Ocorreu um erro neste gadget

Estejamos Abertos à Ação de Deus em Nós....




Felizes somos nós que aqui estamos na presença de Jesus para partilharmos suas palavras, que são vivas e verdadeiras pra todos nós. São alimento para nossa alma e construção do nosso saber.

Jesus falava ao povo abertamente que Ele era o Filho de Deus, comparando sua missão com a profecia de Isaías. Ele proclamava as graças e bênçãos do Senhor para a libertação, a cura e a recuperação daqueles que confiavam em Deus, através da ação do Espírito Santo.
 
Do mesmo modo, se olharmos para o evangelho de hoje, podemos perceber que Jesus vem nos chamar a seguir seu exemplo. Assim como o Senhor, precisamos aceitar o chamado de Deus, sermos seus enviados, e sermos instrumentos em Suas mãos para levar a Luz do Espírito Santo a todo aquele que se encontra na escuridão, aos irmãos que estão ansiosos da ação Divina do Pai.

Então não nos acomodemos, mas pelo contrário, abramos nosso ser para o Senhor e decidamos ser instrumentos para a sua graça. Não somos capazes, mas é o próprio Deus quem nos capacita, quem nos dá a graça de Filhos Dele!

No Evangelho Jesus ainda nos diz sobre a autoridade que o Pai dá aos seus filhos amados. Quando o Senhor diz que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria, a multidão furiosa tenta lançá-lo no precipício, mas Jesus sai desta situação com a autoridade Divina, com a ciência e o discernimento do Espírito de Deus.
 
É assim que o Senhor deseja que sejamos, abertos às graças que Ele tem para nos oferecer, sem nos preocuparmos com os obstáculos, com as dificuldades enfrentadas na missão.

Às vezes, irmãos, encontramos dentro de nossa própria casa críticas a respeito da obra de Deus realizada em nós. Encontramos resistência do nosso povo, que não se abre ao Deus vivo e verdadeiro. Portanto, irmãos, Deus nos concede a mesma autoridade de filho Dele para que com discernimento saibamos lidar com as situações adversas.

Deus é a fonte de vida que nos dá a verdadeira armadura para nos revestirmos contra todo mal, contra toda malignidade que este mundo nos oferece. Mas precisamos fazer com que o Nosso Senhor possa fazer por nós. Para que isto aconteça é necessário dizermos nosso verdadeiro sim para Jesus. Deixar ele entrar em nosso coração e abençoar-nos.

Jesus nós confiamos em Vós!!!!

Klênia e Marcos
Leia Mais

Evangelho do dia - Lucas 4, 16-30

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo,veio Jesus à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura. Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos e para proclamar um ano da graça do Senhor”.
Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”. Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca. E diziam: “Não é este o filho de José?”
Jesus, porém, disse: “Sem dúvida, vós me repetireis o provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo. Faze também aqui, em tua terra, tudo o que ouvimos dizer que fizeste em Cafarnaum”. E acrescentou: “Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva que vivia em Sarepta, na Sidônia.
E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o Sírio”. Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até o alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Abandonar-se inteiramente no Senhor...


Bom dia amados!

Que alegria é para nós podermos partilhar um pouquinho do que a Palavra de Deus nos traz neste dia. Que o Senhor abençoe a todos nós em mais esta semana!!!

Hoje mais uma vez o Senhor vem nos alertar sobre o que pode nos acontecer se tivermos um coração ‘duro’, fechado à ação do Espírito Santo: Deus não age em nossa vida.

Imagine quanta tristeza o Senhor sentiu ao perceber que o seu povo não estava disposto a recebê-lo, a ouvir a Sua voz.

Muitas vezes somos como o povo de Nazaré, fechados ao amor de Deus. E, não entendemos porque passamos por tantas dificuldades e sofrimentos.

Não é difícil entender que se nos fechamos à ação de Deus e agimos por conta própria, tomamos as rédeas de nossa vida, utilizando-nos do livre arbítrio que o Senhor nos concede, estamos indo pelo caminho que nos levará ao sofrimento e à tristeza.

Com certeza o Senhor desejava operar muitos milagres em sua terra, mas se não O fez foi pela dureza do coração daquele povo. Eles ficaram tão revoltados ao ouvir o Senhor que desejaram atirá-lo de um precipício...

Quantas vezes através de nossas atitudes, de nossas ações, da nossa má conduta nós também não fazemos isso com o Senhor? O jogamos ou queremos jogá-lO em um precipício. Isso é possível sim meus amados, e com certeza isso causa tristeza ao coração de Jesus.

Podemos há muito tempo estar pedindo ao Senhor, por exemplo, uma cura ou fazendo algum outro pedido, mas não paramos para analisar se estamos realmente ouvindo e seguindo aquilo que Ele nos pede; nossos corações estão fechados muitas vezes, e assim é impossível ao Senhor operar algum milagre em nós, em nossas vidas.

Ter um coração endurecido ao Senhor significa que não estamos de fato nos colocando em Suas mãos e deixando a Sua misericórdia falar mais alto em nós, pois ainda estamos questionando a sua ação, não estamos de fato confiando como deveríamos.

Nada que o Senhor nos pede é acima daquilo que poderíamos suportar, pois Ele assim como nós também passou por dificuldades, por sofrimentos, e Ele sabe plenamente o que significa se abandonar à ação de Deus e confiar na sua misericórdia e amor. Ele foi fiel até a morte, e morte de cruz, por amor a nós.

E hoje, é este o pedido que Ele nos faz, de nos abandonarmos de fato em suas mãos, à Sua ação em nossas vidas, seja qual for o problema, a dificuldade, o sofrimento ou a situação em que nos encontrarmos. Se formos fiéis ao Senhor e confiarmos Nele, com certeza Ele fará muitos milagres e realizará uma grande obra em nossas vidas.

Peçamos meus irmãos, a graça de sermos fiéis e obedientes ao Senhor, e deixar que o Espírito Santo venha em nosso auxílio, alcance as nossas fraquezas e faça nelas a Sua vitória, pois Ele sabe que sozinhos nada podemos, e é somente na ação Dele que nos fazemos fortes.


'Senhor, somente Tu sabes como nos encontramos hoje. Sabes das nossas fraquezas e limitações, e também do nosso desejo de mudar, de ouvir atentamente a Sua voz e segui-la. Mas, o Senhor também sabe que somos fracos e somos tentados a endurecer os nossos corações diante das situações que nos causaram ou causam dor, sofrimentos, dificuldades, angústias... Por isso Senhor te pedimos hoje, a graça de sermos alcançados pela Tua misericórdia e infinito amor e sermos conduzidos pela ação do Espírito Santo, para que o Senhor possa realizar em nós um milagre, o milagre do perdão, do amor, da partilha, e da confiança absoluta em ti, sobretudo diante das adversidades e das inúmeras situações as quais nos são apresentadas todos os dias. Queremos Senhor estar abertos a Ti, dá-nos a graça de te ouvirmos e a coragem para fazermos aquilo que nos pede, certos de que a Tua vitória está sendo operada em nós, e através de nós na vida de nossos irmãos. Pedimos que Nossa Senhora também interceda por nós e passe à frente de nossas vidas. Pela ação do Espírito Santo em Nome de Jesus, oramos e agradecemos, Amém.'



Klênia Pereira e Marcos Piter

Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 24, 42-51

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: 42“Ficai atentos, porque não sabeis em que dia virá o Senhor! 43Compreendei bem isso: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente vigiaria e não deixaria que a sua casa fosse arrombada. 44Por isso, também vós ficai preparados! Porque na hora em que menos pensais, o Filho do Homem virá.
45Qual é o empregado fiel e prudente, que o senhor colocou como responsável pelos demais empregados, para lhes dar alimento na hora certa? 46Feliz o empregado, cujo senhor o encontrar agindo assim, quando voltar. 47Em verdade vos digo, ele lhe confiará a administração de todos os seus bens. 48Mas, se o empregado mau pensar: ‘Meu Senhor está demorando’, 49e começar a bater nos companheiros, a comer e a beber com os bêbados; 50então o senhor desse empregado virá no dia em que ele não espera, e na hora que ele não sabe. 51Ele o partirá ao meio e lhe imporá a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 23, 27-32

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 27“Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda podridão! 28Assim também vós: por fora, pareceis justos diante dos outros, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.
29Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós construís sepulcros para os profetas e enfeitais os túmulos dos justos, 30e dizeis: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas’. 31Com isso, con­fessais que sois filhos daqueles que mataram os profetas. 32Com­pletai, pois, a medida de vossos pais!”


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Todos somos chamados

Bom dia meus amigos!!

Quantos de nós temos nos tornado este sepulcro caiado ao qual Jesus se refere neste trecho do Evangelho. Aqui Jesus coloca às claras toda podridão que existia dentro da religião judaica e que hoje em dia existe em praticamente todo seguimento religioso, seja ele católico ou não. E isso se dá por conta de nossa responsabilidade, pois hoje somos os escribas e fariseus que atam pesados fardos às pessoas que de certa forma estão sob “nossa responsabilidade”, participando dos grupos de oração ou de nossa vida em geral. Nos mostramos bonitos por fora, mas por dentro somos podres e sujos, ao ponto de queremos julgar as pessoas ou de deixar este ou aquele irmão fora de nossa convivência, julgando ser “nosso direito de defesa prévia”, mas com esse julgamento só nos condenamos. Na verdade, fazemos isto muita das vezes sem ao menos percebermos, pois está tão enraizado em nós que pensamos ser natural agir hipocritamente com nós mesmos. Fingimos, não para enganar aos outros, mas para enganar a nós mesmos e podermos pensar que somos melhores porque servimos ao Senhor como coordenador deste ou daquele movimento, ou simplesmente por temos deixado agir em nós os dons do Espírito Santo. Coitados de nós. Temos que acordar e começar a enxergar que sem Deus, não somos nada. Se somos algo hoje é porque Ele nos escolheu e não por mérito nosso. Somos somente cegos guiando cegos, na luz que é Jesus.

Amados, assim como a dois mil anos atrás, Jesus pede hoje que façamos aquilo que falamos e falemos daquilo que vivemos.

Deixe Jesus refletir em você, pois tudo que somos é porque Ele habita em nós. Sem Ele nada somos. Não se julgue melhor do que o outro por ter uma missão maior dentro da igreja, todos nós somos importantes e temos o mesmo valor diante de Deus.

Rezemos pedindo perdão pelas vezes que não passamos de verdadeiros escribas e fariseus a apontar o dedo no erro dos outros e passar cal nos nossos próprios erros para assim parecermos “perfeitos”.

Que Deus com sua infinita misericórdia nos dê a graça de almejar a humildade e nos tire do comodismo.

Assim seja!

Paz e bem a todos!

Renato e Eloneide

Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 23, 23-26

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 23Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós pagais o dízimo da hortelã, da erva-doce e do cominho, e deixais de lado os ensinamentos mais importantes da Lei, como a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vós deveríeis praticar isto, sem contudo deixar aquilo.
24Guias cegos! Vós filtrais o mosquito, mas engolis o camelo. 25Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós limpais o copo e o prato por fora, mas, por dentro, estais cheios de roubo e cobiça. 26Fariseu cego! Limpa primeiro o copo por dentro, para que também por fora fique limpo.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 19, 16-22

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” 17Jesus respondeu: “Por que me perguntas sobre o que é bom? Um só é o Bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”. 18O homem perguntou: “Quais mandamentos?” Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 19honra teu pai e tua mãe, e ama o teu próximo como a ti mesmo”.
20O jovem disse a Jesus: “Tenho observado todas essas coisas. Que ainda me falta?”21Jesus respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Quando ouviu isso, o jovem foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

BOM DIA PESSOAL!!

Há tempos não escrevo o meu BOM DIA diário aqui no blog.
Bom, agora voltei a ativa.
Hoje gostaria de falar sobre um assunto delicado, discutido na última reunião
do Grupo de Oração Semeador, do qual faço parte...

A questão do perdão.
Todos nós sabemos o quanto é difícil começar a perdoar as pessoas
que nos magoaram. Mas o dom do perdão é algo maravilhoso!!!
Uma frase interessante dita por um dos participantes, em seu depoimento, foi a de que:

"Não perdoar é beber veneno e esperar que o outro morra."
O sentimento de mágoa e rancor faz muito mal pra quem não perdoa, pra quem guarda a mágoa.
Então, convido a todos para rezarmos, hoje, uma oração especial.
Se você precisa perdoar ou pedir perdão a alguém e sente dificuldades, peça força a nosso bom Deus.


"Senhor Jesus Cristo, hoje peço-vos a graça de perdoar a todos em minha vida. Sei que me dareis a força para perdoar. Abandono todo o ressentimento que hoje guardo dentro de mim. Entrego-me a vós hoje, com fé e confiança, vós que me amais mais do que amo a mim mesmo e quereis minha felicidade mais do que eu mesmo o desejo. Jesus, vós sois o Senhor de minha vida. Penetrai mais fundo em meu coração e removei tudo que bloqueia a abundância de vosso amor. Dai a força necessária para perdoar o meu irmão. Concedei-me a graça de repousar em vossos braços e permiti que eu seja amado por vós.

Pai celeste, eu hoje perdôo por um ato de minha vontade a PESSOA QUE MAIS ME PREJUDICOU NA VIDA. A que é mais difícil de perdoar, decido perdoar agora. Também faço as pazes com o membro da família e o amigo que mais me prejudicaram na vida. Rezo por eles, hoje, peço que Deus os abençoe. Agradeço-vos, Pai celeste, por nos libertar de todo rancor e de toda mágoa. Em nome de Jesus."

Após a oração, peço que rezem um Pai Nosso e uma Ave Maria.
Com certeza faz um bem danado!! Experiência própria.

Que a paz de Jesus esteja sempre com vocês!

Fiquem com Deus.


Bárbara Miqueline.
Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 18,1-5.10.12-14

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” 2Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles 3e disse: “Em verdade vos digo, se não vos con ver terdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. 4Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior no Reino dos Céus. 5E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe.
10Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. 12Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? 13Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam.14Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Leia Mais

Senhor livra-me da tentação de querer ser grande

Quem é o mais importante no Reino do Céu? Ante a pergunta do discípulo, em três partes Jesus dividi o seu discurso. Primeira: Desmonta as grandezas dos pensamentos dos seus discípulos. Pois o Reino não é para aqueles que se fazem grandes mas sim os pequeninos. Depois Ele ameaça a quem fizer qualquer mal a um pequenino. E, por fim, fala como Deus se agrada de reaver um pequenino que estava perdido. Isso leva os discípulos de uma posição de superiores, para uma posição de igualdade aos pequeninos. Ao invés de valorizarem o poder, a vaidade, são levados a se colocarem à disposição. E Jesus faz tudo isso porque percebe a grande vontade deles em participar do Reino dos Céus!

O Evangelho conclui falando ainda que Deus se agrada mais de um pequenino que é resgatado, do que de 99 que não precisaram ser resgatados. Eis uma boa pista para quem quer agradar a Deus e garantir um bom lugar no Reino dos Céus. Ir ao encontro do irmão, da irmã, do filho, da filha, do marido ou esposa que qual ovelha perdida anda longe do rebanho e até mesmo fora de si mesmo.

Jesus dividiu o seu discurso em três partes bem claras. Primeiramente Ele tira a vontade dos discípulos serem grandes. A razão é simples. É que o Reino dos Céus é daqueles que se fazem pequeninos. Assim, todo o atentado contra eles não se deixará impune, ao ofensor. E, por fim, Deus manifesta a grande alegria que sente ao reencontrar um pequenino que estava perdido, um filho que estava morto e que agora ressuscitou, vive. Esta mensagem é para mim e para ti que somos os discípulos de hoje. Temos de nos mover dos conceitos que formamos sobre nós mesmos criados pelas posições que ocupamos dentro da igreja, que muitas vezes nos leva a nos considerarmos os melhores de todos e por isso merecedores de um lugar de distaque e consequentemente superiores, para uma posição de igualdade aos pequeninos. Ao invés de valorizaremos o poder, a vaidade, Jesus nos leva a nos colocaremos à disposição como servidores dos outros. É preciso que por exemplo eu que tomei como meu lema sacerdotal “ em tudo servir para a maior glória de Deus”, realmente me dobre e com a toalha à cintura lave os pés aos homens e mulheres despidos de sua dignidade. Jesus nos dirige estas palavras, porque percebe a grande vontade dos discípulos e hoje nossa em participar do Reino dos Céus!

Portanto, a lição prática que podemos levar conosco para a nossa vida hoje e sempre:

1) A humildade e simplicidade, ingenuidade no pecado e pureza do coração representados pela criança símbolo dos órfãos, excluídos, pobres e parginalizados pela sociedade; 2) A acolhida que se deve dar a estes excluídos condenados à comer o pão que o diabo amassou ou seja acolhida aos pequeninos; 3) E por último não só acolher, mas e, sobretudo, sair em busca dos pequeninos que se perderam, e resgatá-los.

Pai poupa-me de cair na tentação de querer fazer-me grande aos olhos do mundo, pois a verdadeira grandeza consiste em fazer-me amigo e servidor do meu próximo.

Autor: Pe. Bantu - Canção Nova

Leia Mais

Evangelho do dia - João12, 23b-26

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: 24“Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto.
25Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. 26Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Atitude de servir



Bom dia amados irmãos, que possamos agradecer ao Senhor nesta manhã pelo dom da vida! Peçamos à Ele a graça de amarmos sem medidas, sobretudo aqueles que nos perseguem ou os que sentimos mais dificuldades em lidar.
Hoje o Senhor vem nos falar no evangelho sobre a atitude de Servir. Ele nos fala da importância de sermos Servos, a todo instante, em favor do Seu reino.
Assim como os grãos das sementes morrem para ser germinados, nós como sementes nas mãos de Deus, precisamos podar tudo que nos atrapalha de estarmos na presença do Senhor e de ser servos, de modo que produzamos bons frutos.
Ser servo é acima de tudo, uma missão, confiada a nós por Deus. Ser servo é servir de coração, por amor e com amor; é deixar muitas vezes afazeres importantes para atender ao chamado de Deus, no dia-a-dia. Isto implica dizer irmãos, que podemos e devemos ser servos a todo instante: em nosso lar, no trabalho, nos locais por onde o Senhor nos conduzir, para ajudar algum irmão.
O Senhor nos diz nesta palavra, que aquele que O serve, Deus o honrará. Mas, sabemos também irmãos que ser servo, não é uma missão fácil, pois muitas vezes passamos por inúmeras tribulações. Ser servo implica ter sobretudo humildade e paciência diante das situações através das quais somos provados. E é por isso mesmo, que somos convidados a entregar nas mãos do Senhor nossos sofrimentos diários, pois é através deles que provamos a ferro e fogo que somos mais que vitoriosos.
O sofrimento na nossa vida nos faz fortes, capazes e confiantes nas promessas e bençãos de Deus e assim produzimos frutos na vida dos irmãos com os quais convivemos.
Esta missão amados é para todos nós que amamos ao Senhor e não buscamos glórias terrenas, pois o verdadeiro servo é aquele que se alegra em amar sem medidas e consegue encontrar motivos para louvar ao Senhor a todo instante.
Peçamos ao Senhor que nos capacite a esta tão bela missão, não como nós desejamos mas como Ele sabe ser melhor para nós. Que Ele fale ao nosso coração onde e como podemos servi-lO, para Sua honra e glória.

'Senhor desejamos ser servos, não de qualquer forma, mas servos por inteiro, com o coração totalmente aberto e rendido a Ti. Ensina-nos Senhor a ser um canal, uma ponte para a construção do Seu reino, junto aos nossos irmãos. Ensina-nos sobretudo a amarmos a todas as pessoas, sem distinção, e assim estaremos verdadeiramente te servindo. Obrigada Senhor, porque desejas que sejamos servos Teus, pois não somos dignos, mas ainda assim, o Senhor deseja contar conosco!' Amém.

Klênia
Leia Mais

Evangelho do dia - João 12,24-26

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: 24“Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto.
25Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. 26Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 17, 14-20

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14chegando Jesus e seus discípulos junto da multidão, um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se e disse: 15“Senhor, tem piedade de meu filho. Ele é epiléptico, e sofre ataques tão fortes que muitas vezes cai no fogo ou na água. 16Levei-o aos teus discípulos, mas eles não conseguiram curá-lo!”
17Jesus respondeu: “Ó gente sem fé e perversa! Até quando deverei ficar convosco? Até quando vos suportarei? Trazei aqui o menino”. 18Então Jesus o ameaçou e o demônio saiu dele. Na mesma hora, o menino ficou curado. 19Então, os discípulos aproximaram-se de Jesus e lhe perguntaram em particular: “Por que nós não conseguimos expulsar o demônio?”
20Jesus respondeu: “Porque a vossa fé é demasiado pequena. Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé do tamanho de uma semente de mostarda, direis a esta montanha: ‘Vai daqui para lá’ e ela irá. E nada vos será impossível”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Leia Mais

Evangelho do dia: Mateus 14,22-36

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Depois que a multidão comera até saciar-se, 22Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. 23Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. 24A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. 25Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. 26Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: “É um fantasma”. E gritaram de medo. 27Jesus, porém, logo lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” 28Então Pedro lhe disse: “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, caminhando sobre a água”. 29E Jesus respondeu: “Vem!” Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. 30Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” 31Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” 32Assim que subiram na barca, o vento se acalmou. 33Os que estavam na barca, prostraram-se diante dele, dizendo: “Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!”
34Após a travessia desembarcaram em Genesaré. 35Os habitantes daquele lugar reconheceram Jesus e espalharam a notícia por toda a região. Então levaram a ele todos os doentes; 36e pediam que pudessem, ao menos, tocar a barra de sua veste. E todos os que a tocaram, ficaram curados.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do dia (Mateus 14,13-21)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13quando soube da morte de João Batista, Jesus partiu e foi de barco para um lugar deserto e afastado. Mas quando as multidões souberam disso, saíram das cidades e o seguiram a pé. 14Ao sair da barca, Jesus viu uma grande multidão. Encheu-se de compaixão por eles e curou os que estavam doentes. 15Ao entardecer, os discípulos aproximaram-se de Jesus e disseram: “Este lugar é deserto e a hora já está adiantada. Despede as multidões, para que possam ir aos povoados comprar comida!” 16Jesus porém lhes disse: “Eles não precisam ir embora. Dai-lhes vós mesmos de comer!” 17Os discípulos responderam: “Só temos aqui cinco pães e dois peixes”. 18Jesus disse: “Trazei-os aqui”. 19Jesus mandou que as multidões se sentassem na grama. Então pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu e pronunciou a bênção. Em seguida partiu os pães, e os deu aos discípulos. Os discípulos os distribuíram às multidões. 20Todos comeram e ficaram satisfeitos, e dos pedaços que sobraram, recolheram ainda doze cestos cheios. 21E os que haviam comido eram mais ou menos cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

O milagre de cada dia...

Bom dia amados irmãos!!!

Que o Senhor Jesus possa derramar toda graça necessária sobre nós nesse dia! E que possamos estar na presença do Espírito Santo!

Como é bom podermos saborear as palavras sábias de Nosso Senhor através do evangelho proferido pelo própio Deus.

Pra começarmos, chamamos a atenção para o versículo 14, que diz que quando Jesus desembarcou da barca procurando um lugar deserto, ele se deparou com uma multidão. Imagine só o semblante de compaixão do Senhor! Mesmo querendo tranquilidade o Senhor Poderoso se derreteu de amor em ver todos os seus, sedentos pelo amor, pelos ensinamentos do Pai.

Meus irmãos Jesus já curou sue povo somente com o olhar de amor. Pois aquele povo deixou-se ser tocado por Deus, abrindo o coração para a ação Divina do Senhor. Que nós façamos isso: abramos nosso Ser para que Deus realize curas e milagres e que consigamos sentir seu amor que nos abraça.

A parte final do Evangelho, que relata a multiplicação dos alimentos para aquele povo, nos sugere que o Senhor é o Deus da providência e que prepara, organiza tudo para nós, diante de qualquer situação de necessidade. Que o Senhor multiplique em nós hoje o que nos é mais necessário: a fé, a confiança, a sabedoria, o amor, a oração, o perdão, a esperança... O ato de multiplicar, de Jesus, mostra-nos que Ele é o Deus do impossível, o Deus que raliza os vários e multiplos milagres cotidianos dentro de nós.

Aquela multidão, de certa forma, esperava em Deus, crentes de que seriam suprimidas todas as necessidade precisas. É o que somos convidados a fazer queridos de Deus. O que hoje precisa ser abandonado na presença do Senhor para esperarmos nele? O que precisa ser confiado ao amor de Jesus para que possamos ver as curas e milagres?

Epera Nele e sê forte!!!!!!

Klênia e Marcos
Leia Mais

Evangelho do dia - João 6,24-35

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


Naquele tempo, 24quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem os seus discípulos, subiram às barcas e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum. 25Quando o encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Rabi, quando chegaste aqui?”
26Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos. 27Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do Homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo”.
28Então perguntaram: “Que devemos fazer para realizar as obras de Deus?”
29Jesus respondeu: “A obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou”.
30Eles perguntaram: “Que sinal realizas, para que possamos ver e crer em ti? Que obra fazes? 31Nossos pais comeram o maná no deserto, como está na Escritura: ‘Pão do céu deu-lhes a comer’”.
32Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, não foi Moisés quem vos deu o pão que veio do céu. É meu Pai que vos dá o verdadeiro pão do céu. 33Pois o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo”.
34Então pediram: “Senhor, dá-nos sempre desse pão”.
35Jesus lhes disse: “Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede”.
Leia Mais

Formação: Formando a consciência de seus filhos


Quem não participa na decisão, não participa na execução

Muitos pais ficam fazendo as vontades de seus filhos e estes acabam se acomodando. Acabam se tornando um galho e não uma árvore. Assim, com o passar os anos, a criança e o jovem não se desenvolvem. Esse é o grande erro dos genitores, pois, dessa forma, fazem de seus filhos verdadeiros deuses, realizando um verdadeiro estrago na vida das crianças. De modo que a criança assume o papel de Deus e por causa do seu egoísmo sobe no trono e fica. Eu já ouvi muitos pais dizerem: “Meu filho é tudo para mim!”

Abrão era um homem que tinha tudo: dinheiro, bens, servos, etc., mas, ao mesmo tempo, parecia que lhe faltava tudo, pois o que ele mais queria era ter um filho com sua esposa, Sara. Deus então concede a ele um filho chamado Isaac, o filho querido. Contudo, o Senhor ordena a esse pai que leve o pequeno ao alto da montanha e o mate, oferecendo-o em sacrifício.

Qual é o “Isaac” que você precisa oferecer em sacrifício?

Deus tinha em mente um plano maravilhoso para Abraão. O que você deseja para seu filho? O que você tem no coração para que seus filhos sejam bons? Cada atitude nossa tem um efeito sobre as pessoas, positivo ou negativo.

Como têm sido suas atitudes com os seus filhos? Quando não queremos encarar uma realidade, ficamos arrumando um "jeitinho" para escapar. Se não formarmos a consciência deles, depois não adianta reclamar! Mas se realmente queremos que estes tenham consciência correta, precisamos nos esforçar para isso. A consciência é formada ao deixar a pessoa dar a resposta. Muitas vezes a mãe dá razão para o filho. Quando um jovem pode fazer alguma coisa e nós decidimos por ele, estamos roubando a decisão dele. A comodidade não forma ninguém. Quem precisa participar é quem está perguntando. É preciso diálogo.

Nós enchemos os filhos de conselhos e recomendações, mas não os levamos à participação, mas à decisão. Quem não participa na decisão, não participa na execução. A criança e o jovem precisam saber que tudo eles podem, mas nem tudo lhes convém. É preciso formá-los por intermédio da Palavra de Deus. E como formar a consciência? Ouvindo, escutando e depois perguntando.

Devemos pensar que a criança que hoje tem 3 anos, daqui a pouco vai ter 10, depois 20, depois vai sair de casa para se casar... Nós devemos preparar e formar verdadeiros homens e mulheres. Não adianta passar recomendações. O filho bem educado é aquele que tem as mesmas atitudes na presença ou na ausência dos pais. A partir do testemunho dos genitores e dos valores recebidos pelo jovem, ele irá saber decidir livremente.

Se seu filho não for formado com valores, alicerces, raízes, mais tarde, ele vai ser arrastado e conduzido pelos outros. Mas se você colocou no coração de seu filho os valores de Deus, então este vai saber dar respostas diferentes diante das situações.

Você está treinando seu filho para viver como casado? Eu digo para você que é casado: tem que ter coragem para se casar! Assim, mais tarde seu filho vai dizer: “Meus pais me deram valores, me desafiaram, me formaram, e hoje sou assim devido a eles. Hoje sou um homem ou uma mulher formada e estou pronto para encarar a vida, para constituir uma família”.

Do contrário, você pode criar o seu filho como uma "cabeça de repolho" ou uma "couve-flor": cada vez mais entranhado.

As crianças hoje em dia estão cansadas e estressadas, pois fazem muitos cursos, balé, inglês, dança, depois chegam em casa e ficam na frente da televisão ou do vídeo game. Desse modo, a consciência destas não é formada, pois não aprendem a falar de si.

É preciso fazê-los [filhos] participar das decisões. É preciso formá-los. Se você quer que seu filho seja feliz, você deve treiná-lo para ser generoso.

Se eu der um presente para uma criança, sem que ela precise dele, eu estarei fazendo mal para ela, pois estaria dando mais um objeto para ela. As pessoas que são ingratas são tristes e infelizes.

Certo dia, perguntei para um grupo de crianças: vocês preferem presentes ou a presença dos pais? Elas responderam que preferem a presença de seus pais. Você não pode fazer com que as coisas ocupem o espaço que é seu na vida de seus filhos.

Se você passa valores para seus filhos, quando eles saírem de casa, vão saber que são cristãos e irão saber decidir corretamente.

Padre Alir Sanagiotto, SCJ

Fonte: Canção Nova

Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 14, 1-12

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

1Naquele tempo, a fama de Jesus chegou aos ouvidos do governador Herodes. 2Ele disse a seus servidores: “É João Batista, que ressuscitou dos mortos; e, por isso, os poderes mira culosos atuam nele”. 3De fato, Herodes tinha mandado prender João, amarrá-lo e colocá-lo na prisão, por causa de Herodía des, a mulher de seu irmão Filipe.
4Pois João tinha dito a He ro des: “Não te é permitido tê-la como esposa”. 5Herodes queria matar João, mas tinha medo do povo, que o considerava como profeta. 6Por ocasião do aniversário de Herodes, a filha de Hero díades dançou diante de todos, e agradou tanto a He ro des 7que ele prometeu, com juramento, dar a ela tudo o que pedisse.
8Instigada pela mãe, ela disse: “Dá-me aqui, num prato, a cabeça de João Batista”. 9O rei ficou triste, mas, por causa do juramento diante dos convidados, ordenou que atendessem o pedido dela. 10E mandou cortar a cabeça de João, no cárcere. 11Depois a cabeça foi trazida num prato, entregue à moça e esta a levou a sua mãe. 12Os discípulos de João foram buscar o corpo e o enterraram. Depois foram contar tudo a Jesus.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN