusa e era consultado por teólogos a respeito de questões delicadas e dava respostas sábias. Foi convocado certa vez pelo papa Urbano VIII e caiu em êxtase diante dele. Afinal, predisse o dia e lugar de sua morte, que ocorreu em Ósimo em 18-9-1663, quando tinha 60 anos.

(Cf PALACÍN S.J., Carlos; PISANESCHI, Nilo. Santo nosso de cada dia, rogai por nós!, São Paulo: Loyola, 1991)
Leia Mais

Santo do dia 14/09 - Exaltação da Santa Cruz

A Igreja universal celebra hoje a festa da Exaltação da Santa Cruz. É uma festa que se liga à dedicação de duas importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena. Uma foi construída sobre o Monte do Gólgota, por isso se chama Basílica do Martyrium ou Ad Crucem. A outra foi construída no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado e foi ressuscitado pelo poder de Deus, por isto é chamada Basílica Anástasis, ou seja, Basílica da Ressurreição. A dedicação destas duas basílicas remonta ao ano 335, quando a Santa Cruz foi exaltada ou apresentada aos fiéis. Encontrada por Santa Helena, foi roubada pelos persas e resgatada pelo imperador Heráclio. Segundo contam, o imperador levou a Santa Cruz às costas desde Tiberíades até Jerusalém, onde a entregou ao Patriarca Zacarias, no dia 3 de maio de 630. A partir daí a Festa da Exaltação da Santa Cruz passou a ser celebrada no Ocidente. Tal festividade lembra aos cristãos o triunfo de Jesus, vencedor da morte e ressuscitado pelo poder de Deus.

(Cf. ALVES, José Benedito. Os Santos de cada dia, São Paulo, Paulinas, 1998)

Leia Mais

Santo do dia 13/09 - São João Crisóstomo

São João Crisóstomo é certamente o mais conhecido dentre os Padres da Igreja grega. Nasceu em Antioquia por volta do ano 349. Após a morte de Antusa, sua mãe, retirou-se para o deserto, onde viveu seis anos, monasticamente. Os dois últimos anos ele os viveu numa caverna, na mais completa solidão. Em 386 foi ordenado sacerdote. Logo alcançou fama de grande pregador, cuja eloqüência lhe valeu o título de “Crisóstomo”, o que significa: “boca de ouro”. Mais tarde tornou-se patriarca de Constantinopla. Desenvolveu, então, uma pastoral sistematizada, com evangelização rural, criação de hospitais, procissões antiarianas, sermões “de fogo” com que incriminava e advertia os fiéis, chamando-os à conversão ... As intrigas políticas levaram-no várias vezes ao exílio, onde morreu. Era o dia 14 de setembro de 407. Somente em 438 os seus restos mortais foram transferidos de Comana no Ponto para Constantinopla. São João da Boca de Ouro deixou-nos vários escritos expondo a fé cristã e encorajando à vivência daquilo que Jesus ensinou.

(Cf. ALVES, José Benedito. Os Santos de cada dia, São Paulo, Paulinas, 1998)

Leia Mais

Santo do dia 12/09 - Bem-aventurada Maria Vitória Fornari

A Bem-aventurada Maria Vitória Fornari nasceu em Gênova, Itália, no ano 1562. Embora inclinada à vida religiosa desde pequena, casou-se muito jovem com um genovês chamado Strata. Teve a sorte de ter a seu lado um homem sensato, respeitador, compreensivo e temente a Deus. Tiveram seis filhos: quatro meninos e duas meninas. Todos abraçaram a vida consagrada. Aos 25 anos ficou viúva, passando, então, a viver a vida de recolhimento no mais completo despojamento de si. Entregou-se à oração e à penitência. Em 1604, fundou a Ordem das Anunciadas Celestes, consagrada ao culto e à imitação de Maria. Foi nomeada, então, a primeira superiora da ordem. Embora superiora dedicava-se aos serviços mais humildes e tudo fazia para o bem estar de sua comunidade. Morreu aos 55 anos de idade, 1617. (Cf. ALVES, José Benedito. Os Santos de cada dia, São Paulo, Paulinas, 1998)
Leia Mais

Santo do dia 09/09 - São Pedro Claver (Escravo dos escravos)


Pedro Claver, espanhol, filho de cam­poneses, decidiu ser padre aos 15 anos. As cartas dos missionários jesuí­tas entusiasmavam a Europa. Foi a Barcelona estudar e, quando cursava filosofia, pediu admissão na Com­panhia. Ingressou no noviciado em 1602 e, feitos os votos, foi a Maiorca completar os estudos. Lá ouviu do Ir. Afonso Rodrigues: “A tua missão é nas Índias... Ah! Caríssimo Pedro. Por que não vais também tu recolher lá o sangue de Jesus Cristo?”. Ofereceu-se! Com 30 anos chegava a Cartagena (Colômbia) em 1610. Entregou-se totalmente ao apostolado dos escravos que chegavam entulhados nos navios negreiros, ao ponto de uma escrava afirmar: “... era a defesa geral de todos os negros e negras”. Incompreendido até pelos próprios companheiros, livrou-se do desânimo procurando consolo na cruz. Esgotado e doente, morreu em 1654 com fama de santo. Canonizado por Leão XIII em 1888, declarado padroeiro das missões entre os negros em 1896.

Assim lhes falávamos, não com palavras mas com obras; e na verdade, estando eles persuadidos de que tinham sido trazidos para ali a fim de serem comidos, de nada teriam servido outros discursos. Sentamo-nos depois, ou ajoelhamos junto deles, lavamo-lhes os rostos e os corpos com vinho, procurando alegrá-los com carinho e fazer-lhes o que naturalmente se faz para levantar a moral dos doentes.

Leia Mais

Luz que liberta!


por Cinthya Cardoso


As pessoas impuras não terão herança no Reino de Deus. Se quisermos ter o Reino de Deus como herança, devemos ser puros, sendo sinceros, bondosos, amorosos, colhendo vários outros frutos do Espírito de Deus.


Todos nós somos fracos, e às vezes ficamos tristes e desistimos de tudo, ficamos “mortos” aos olhos de Deus. Temos sempre que pedir forças a Deus, Ele nos dará a Luz e nós levantaremos dentre os mortos, ganharemos uma nova Vida que Jesus renovou e restaurou.


Somos filhos muito amados de Deus, Ele não pede nada em troca desse Amor, mas nós temos o dever de retribuir. Temos que fazer a vontade d’Ele, fazer o que gostaria que fizéssemos.


Quando estamos nas trevas, Deus nos tira e dá-nos a Luz, até que nos tornemos luz. Então devemos ser verdadeiras luzes.


Não devemos ser impacientes se há algum imprevisto ou se acontece algo que não gostamos. Deus sempre tem um propósito. Ele sabe o que está fazendo. Tudo é para o nosso bem. Mas isto não significa que devemos desistir de nossos sonhos. Temos que ter fé e lutar por aquilo que queremos. Se for conforme a vontade de Deus tudo irá dar certo.


Não é nenhum vício que nos faz feliz. Ao invés das pessoas encherem a cara de bebida alcoólica, por exemplo, elas deveriam se encher do Espírito de Deus. Com o Espírito, elas ficarão muito mais felizes do que com qualquer outro vício.


Enfim, Cristo é a felicidade! Sem Cristo em nossas vidas, não há quem seja feliz de verdade. Deus é quem nos traz a felicidade, a esperança e a força para realizarmos nossos sonhos.


Mensagem: Colher apenas os frutos da Luz, que são os frutos do Espírito de Deus.


Leia Mais

Santo do dia 06/07 - São Zacarias


O nome Zacarias significa “o Senhor lembrou”. Zacarias foi um profeta do pós-exílio. Legou-nos o livro que traz o seu nome, cujas citações são freqüentes no Novo Testamento. Depois de Isaías, é o profeta mais citado pelos evangelistas. Exerceu o seu ministério profético por volta do ano 520 antes de Cristo, por ocasião da construção do Templo de Jerusalém. Sua nota característica é o messianismo. Zacarias anuncia uma grande esperança, tempos novos. E a reconstrução do Templo é o sinal de que este tempo de esperanças renovadas está chegando. O próprio Senhor Deus virá morar no meio de seu povo renovado. Os exilados serão reunidos, todos os povos adorarão o Senhor. Será um tempo de paz e de alegria e as injustiças serão eliminadas da face da terra.

(Cf. ALVES, José Benedito. Os Santos de cada dia, São Paulo, Paulinas, 1998)
Leia Mais

Pregação do dia 25/08/2007 - Da servidão à amizade com Jesus


Por: Joicy Rocha

“Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor. Mas chamei-vos amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constitui para que vades e produzais fruto, e vosso fruto permaneça. Eu assim vos constitui, afim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vos conceda. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros.” (Jo 15, 12 – 17)

Um dia, quando fui convidada para fazer parte do núcleo do Grupo de Oração Semeador, me peguei questionando porquê somos chamados servos de Jesus, se foi Ele, o próprio Jesus, que disse a seus discípulos: “Já não vos chamo servos, mas amigos.”

Parei então para refletir o contexto da palavra e me senti extremamente feliz quando pude entendê-la.

Quando Jesus disse isso a seus apóstolos eles já tinham passado por muita coisa com o Mestre: momentos de dificuldades, momentos felizes, momentos de ensinamentos...

Isto significa que somente depois de terem entregado toda sua servidão por Jesus é que os apóstolos puderam ser chamados amigos.

Estudando a Palavra podemos perceber que Jesus diz que só seremos verdadeiramente seus amigos se fizermos o que é da sua vontade, e no versículo 17, do capítulo 15 di Evangelho narrado por João, o Senhor nos diz qual é essa vontade: “ O que vos mando é que vos ameis uns aos outros.”

Então podemos dizer que para sermos amigos de Jesus devemos amar antes o nosso irmão, servi-lo e assim estaríamos servindo o próprio Deus.

Mesmo que muitas vezes nós não saibamos ser fiel a este Jesus, nosso amigo, nosso companheiro, Ele não nos abandona um momento algum.

Jesus nos diz o que é necessário para que sejamos amigos dele, mas em momento algum ele diz que não é nosso amigo, ao contrário, Ele sempre nos dá prova deste grande amor que tem por nós.

O nosso Senhor nos mostra tudo o que é necessário para que estejamos cada vez mais próximos dele. E hoje Ele vem nos fazer um convite: que entreguemos toda nosso vida em servidão à Ele pois assim estaremos conseguindo o mais precioso tesouro, a amizade daquele que mais nos ama: Jesus.


Leia Mais

Santo do dia 01/07 - Santo Egídio


Não se sabe ao certo quando viveu. Alguns historiadores acham que viveu no século VI e era contemporâneo de São Cesário de Arles. Outros, porém, situam-no no século VIII. A sua vida foi composta no século X. Segundo a lenda, Egídio vivia num bosque, longe da convivência humana. Era alimentado por uma corça, que Deus lhe enviara. A corça lhe fornecia leite diariamente. Um dia, entretanto, perseguida pelo rei que caçava na região, a corça procurou refúgio junto ao santo eremita. No afã da perseguição o rei não havia percebido a presença de Santo Egídio, que acabou sendo ferido no lugar do pobre animal perseguido. Em reparação do infeliz acidente, o rei tornou-se amigo do piedoso anacoreta, doando-lhe aquele(sítio. Surgiu ali uma grande abadia e prosperou uma ativa comunidade de monges, dos quais Santo Egídio tornou-se abade. Foi e continua sendo muito cultuado na França e na Holanda. É invocado contra a convulsão da febre, contra o medo e a loucura

(Cf. ALVES, José Benedito. Os Santos de cada dia, São Paulo, Paulinas, 1998)
Leia Mais

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN