Ocorreu um erro neste gadget

Evangelho do Dia - João 13,21-33.36-38

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, estando à mesa com seus discípulos, 21Jesus ficou profundamente comovido e testemunhou: “Em verdade, em verdade vos digo, um de vós me entregará”.22Desconcertados, os discípulos olhavam uns para os outros, pois não sabiam de quem Jesus estava falando.
23Um deles, a quem Jesus amava, estava recostado ao lado de Jesus. 24Simão Pedro fez-lhe um sinal para que ele procurasse saber de quem Jesus estava falando. 25Então, o discípulo, reclinando-se sobre o peito de Jesus, perguntou-lhe: “Senhor, quem é?”
26Jesus respondeu: “É aquele a quem eu der o pedaço de pão passado no molho”. Então Jesus molhou um pedaço de pão e deu-o a Judas, filho de Simão Iscariotes. 27Depois do pedaço de pão, Satanás entrou em Judas. Então Jesus lhe disse: “O que tens a fazer, executa-o depressa”.
28Nenhum dos presentes compreendeu por que Jesus lhe disse isso. 29Como Judas guardava a bolsa, alguns pensavam que Jesus lhe queria dizer: ‘Compra o que precisamos para a festa’, ou que desse alguma coisa aos pobres. 30Depois de receber o pedaço de pão, Judas saiu imediatamente. Era noite.
31Depois que Judas saiu, disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele. 32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo. 33Filhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. Vós me procurareis, e agora vos digo, como eu disse também aos judeus: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’”.
36Simão Pedro perguntou: “Senhor, para onde vais?” Jesus respondeu-lhe: “Para onde eu vou, tu não me podes seguir agora, mas seguirás mais tarde”. 37Pedro disse: “Senhor, por que não posso seguir-te agora? Eu darei a minha vida por ti!” 38Respondeu Jesus: “Darás a tua vida por mim? Em verdade, em verdade te digo: o galo não cantará antes que me tenhas negado três vezes”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Quando Negamos Jesus




Muito bom dia, meus amigos!

À primeira leitura, parece ser um pouco complicado refletir essa passagem de hoje, não acham?

A impressão que temos é de que temos apenas relatos soltos em torno do episódio da última ceia de Jesus com seus discípulos, antes de viver sua paixão e morte.

Porém, gostaria de nos apegarmos no finalzinho desse evangelho, quando Pedro afirma que daria a vida pelo Mestre, se assim fosse preciso e que o seguiria aonde Ele fosse. Entretanto, Jesus dá uma "cortada" bem sutil, dizendo que naquele mesmo dia ele o negaria por três vezes, antes mesmo de o galo cantar.

Temos sempre a impressão de que os discípulos eram super-heróis, pessoas seletas e escolhidas a dedo, quando fazemos nossas primeiras leituras dos evangelhos. Aos poucos vamos descobrindo que, na verdade, as pessoas que o Senhor escolheu para caminhar ao lado dele eram da pior espécie daquela sociedade, sendo a grande maioria pessoas excluídas e marginalizadas.

Assim como cada um de nós, que agora lê essa reflexão, eram todos cheios de falhas e de limitações. A grande vontade de Pedro, com toda certeza, era realmente de seguir Jesus, de o defendê-lo sempre que possível. Contudo, bem sabemos o desfecho daquela noite fatídica: quando perguntado sobre sua identidade, se não era um dos seguidores do nazareno, do galileu, Ele chega mesmo a dizer que nunca o havia visto antes.

E se trazermos para o nosso dia a dia? Será que nós mesmos não andamos negando Jesus com nossos próprios atos?

Reflitamos, meus irmãos...

O verbo de Deus se fez carne e habitou entre nós na pessoa de Jesus Cristo. Nós nos dizemos seus seguidores, não é verdade? Colocamos a estampa de cristãos no peito e muitas vezes esquecemos que ser cristão é, antes de qualquer coisa, buscar ser um imitador de Cristo em todas as situações que nos encontrarmos.

E, tentando ser um imitador de Cristo, não há como mantermos certas coisas em nossas atitudes. Coisas como ser arrogante; tirar proveito das situações e passar os outros para trás; não assumir seus próprios erros, mentindo sempre em qualquer tipo de aperto; fazendo do corpo de seu parceiro de relacionamento (seja namoro ou casamento... nem me refiro ao "ficar", porque bem sabemos o quanto isso desagrada a Deus); sermos impacientes e tratamos os outros com brutalidade, com cinismo, com humilhações; nos tornarmos beberrões, usuários de drogas ou até mesmo "comerciantes" dela; quando os olhos se perdem, desejando o homem ou a mulher alheios, sendo que nós também já temos nossos parceiros sentimentais; quando acreditamos que nosso destino já está traçado, escrito nas estrelas, nos signos, na palma da mão; quando acreditamos que o simples fato de colocarmos fitinhas vermelhas ou usarmos galhinhos de arruda e outras plantas nos livrarão de males...

Será que estamos sendo imitadores de Cristo assim?

Assim como Pedro, todas as vezes que nos colocamos a agir dessa maneira acabamos negando que Cristo é o nosso Senhor e que, realmente, somos seus seguidores.

Sabemos bem que Deus é amor e que Jesus é o rosto humano de Deus, como disse tão sabiamente o Papa João Paulo II.

Que nós, então, possamos buscar sempre ser a face do amor de Cristo para todos os nossos irmãos, através de nosso olhar, de nossas palavras e de nossos gestos concretos de fé!

Que o Senhor nos abençoe nessa busca diária!

Grande abraço fraternal,




Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Jesus Quer Nos Visitar



Bom dia, irmãos em Cristo.

Que a paz e o amor desse nosso Deus possa estar presente no coração e na vida de todos nós.

O Evangelho de hoje se mostra muito rico, pois, nos traz mais de uma mensagem central. Leva-nos a entender as palavras e atos do Senhor por óticas diferentes.

Jesus se mostrou simples na visita que fez a Lázaro e sua família. O Senhor até não precisava fazer visitas, pois, as pessoas vinham até ele, sedentas em busca do melhor que Deus tinha a proporcionar. Mas Jesus fez, porque o seu coração era manso, humilde e cheio do Espírito Santo de Deus.

Imaginemos aquela cena, queridos, Jesus chegando pra visitar seus amigos. A alegria que Lázaro deve ter sentindo, com certeza, seria sem descrição, já que o Rei se aproximava dele, como visita, amigo, aquele que realmente se preocupa.

Tragamos agora pra nossa vida. Quão alegres nós ficamos quando Jesus nos visita. Como ficamos repletos do Espírito Santo quando o Senhor Deus em sua maravilhosa graça nos dá o prazer de sermos habitação da sua presença.

Queridos, Jesus vem nos visitar todos os dias. Ele que nos proporciona o Dom da Vida, nos alegra com sua mais doce companhia. Se não fosse Jesus morar em nosso coração e acompanhar-nos durante os dias maus, com certeza não sobreviveríamos, seríamos mortos pelo mundo.

Mas outras mensagens mais podemos retirar dessa passagem bíblica. Se Jesus visita-nos, o lugar que Ele chega precisa estar limpinho. Irmãos, se recebemos visitas, a tendência de nossa atitude é organizarmos a casa, a sala, o lugar onde a pessoa irá ficar não é mesmo?

Assim também é nosso coração com Jesus. Precisamos organizar o que ainda está pendente por sujeiras. Sujeiras essas que podem ser falta de oração, falta de perdão, excesso de vaidade, preocupações exageradas, e uma porção de coisas que não deixarão nós 'curtirmos' a presença de Jesus junto a nós.

Foi assim que Maria e Marta se expressaram no evangelho. Mas vamos observar a personagem de Marta primeiro. Será que ela estava com as coisas organizadas quando Jesus chegou? Será que ela estava preparada pra receber tão importante visita?

Queridos não condenemos Marta, mas vigiemos pra não agirmos como ela, iguais aos insensatos que não se precavêem, que não limpam o coração, que não procuram a graça pra deixar livre de toda as amarras que o mundo nos impõe.

Se Marta tivesse organizado o lar antes e não se preocupasse com outras coisas, talvez quando o Senhor chegasse ela teria então o tempo necessário para adorar o Senhor Jesus de todo coração, de toda alma e ficar em estado de graça por ficar pertinho de Jesus. Imaginemos nós recebendo o Cristo em nosso lar. Como seria? Reflitamos sobre isso.

Por outro lado Maria se pôs em adoração ao Senhor dos Senhores, ungindo com o perfume especial os pés daquele que andava pregando a boa nova do Reino de Deus. Maria soube expressar todo carinho, toda gratidão por estar recebendo como visita Jesus. E visita não somente em seu lar físico, mas em seu coração. Ela conseguiu tudo isso porque já se encontrava preparada, já estava liberta de tudo que atrapalhava de dar atenção ao Salvador.

Queridos não deixemos o mal e o mundo falar por nós, como aconteceu com Judas Iscariotes e com os sumos sacerdotes, que tentaram atrapalhar a graça de Deus de todas as formas. Somos imperfeitos devido aos pecados que cometemos, mas pratiquemos a misericórdia que Deus nos concede com nós mesmos. Lembremos que Jesus morreu por nós e que ele mesmo vem nos visitar para que encontremos a salvação necessária para nossa vida.

Acolhamos então Jesus que se faz presente no nosso meio, e sirvamos ao Senhor o que de melhor temos. Qual é o seu melhor? Não responda queridos, mas reflita o que de melhor temos pra oferecer a Jesus de Nazaré...

Paz e bem...



Klênia e Marcos.
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 12,1-11

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

1Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde morava Lázaro, que ele havia ressuscitado dos mortos. 2Ali ofereceram a Jesus um jantar; Marta servia e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. 3Maria, tomando quase meio litro de perfume de nardo puro e muito caro, ungiu os pés de Jesus e enxugou-os com seus cabelos. A casa inteira ficou cheia do perfume do bálsamo.
4Então, falou Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de entregar:5“Por que não se vendeu este perfume por trezentas moedas de prata, para dá-las aos pobres?” 6Judas falou assim, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão; ele tomava conta da bolsa comum e roubava o que se depositava nela.
7Jesus, porém, disse: “Deixa-a; ela fez isto em vista do dia da minha sepultura. 8Pobres, sempre os tereis convosco, enquanto a mim, nem sempre me tereis”.
9Muitos judeus, tendo sabido que Jesus estava em Betânia, foram para lá, não só por causa de Jesus, mas também para verem Lázaro, que Jesus ressuscitara dos mortos.10Então, os sumos sacerdotes decidiram matar também Lázaro, 11porque por causa dele, muitos deixavam os judeus e acreditavam em Jesus.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 19,28-40

— O Senhor esteja conosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 28Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém.29Quando se aproximou de Betfagé e Betânia, perto do monte chamado das Oliveiras, enviou dois de seus discípulos, dizendo: 30“Ide ao povoado ali na frente. Logo na entrada encontrareis um jumentinho amarrado, que nunca foi montado. Desamarrai-o e trazei-o aqui. 31Se alguém, por acaso, vos perguntar: ‘Por que desamarrais o jumentinho?’, respondereis assim: ‘O Senhor precisa dele’”.
32Os enviados partiram e encontraram tudo exatamente como Jesus lhes havia dito.33Quando desamarravam o jumentinho, os donos perguntaram: “Por que estais desamarrando o jumentinho?” 34Eles responderam: “O Senhor precisa dele”. 35E levaram o jumentinho a Jesus. Então puseram seus mantos sobre o animal e ajudaram Jesus a montar. 36E enquanto Jesus passava, o povo ia estendendo suas roupas no caminho.
37Quando chegou perto da descida do monte das Oliveiras, a multidão dos discípulos, aos gritos e cheia de alegria, começou a louvar a Deus por todos os milagres que tinha visto.38Todos gritavam: “Bendito o rei, que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas alturas!”
39Do meio da multidão, alguns dos fariseus disseram a Jesus: “Mestre, repreende teus discípulos!”
40Jesus, porém, respondeu: “Eu vos declaro: se eles se calarem, as pedras gritarão”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor!
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 11,45-56

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 45muitos dos judeus que tinham ido à casa de Maria e viram o que Jesus fizera, creram nele. 46Alguns, porém, foram ter com os fariseus e contaram o que Jesus tinha feito. 47Então os sumos sacerdotes e os fariseus reuniram o Conselho e disseram: “Que faremos? Este homem realiza muitos sinais. 48Se deixamos que ele continue assim, todos vão acreditar nele, e virão os romanos e destruirão o nosso Lugar Santo e a nossa nação”.
49Um deles, chamado Caifás, sumo sacerdote em função naquele ano, disse: “Vós não entendeis nada. 50Não percebeis que é melhor um só morrer pelo povo do que perecer a nação inteira?” 51Caifás não falou isso por si mesmo. Sendo sumo sacerdote em função naquele ano, profetizou que Jesus iria morrer pela nação. 52E não só pela nação, mas também para reunir os filhos de Deus dispersos. 53A partir desse dia, as autoridades judaicas tomaram a decisão de matar Jesus.
54Por isso, Jesus não andava mais em público no meio dos judeus. Retirou-se para uma região perto do deserto, para a cidade chamada Efraim. Ali permaneceu com os seus discípulos. 55A Páscoa dos judeus estava próxima. Muita gente do campo tinha subido a Jerusalém para se purificar antes da Páscoa. 56Procuravam Jesus e, ao reunirem-se no Templo, comentavam entre si: “Que vos parece? Será que ele não vem para a festa?”


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 10,31-42

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus. 32E ele lhes disse: “Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?”
33Os judeus responderam: “Não queremos te apedrejar por causa das obras boas, mas por causa de blasfêmia, porque sendo apenas um homem, tu te fazes Deus!” 34Jesus disse: “Acaso não está escrito na vossa Lei: ‘Eu disse: vós sois deuses’?
35Ora, ninguém pode anular a Escritura: se a Lei chama deuses as pessoas às quais se dirigiu a palavra de Deus, 36por que então me acusais de blasfêmia, quando eu digo que sou Filho de Deus, eu a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo? 37Se não faço as obras do meu Pai, não acre¬diteis em mim. 38Mas, se eu as faço, mesmo que não queirais acreditar em mim, acreditai nas minhas obras, para que saibais e reconheçais que o Pai está em mim e eu no Pai”.
39Outra vez procuravam prender Jesus, mas ele escapou das mãos deles. 40Jesus passou para o outro lado do Jordão, e foi para o lugar onde, antes, João tinha batizado. E permaneceu ali. 41Muitos foram ter com ele, e diziam: “João não realizou nenhum sinal, mas tudo o que ele disse a respeito deste homem, é verdade”. 42E muitos, ali, acreditaram nele.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Cristo Vive Em Mim




Muito bom dia, meus amigos!

Há certos dogmas e conceitos que são bem básicos, né? E um dos princípios eternos que desde cedo aprendemos nas aulas de catequese ou mesmo em nossa iniciação religiosa em casa é que DEUS É AMOR. Sendo Deus nosso pai e sendo Ele tão amoroso, tão atencioso e zeloso, o mais normal é querermos fazer sempre as obras que nosso Pai se põe a fazer.

Não sei se é o seu caso, mas quando eu era criança sempre dizia que queria ser grande e forte, igual ao meu pai. Além disso, ainda queria ser um super açougueiro como ele. Sabe por quê? Meu coração se transboradava de amor por ele. Ele era meu herói.

É normal a uma criança querer imitar gestos de pessoas que admira. Aliás, não só crianças, né?


Uma maneira muito fácil de sabermos se uma pessoa é verdadeiramente cristã ou não é analisarmos seus atos: uma árvore boa não pode produzir maus frutos e vice-versa.

Isso não significa que "devemos" nos colocar a fazer coisas forçadamente. Nossos atos devem ser naturais. Porém, se estamos VERDADEIRAMENTE em Deus, não há como nossos atos não serem guiados pelo amor, porque Ele é a fonte do amor verdadeiro!

Se nossos atos estão repletos de ações que agridem as outras pessoas, isso é sinal de alerta! A luz amarela talvez já esteja ligada há muito tempo em nosso semáforo espiritual. O natural de um verdadeiro cristão é a doação, porque é assim que age quem verdadeiramente ama e, a exemplo de Jesus, se doa por completo pelo bem-estar do outro.

Olhemos tantas histórias dos santos de nossas igrejas. Todos eles tem uma coisa em comum: muito amor doado ao próximo.

Isso só é possível, porque quanto mais nos aproximamos de Jesus, mais nos tornamos semelhantes a Ele em nossos atos e pensamentos. A exemplo de São Paulo, podemos, então, afirmar que já não somos mais nós que vivemos, mas é o próprio Cristo que vive em nós.

O convite que fazemos hoje é o de deixarmos, cada vez mais, Jesus agir através de nós. Deixemo-nos ser cada vez mais instrumentos de amor.

Grande abraço fraternal,



Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Festa em honra a São José!


A paz de Jesus a todos!

Está acontecendo na Igreja São Judas Tadeu a festa em honra a São José.

Amanhã, sexta-feira, dia 26/03, a partir das 19:00 hs, a Renovação Carismática Católica de Inhumas está responsável pelo desenvolvimento de todos os trabalhos que envolvem a festa, desde a liturgia da novena até o serviço da parte social.

Portanto, você é o nosso convidado para representar o nosso movimento nesse momento tão importante da nossa Igreja.

Vamos comparecer em peso e mostrar a face da juventude católica!!!

Contamos com sua presença!
Leia Mais

Site do Grupo de Oração

 

Já temos domínio próprio!

Agora o site do grupo é WWW.GRUPOSEMEADOR.COM!

Que tal fazer uma visitinha agora?
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 1,26-38

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!”
29Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.
34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?”35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus.36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”. 38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Serva Humilde e Obediente!




Bom dia, meus irmãos!

Que a paz de nosso Senhor Jesus seja derramada sobre o coração de cada um, nessa quinta-feira.

Grande e lindo exemplo o Evangelho nos traz. Maria, mulher forte, humilde e fiel, é uma representação do povo que espera no Senhor, pois durante toda a sua vida ela soube esperar em Deus, mesmo se sentindo fraca e cansada, imaginando não suportar tamanha dor, resistiu firme no caminho para que se realizasse o projeto Salvífico de Deus.

No Evangelho e reflexão de ontem, percebemos que a verdadeira alegria e salvação nos são dadas quando reconhecemos de fato a verdade, que é JESUS! Maria teve o grande privilégio de ouvir do anjo: “Não tenha medo, Maria, porque você encontrou graça diante de Deus.” Ela conhecia a Palavra do Senhor e, mesmo antes do anúncio do anjo, ela já seguia os preceitos Divinos, sendo fiel e obediente, por isso se submeteu à ação do Espírito Santo e disse sim a Deus, e por isso, também, que teve a graça de ouvir do anjo que tinha encontrado graça diante de Deus.

O anjo Gabriel anunciou Jesus a Maria e para toda a humanidade, sendo obra da intervenção de Deus, pois Maria não conhecia homem algum. Jesus inicia uma nova história a partir de uma nova maneira, mostrando seu jeito diferente de amar, de perdoar e de se entregar por nós, através de um SIM: “Eis a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.”

Quando nos colocamos a conhecer nós mesmos, a nos amarmos, percebemos que somos obras primas do amor de Deus, e é por isso que se faz necessário nos colocarmos à disposição do Senhor, trabalhando em prol da edificação do reino de Deus aqui na terra, pois Seu amor nos é dado em abundância. Exemple desse amor é Maria, que nos foi dada como MÃE INTERCESSORA, que roga a Deus por nós, por nossos pecados, que nos ama com amor incondicional e que não mede esforços para nos ajudar.

As mesmas palavras que foram proferidas a Maria pelo anjo são também dirigidas a nós hoje, pois somos escolhidos do Senhor e, portanto, devemos nos entregar a Ele, tendo em vista que é preciso amar a nós mesmos, acreditando na sensibilidade do nosso coração e colocando as portas dele abertas à ação do Espírito Santo. Sendo assim, não tenhas medo, meu irmão (a), porque encontraste graça diante de Deus! Tome Maria como exemplo, sendo humilde e obediente, tornando-se servo (a) alegre do Senhor!

Grande abraço!



Monike Stival Martins
Leia Mais

Evangelho do dia - João 8, 31-42

— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31Jesus disse aos judeus que nele tinham acreditado: “Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, 32e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.
33Responderam eles: “Somos descendentes de Abraão, e nunca fomos escravos de ninguém. Como podes dizer: ‘Vós vos tornareis livres’?”
34Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. 35O escravo não permanece para sempre numa família, mas o filho permanece nela para sempre. 36Se, pois, o Filho vos libertar, sereis verdadeiramente livres. 37Bem sei que sois descendentes de Abraão; no entanto, procurais matar-me, porque a minha palavra não é acolhida por vós. 38Eu falo o que vi junto do Pai; e vós fazeis o que ouvistes do vosso pai”.
39Eles responderam então: “Nosso pai é Abraão”. Disse-lhes Jesus: “Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão! 40Mas agora, vós procurais matar-me, a mim, que vos falei a verdade que ouvi de Deus. Isto, Abraão não o fez. 41Vós fazeis as obras do vosso pai”.
Disseram-lhe, então: “Nós não nascemos do adultério, temos um só pai: Deus”. 42Respondeu-lhes Jesus: “Se Deus fosse vosso Pai, certamente me amaríeis, porque de Deus é que eu saí, e vim. Não vim por mim mesmo, mas foi ele que me enviou”.



- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Conhecereis a Verdade e Ela Vos Libertará


Muito bom dia, meus amigos!

É interessante que em outra passagem Jesus afirma que Ele próprio é o caminho, a VERDADE e a vida (Jo, 14,1-14) e que ninguém consegue chegar até Deus se não for através dEle. Então, quando o Mestre afirma que ao conhecermos a verdade, ela nos liberta. Isso significa que ao conhecermos, consequentemente acabamos descobrindo os fundamentos de uma vida de verdade, sadia, cheia da presença de Deus.

Infelizmente, existem muitas pessoas por aí que se auto-denominam católicos quando o IBGE faz sua pesquisa demográfica e que apenas OUVIRAM falar de Jesus e o tem crucificado nas imagens do altar e do próprio pensamento. Tais "cristãos" (entre aspas mesmo) são aqueles que se dão à prática de muitas coisas que negam a Deus como Senhor. Se dão às bebedeiras, às orgias modernas do "ficar" com várias pessoas na mesma noite, são guiadas pelo ciúme, pelo egoísmo, e muitos de seus discursos são regados de mentira. Como podem então dizer que são cristãos se cristão de verdade é aquele que se põe a imitar o que Cristo fazia?

Essa reflexão vale para cada um de nós, nesse dia de hoje. Seus passos e atitudes são guiados pela VERDADE ou pela mentira? Você se sente uma pessoa completamente livre ou vive sufocada dentro de si mesma?

É necessário experimentarmos Jesus! É necessário criarmos intimidade com Ele!

Grande abraço fraternal,

Márcio Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 8,21-30

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo disse Jesus aos fariseus: 21“Eu parto, e vós me procurareis, mas morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir”.
22Os judeus comentavam: “Por acaso, vai-se matar? Pois ele diz: ‘Para onde eu vou, vós não podeis ir’?”
23Jesus continuou: “Vós sois daqui debaixo, eu sou do alto. Vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. 24Disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditais que eu sou, morrereis nos vossos pecados”.
25Perguntaram-lhe pois: “Quem és tu, então?” Jesus respondeu: “O que vos digo, desde o começo. 26Tenho muitas coisas a dizer a vosso respeito, e a julgar, também. Mas aquele que me enviou é fidedigno, e o que ouvi da parte dele é o que falo para o mundo”.27Eles não compreenderam que lhes estava falando do Pai. 28Por isso, Jesus continuou: “Quando tiverdes elevado o Filho do Homem, então sabereis que eu sou, e que nada faço por mim mesmo, mas apenas falo aquilo que o Pai me ensinou. 29Aquele que me enviou está comigo. Ele não me deixou sozinho, porque sempre faço o que é de seu agrado”.30Enquanto Jesus assim falava, muitos acreditaram nele.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Não Somos Desse Mundo




Muito bom dia, meus amigos!


Nada melhor que um dia após o outro, combatendo o bom combate da fé. Especialmente após um final de semana tão especial como o que vivemos entre os dias 19 e 21 de março de 2010, quando pudemos viver a experiência de sermos barro nas mãos do Oleiro!

O mais interessante é o Senhor vir dar continuidade a esse processo de restauração proposta no encontro ao vir falar para nós hoje que Ele não é desse mundo!


E, se o nosso próprio mestre afirma não fazer parte desse mundo sombrio, egoísta, destruídor, opressor e tantas outras coisas mais, o mais lógico é tomarmos o mesmo posicionamento tomado por Jesus.

Uma reflexão que é sempre necessária fazermos está presente numa das tentações que o demônio fez a Jesus, quando este esteve jejuando quarenta dias no deserto: em um dado momento, a Bíblia nos mostra que o tentador levou o Senhor para o mais alto monte da terra, apresentou todos os reinos do mundo para Ele e disse que se Ele o adorasse ali, naquele lugar, o "encardido" lhe daria tudo o que o Senhor estava vendo, "pois tudo aquilo havia sido dado a ele por direito".


É justamente por isso que esse mundo é essa bagunça que sempre foi!

Tanta luta, tanta violência, tanta sujeira espalhada cada vez mais na mídia!

É necessário tomarmos um posicionamento de nadarmos contra a correnteza de lama que tenta nos levar. Quando ficamos de braços cruzados, infelizmente, acabamos nos atolando nessa imundície e o que acaba acontecendo é que a vida acaba nos levando e acabamos vivendo muita coisa que depois passamos boa parte da vida arrependidos.

É preciso uma verdadeira reflexão a respeito de tudo o que temos vivido e buscado. Tudo o que usado para alimentar nosso interior. Somos aquilo que colocamos para dentro de nós, o que é muito sério e necessita ser repensado.

Que música temos escutado? Que programas televisivos temos colocado em nossa tela? O que temos permitido que entre em nosso coração? Será que realmente vale a pena alimentarmos nosso interior com tais coisas?

Para você fazer uma auto análise é fácil: basta você analisar seus atos mais comuns em relação às pessoas do seu convívio: você tem sido amoroso(a), paciente, caridoso, não tem buscado seus próprios interesses e outras coisas semelhantes?

Se sua auto avaliação te revelar que não está sendo bem assim isso é sinal de alerta para que você ative sua peneira espiritual, impedindo que mais lixo entre em seu coração e influencie seus atos.

Que o Espírito Santo nos revele, também, que não fazemos parte desse mundo egoísta e  nos ajude a encontrarmos o verdadeiro caminho à felicidade.

Grande abraço fraternal,



Márcio Gomes Pacheco 
Leia Mais

Evangelho do dia - João 8, 1-11

— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus foi para o monte das Oliveiras. 2De madrugada, voltou de novo ao Templo. Todo o povo se reuniu em volta dele. Sentando-se, começou a ensiná-los. 3Entretanto, os mestres da Lei e os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida em adultério. Levando-a para o meio deles, 4disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpreendida em flagrante adultério. 5Moisés na Lei mandou apedrejar tais mulheres. Que dizes tu?”
6Perguntavam isso para experimentar Jesus e para terem motivo de o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, começou a escrever com o dedo no chão. 7Como persistissem em interrogá-lo, Jesus ergueu-se e disse: “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra”. 8E tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão.
9E eles, ouvindo o que Jesus falou, foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos; e Jesus ficou sozinho, com a mulher que estava lá, no meio, em pé. 10Então Jesus se levantou e disse: “Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?” 11Ela respondeu: “Ninguém, Senhor”. Então Jesus lhe disse: “Eu, também, não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Misericórdia




Bom dia, queridos amigos!

Irmãos, amados em Cristo Jesus, que as bençãos do Pai e o amor de Maria estejam hoje presentes na nossa vida.

Como é bom estarmos aqui nesta segunda, dia de mais uma reflexão que nos leva ao amor de Jesus. Dia em que podemos dividir nossos pensamentos com todos os irmãos que buscam as palavras santas do Senhor.

A passagem bíblica desse dia é simplesmente profunda e maravilhosa, porque ela contem um dos atos mais cheios de amor que Jesus pratica conosco, que é o de ser misericordioso, de ser cheio de compaixão para com nossas fraquezas.

Quando aquela mulher foi pega em adultério, ela deve ter se sentido a pior pessoa da face da terra. Irmãos, Maria Madalena se sentiu envergonhada, julgada, maltratada, crucificada por aquela situação de pecado.

Ela pagou um preço alto por estar naquela vida: as injúrias sofridas. Amados, quando somos feridos na alma, a dor é muito mais grave, dolorida e prolongada do que muitas das dores físicas. Algumas vezes as dores
interiores destroem até mesmo nosso gosto pelo dom da vida.

Assim, Maria Madalena se sentiu por tamanho ultraje sofrido. Mas nisto reside o estado de graça. Aquela mulher encontrou no nosso Jesus o que nunca havia encontrado em ninguém, o amor misericordioso, que não condena, que não aponta defeitos, mas que simplesmente ama, independente do que a pessoa faça. Ama-a por ser ela filha de Deus.

Jesus expressou naquele momento o amor constante dEle que vive a nos vigiar nos dias maus desse mundo. Quantos de nós nos sentimos meio que Maria Madalena a vagar pela vida, sem ter como se apoiar, sem se sentir digno, e muito menos amado por Nosso Deus e Senhor? Quantos de nós carregamos fardos e mais fardos pesados por nossas culpas e condenações humanas?

Queridos do Pai, hoje somos convidados a largar todos os nossos pesos e descançarmos no colo da misericórdia viva de Jesus Cristo, o Rei e Senhor Nosso. Somos convidados a viver o amor na graça. Precisamos a Ele tudo entregar e não mais andarmos em caminhos tortuosos. Não olhemos para os olhares do mundo que nos condenam, mas observemos a direção que Jesus aponta como a certa para nossas vidas.

Confiemos no Pai e Ele fará o que nos é preciso. Assim como Maria Madalena, voltemos para Jesus e não cometamos os mesmos erros. Hajamos com a graça da misericórdia que o Senhor nos dá, e deixemo-nos amar pela compaixão provinda do Nosso Senhor.

Por outro lado o Senhor vem também nos ensinar nesse evangelho a não praticarmos o julgamento, conforme as pessoas fizeram com aquela mulher. Pratiquemos a mesma atitude que o Senhor teve, a postura de um
filho iluminado do alto, a de perdoar e reconhecer o coração arrependido e que realmente se volta pra Deus.

Queridos, não somos nós quem devemos condenar. Se nem Deus condena, quem somos nós? Jesus também nos chama a exercer os atos lindos de misericórdia e amor que Ele nos ensina. A olharmos para o nosso próximo com compaixão e orar por ele, entregá-lo para Deus constantemente e pedir as graças do alto para as pessoas que à nossa volta estão.

Por isso, peçamos ao Senhor que saibamos ser a imagem e semelhança do Pai, não somente fisicamente, mas de atitudes e coração, para sermos luz onde há trevas, sermos sal que dá o tempero e o sabor agradável na vida no irmão.

Amém...



Klênia e Marcos.
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 5,31-47

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 31“Se eu der testemunho de mim mesmo, meu testemunho não vale. 32Mas há um outro que dá testemunho de mim, e eu sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.
33Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. 34Eu, porém, não dependo¬ do testemunho de um ser humano. Mas falo assim para a vossa salvação.35João era uma lâmpada que estava acesa e a brilhar, e vós com prazer vos alegrastes por um tempo com a sua luz.
36Mas eu tenho um testemunho maior que o de João; as obras que o Pai me concedeu realizar. As obras que eu faço dão testemunho de mim, mostrando que o Pai me enviou.37E também o Pai que me enviou dá testemunho a meu favor. Vós nunca ouvistes sua voz, nem vistes sua face, 38e sua palavra não encontrou morada em vós, pois não acreditais naquele que ele enviou.
39Vós examinais as Escrituras, pensando que nelas possuís a vida eterna. No entanto, as Escrituras dão testemunho de mim, 40mas não quereis vir a mim para ter a vida eterna!41Eu não recebo a glória que vem dos homens. 42Mas eu sei que não tendes em vós o amor de Deus. 43Eu vim em nome do meu Pai, e vós não me recebeis. Mas, se um outro viesse em seu próprio nome, a este vós o receberíeis.
44Como podereis acreditar, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Deus? 45Não penseis que eu vos acusarei diante do Pai. Há alguém que vos acusa: Moisés, no qual colocais a vossa esperança. 46Se acreditásseis em Moisés, também acreditaríeis em mim, pois foi a respeito de mim que ele escreveu. 47Mas se não acreditais nos seus escritos, como acreditareis então nas minhas palavras?”



- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho do Dia - João 5,1-16

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

1Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. 2Existe em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico.3Muitos doentes ficavam ali deitados — cegos, coxos e paralíticos. 4De fato, um anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. 5Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos.
6Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: “Queres ficar curado?” 7O doente respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente”.8Jesus disse: “Levanta-te, pega tua cama e anda”. 9No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou sua cama e começou a andar.
Ora, esse dia era um sábado. 10Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: “É sábado! Não te é permitido carregar tua cama”. 11Ele respondeu-lhes: “Aquele que me curou disse: ‘Pega tua cama e anda’”. 12Então lhe perguntaram: “Quem é que te disse: ‘Pega tua cama e anda’?” 13O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar.
14Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo e lhe disse: “Eis que estás curado. Não voltes a pecar, para que não te aconteça coisa pior”. 15Então o homem saiu e contou aos judeus que tinha sido Jesus quem o havia curado. 16Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus, porque fazia tais coisas em dia de sábado.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Queres Ficar Curado?





Muito bom dia, meus queridos amigos!

Essa semana que se inicia é muito importante para todos nós do Ministério Jovem da Renovação Carismática de Inhumas - GO. É a semana do III Olaria, um encontro de jovens em que Deus promete restaurar os jovens, como o oleiro molda o barro e restaura seus vasos.

E é muito providencial do Senhor iniciarmos essa semana de reflexão com essa pergunta, que Ele mesmo dirige a nós, suas ovelhas amadas:

Queres ficar curado?

Como obras de arte de Deus, do Grande Oleiro, ao primeiro indício de que sua obra de arte está sendo danificada ou estragada, Ele deseja do fundo de Si mesmo, tomar conta, pessoalmente, de cada um de nós. Ele quer nos curar, nos libertar, nos restaurar!

Porém, bem sabemos, Ele espera que nós próprios digamos para Ele o que esperamos que seja transformado em nossa vida, onde é o nosso ponto fraco.

Você já conseguiu identificar onde é o seu ponto fraco?

Tem gente que já tem tanto tempo que está "danificado" que até já se acostumou com isso. Infelizmente, tem gente que até se aproveita de certos problemas para se passar por "coitadinho". E se você tivesse a oportunidade de encontrar Jesus hoje, face à face, o que você pediria que Jesus curasse?

Muitas vezes já foi dito e escrito isso, mas estamos em tempo propício à conversão, à cura de nossas enfermidades espirituais e físicas. Bem sabemos que as doenças do espírito podem ser materializadas em nossos corpos, como é o caso de alguns casos de câncer.

Ontem, infelizmente, fiquei sabendo de uma mulher de 42 anos que cometeu suicídio, tomando vários comprimidos anti-depressivos de uma vez só. Será foi dada a importância devida pelas pessoas que viviam ao redor dela? É necessário tomarmos cuidado duplo, pois precisamos policiar tanto nossos atos quanto os daqueles que nós amamos e que nos acostumamos com suas tristezas e crises depressivas.

O triste é que todos já ouviram falar que Jesus cura, liberta e que é o mesmo ontem, hoje e sempre. Porém, só ficam no "ouvir falar". Enquanto não viverem uma experiência concreta do amor divino, ficarão se arrastando e correrão o risco de se acostumarem com isso.

Hoje o Senhor te pergunta se você quer ficar curado. A resposta é sua e Ele aguarda, ansiosamente, ouvi-la de sua boca, em um momento de oração.

Grande abraço fraternal,



Márcio Gomes Pacheco 
Leia Mais

Evangelho do dia - João 4, 43-54

— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 43Jesus partiu da Samaria para a Galileia. 44O próprio Jesus tinha declarado, que um profeta não é honrado na sua própria terra. 45Quando então chegou à Galileia, os galileus receberam-no bem, porque tinham visto tudo o que Jesus havia feito em Jerusalém, durante a festa. Pois também eles tinham ido à festa. 46Assim, Jesus voltou para Caná da Galileia, onde havia transformado água em vinho.
Havia em Cafarnaum um funcionário do rei que tinha um filho doente. 47Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo. 48Jesus disse-lhe: “Se não virdes sinais e prodígios, não acreditais”. 49O funcionário do rei disse: “Senhor, desce, antes que meu filho morra!” 50Jesus lhe disse: “Podes ir, teu filho está vivo”. O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora.
51Enquanto descia para Cafarnaum, seus empregados foram ao seu encontro, dizendo que o seu filho estava vivo. 52O funcionário perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: “A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde”. 53O pai verificou que tinha sido exatamente na mesma hora em que Jesus lhe havia dito: “Teu filho está vivo”. Então, ele abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. 54Esse foi o segundo sinal de Jesus. Realizou-o quando voltou da Judeia para a Galileia.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Exercicio da fé!


Bom dia amados do Pai!

Com alegria hoje, peçamos ao Senhor a sabedoria necessária para refletirmos sua palavra de vida e salvação.
O evangelho de Cristo nos vem deixar a mensagem tão bela do exercício da fé. Como os milagres, curas, prodigios e libertações se fazem presentes quando cremos.
O povo estava maravilhado depois que viram Jesus realizar o primeiro milagre de sua missão. Transformar a água em vinho, na festa de Caná, foi sem dúvida, uma espécie de ânimo novo para todo o povo que esperava em Deus.

Através desse milagre é que percebemos, no evangelho de hoje, o outro sinal de Deus vivo e verdadeiro no meio dos filhos de Deus.
A partir do momento em que o Pai daquele jovem enfermo viu o que Jesus realizara naquela festa de casaemnto em Caná, ele implorou para que Jesus fizesse o mesmo com seu filho. Que ele ficasse bem, segundo a graça do Alto.
E é nesse propósito que Jesus concede a graça!
O povo mais uma vez maravilhou-se. Mas irmãos, Jesus também alertou que nós cremos, porque vimos. E assim ele advertiu aquele homem.
Transferimos para nós esta mensagem. Somos chamados a crer no Deus vivo sem antes precisar ver primeiro os milagres do Senhor. Somos convidados a praticar a fé incondicional em Deus.
Portanto, deixemos nosso coração aberto para apostarmos nas bençãos de Deus e favorecermos nossa vida das incontáveis graças do Alto.

Klêni@ Pereir@
Por Richard Bach

Os semelhantes se atraem, limita-te a ser quem és:

sereno,transparente e brilhante.

Quando irradiamos o que somos, quando só fazemos o que

desejamos fazer, isto afasta automaticamente quem

nada tem a aprender conosco e atrai, sim,

a quem tem algo a aprender e também algo a nos ensinar.

Por isso eu lhe digo:

“Todo homem que encontro é superior a mim em alguma coisa. E nesse particular

eu aprendo dele o seu melhor e complemento a minha essência. E quero com

toda certeza aprender muito com você .

Muito obrigado pela sua consideração e amizade!!”

Muito obrigado por tudo.


Klênia e Marcos.
Leia Mais

Evangelho (Marcos 12,28b-34)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 28bum escriba aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” 29Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. 30Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma , de todo o teu entendimento e com toda a tua força! 31O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”.
32O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste: Ele é o único Deus e não existe outro além dele. 33Amá-lo de todo o coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”.
34Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência, e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

O maior mandamento de Deus


Bom dia queridos irmãos!

Excelente dia a todos vocês.

O Evangelho de hoje é muitíssimo importante para todos nós. Jesus fala qual é o mandamento mais importante. E Ele explica detalhadamente como devemos seguir tal mandamento. E pelo que vemos no mundo de hoje, não seguimos o mandamento como Deus quer, e muitas vezes nem seguimos...

Lembrando que são dois os mandamentos importantes; não basta seguir a um e não seguir a outro. São dois mandamentos em apenas um; amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Se amarmos a Deus e não amarmos nosso irmão, de nada adianta. Essa é uma das coisas que Jesus vem nos falar. Pois o escriba perguntou qual o mandamento mais importante, e Jesus respondeu esses dois. Um depende do outro pra ser completo. E realmente é assim que ocorre. Pois nós devemos ver Deus no nosso próximo, nas pessoas humildes que estão a nossa volta.

Muitas "historinhas" são contadas sobre pessoas que esperavam Jesus, mas sempre esperavam uma pessoa bonita, toda vestida de branco que fosse chegar pedindo para que todos se curvassem diante dEle. Mas Jesus não vem ao nosso encontro desta forma. Ele vem falar conosco, muitas vezes através daquela pessoa que muitas vezes discriminamos, aquela pessoa que pedia ajuda e você não atendeu.

Isso explica porque o mandamento é tão importante, e explica também o porque de ser um mandamento "dois em um". Mas outro ponto importante é a forma com que Jesus pede para seguirmos Seu mandamento. Diz para amarmos a Deus com todo o nosso coração, toda nossa mente, e também com todas as nossas forças e amar ao próximo como a nós mesmos. Será que nós fazemos mesmo todo esse esforço para amarmos a Deus e a nosso irmão?

Quando Ele diz para amá-lO com toda nossa mente, eu interpreto como uma forma de amar com sabedoria, usando mesmo a mente. Ou seja, amar sendo sábio; amar a Deus no irmão. Se todos amassem a Deus, e além disso: amassem a Deus e ao seu próximo, o mundo seria bem diferente do que é hoje. O que vemos hoje é só desamor, desrespeito, enfim, coisas que não trazem o amor de Deus.

Talvez eu tenha esquecido de colocar algum ponto importante da leitura, mas o que quero mesmo tentar passar, é o quanto o amor de Deus é importante. Por isso, vamos tentar de verdade seguir este mandamento; sem medir esforços, como Jesus pede. Só assim conseguiremos alcançar o Reino de Deus.

Um forte abraço!

Cinthya Cardoso de Araújo
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 11,14-23

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 14Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo começou a falar, e as multidões ficaram admiradas. 15Mas alguns disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”.
16Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. 17Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra.
18Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino? Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. 19Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes.
20Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus. 21Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. 22Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou. 23Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Uma Pedagogia Divina!




Bom dia, meus irmãos!

Os milagres de Jesus demonstram que Ele foi enviado por Deus para nos levar a crer n’Ele, pois os milagres fortalecem aqueles que crêem no poder que vem do Céu! Àqueles que pedem com fé serão atendidos, pois conhecem e acompanham a Palavra de Deus.

Percebemos que, Jesus, ao libertar aquele homem de forma evidente, é rejeitado por alguns que chegaram a dizer que Ele expulsava pelo poder dos demônios. A vinda de Jesus consiste em libertar o homem da alienação, do pecado, da morte intrínseca. A própria ação de Jesus representa o reino do Céu, pois sua força sobre passa a força do mau, sendo fundamentada com o “dedo de Deus”.

Outrora, Jesus também é presença da salvação e do julgamento. Ele é quem dá sentido à lei, pois, para Ele, a lei moral é obra Divina, por isso, a partir da Bíblia, podemos definí-la como pedagogia de Deus. Portanto, não somente o cumprimento da lei nos trará a salvação, como também a santificação, pois tudo do Céu tem o Espírito Santo. Então, se ajo conforme a lei do Senhor, alcanço cada vez mais minha santidade, e se não, torno-me adversário.

Dizermos às outras pessoas acerca das maravilhas do Senhor muitas vezes é fácil. Em contra partida, vivermos destas maravilhas requer esforço, dedicação, renúncia, pois de fato, precisamos nos entregar inteiramente a Deus, sem meças, sem receios, sem culpas.

Mas saibam que, os cumprimentos dos preceitos de Jesus só nos trazem grandes vitórias, grandes alegrias. Tenhamos consciência de que o mau já foi derrotado desde a primeira vinda de Jesus até sua morte e ressurreição. O que Jesus quer de fato, é contar conosco, é precisar de nós, mesmo não precisando.

Quando estava rezando para fazer essa reflexão, senti forte no meu coração que não tinha outra forma de fazê-la não sendo relatar o amor de Jesus que é dado em abundância a nós e Seu desejo de nos querer pertinho Dele. Isso, meus irmãos, é garantia de vida eterna, de alegria eterna. ”A única coisa que eu lhes falei e mandei, foi isto: Obedeçam-me, e eu serei o Deus de vocês, e vocês serão o meu povo. Andem sempre no caminho que eu lhes ordenar, para que sejam felizes.” (Jr. 7, 23.)

Senhor, nós te pedimos nesse momento, que por intermédio da sua Graça, vivamos todos os dias de nossa vida de acordo com a Sua vontade! Amém!

Deus abençoe a cada um!

Abraços!



Monike Stival Martins
Leia Mais

Evangelho do dia - Mateus 5, 17-19

— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 17“Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas”. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da lei, sem que tudo se cumpra.
19Portanto, quem desobedecer a um só desses mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus.



- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Prudência!


Bom dia, irmãos!
A palavra de hoje (Mt. 5, 17-19) nos leva a refletir sobre uma coisa muito interessante!
Quando Jesus vem para fazer novas todas as coisas, Ele não vem com o propósito de acabar com o que todas as gerações passadas já haviam construído ou vivido. A renovação em Jesus é pelo Espírito da Verdade, pelo cumprimento da Palavra de Deus.
Por isso, não podemos nos deixar levar pelos nossos questionamentos racionais que muitas vezes comprometem o fortalecimento de nossa fé e, consequentemente, o da fé dos que vivem ao nosso redor.
Que neste dia, o Senhor faça de nós pessoas muito mais prudentes com a nossa fé!
Amém!


Reginaldo Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 18,21-35

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou:
“Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?”
22Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados.24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna.25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e seus filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida.
26O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e prostrado, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo’. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida.
28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um de seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. 29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei’. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia.
31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: ‘Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?’ 34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida.
35É assim que meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Perdoar Setenta Vezes Sete



Muitíssimo bom dia, meus amigos!

Há pouco tempo atrás saí para fazer minha caminhada com minha cachorra. Escutava algumas músicas religiosas, rezava o terço contemplando os mistérios luminosos e pedia muuuito ao Senhor que me desse muita unção para escrever sobre a reflexão de hoje...

Estou "ruminando" esse Evangelho sobre o perdão desde anteontem, quando fiz a minha última reflexão e sei muito bem o quão importante é o tema de hoje...

Sabem o porquê?

Tenho algumas razões para isso:

  • A sabedoria do mundo nos ensina que não podemos nos humilhar, que devemos dar o troco sempre que nos sentimos injustiçados, que "vingança é um prato que se come cru" e mais um monte de coisas erradas a respeito de perdoar ou não;

  • Considero a falta de perdão como um doença espiritual gravíssima que muitas vezes é refletida em nosso ser material, em nosso corpo, trazendo problemas de saúde gravíssimos;

  • Precisamos decidir de vez de que lado nós realmente estamos e agirmos conforme nossa decisão;



  • Bem... comecemos do início, né?

    Imagino que quando Pedro chegou para perguntar a Jesus quantas vezes deveríamos perdoar, ele deu uma boa estufada no peito, sentindo-se o Super Pedrão. Provavelmente Jesus sabia que tinha alguma pessoa muito chata pisando na bola com ele.

    Como ele era um dos pioneiros na arte de seguir Jesus, queria mostrar que estava aprendendo a lição sobre oferecer a outra face quando levasse um tapa bem direitinho. Já havia perdoado a mesma pessoa uma, duas, três, quatro, cinco, seis e, provavelmente, as sete vezes às quais ele se referiu...

    "Jesus vai ficar bem orgulhoso de mim", provavelmente pensava ele. Porém, para sua enorme surpresa, a resposta não foi a esperada. Jesus acabara de dizer que quantas vezes alguém nos incomodar, tantas vezes devemos usar do dom do perdão... infinitamente!

    Completamente o contrário do que a gente aprende nas novelas, né? A Favorita tem mostrado isso e garantido grande audiência. Novela mexicana, então, sempre tem alguém querendo vingança... Ouvi alguém pensando em Malhação? Isso sem falar das "inocentes" novelas feitas para o público infantil, que ensinam que devemos nos vingar sempre que alguém nos magoar (há alguns meses vi um pedaço de uma cena da Chiquititas argentina, e o que vi não foi muito edificante... crianças escandalosas, traiçoeiras e muito vingativas!).

    Talvez você não tenha ainda conhecimento, mas o maior prejudicado nessa história toda de falta de perdão é a própria pessoa que alimenta tais sentimentos negativos!

    O psicólogo norte-americano Robert Enright, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, diz que "sem o perdão, a humanidade pára, estanca, petrifica-se". E olha que tais palavras são de origem de alguém do meio acadêmico e científico. Inúmeros são os relatos de pessoas que, após abrirem o coração para o dom do perdão, se livram de problemas de saúde, que exames médicos não conseguiam encontrar origem. Já ouviram falar do padre Robert De Grandis, um dos maiores divulgadores da Renovação Carismática ao redor do mundo? Ele tem alguns livros que tratam bem sobre esse tema.

    Alguns estudos têm confirmado que pessoas que perdoam, "apresentam redução do nível de estresse, viam-se menos irados e mais confiantes de que, no futuro, eles perdoariam mais e mais facilmente. Além disso, o estudo mostrou que o perdão pode promover uma melhora na saúde física, pois esse grupo de pessoas apresentou uma diminuição significante em sintomas como dores no peito, na coluna, náuseas, dores de cabeça, insônia e perda de apetite".

    Quantas vezes nós mesmos temos injetado veneno em nosso interior alimentando sentimentos negativos? Muitas vezes nem mesmo prestamos atenção no que dizemos, quando oramos a seguinte parte do Pai Nosso:


    "Perdoai os nossos pecados assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido".

    Ou seja, você diz ao Senhor: "Pai, faz comigo do mesmo jeitinho que tenho feito com aquelas pessoas que me tiram do sério... com aquelas pessoas que me enchem o saco... Sim, Pai, da mesma maneira que as trato é o jeito que quero ser tratado por você"...

    Olhe pra dentro de você, para seus atos. Você teria coragem de trocar a parte tradicional do Pai Nosso por essa "tradução" apresentada? Se "sim", meus parabéns! Você certamente está no caminho correto apontado por Jesus de perdoar quantas vezes preciso for.

    Agora... se a realidade não é bem assim, talvez você tenha encontrado a resposta pelo constante stress, cara fechada, mau humor, amargura e tantas outras coisas que vivem dentro de você e você até hoje não tinha se dado conta de onde vinha a origem delas...

    Acorda pra vida! Deixe-se ser liberto! O maior prejudicado de alimentar rancor e você mesmo!

    Que o Espírito Santo possa penetrar profundamente no seu ser nesse dia de hoje e te conduzir, ensinando como sempre perdoar.


    Grande abraço fraternal,


    Márcio Gomes Pacheco
    Leia Mais

    Evangelho do dia - Lucas 4,24-30

    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor!

    Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinagoga: 24“Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. 25De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. 26No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. 27E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”.
    28Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. 29Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até o alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. 30Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.


    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Valorizar aqueles que estão perto de nós!



    Bom dia, amados irmãos.

    Bem, podermos mais um dia partilhar as santas palavras de Jesus. Alegremos hoje por ter o Senhor conosco.

    Queremos também hoje aproveitar o momento e parabenizar todas as mulheres pelo dia internacional dedicado especialmente a elas. Que Jesus e a luz de Maria possam iluminar o caminho de todas as filhas do Pai. Que sejam repletas do Espírito Santo e que possam distribuir graças e bençãos que recebem do alto.

    Parabéns a todas a mulheres!

    O evangelho de hoje vem de encontro a dois pontos que se repetem de forma comum em nossa sociedade: a não valorização daqueles que estão próximos de nós, não observando suas competências, potenciais e principalmente não observando o que podem nos oferecer; e também a respeito da raiva que muitos de nós sentimos quando nossas verdades são lançadas diante de nós.

    Irmãos, é muito sério a mensagem que Jesus quer nos dizer. O Senhor sempre nos diz das mudanças de atitudes e da limpeza do nosso coração. Hoje ele afirma mais uma vez isso, porque somos imperfeitos e pecadores, e isso nos impede de vermos as graças acontecerem naqueles que menos esperamos.

    Não existem pessoas capazes, mas Deus o faz capaz diante da obra que lhe confia!

    Quando os profetas levavam a boa nova pra sua terra, para todos “os seus”, não eram bem recebidos pelo fato de que aquelas pessoas não acreditavam que Deus poderia realmente manifestar seu poder em indivíduos simples e conhecidos de todos. Talvez Elias e Eliseu eram pessoas desacreditadas e que ninguém esperava que algo de bom pudessem vir deles.

    Quantos de nós fazemos isso com irmãos que são instrumentos de Deus pra nossa salvação, para o nosso crescimento, e simplesmente desprezamos. Acreditamos, queridos, que precisamos rever nossas atitudes diante dos irmãos.

    Recordemos do ditado: “santo de casa não faz milagres!”

    Devemos colocar essa frase por terra. Não podemos perder a oportunidade que Deus tem e quer nos dar pra recebermos, de graça, suas bençãos. E são infinitas as chuvas de maravilhas que o Senhor quer derramar. Por isso, quando escutarmos alguem falar sobre Deus, não abramos somente os ouvidos, mas nossa alma, pra recebermos aquilo que é preciso entrar em nós.

    Quando nos depararmos com os mais desacreditados dos irmãos que conhecemos, prestemos atenção nas mensagens que Deus nos fala através dele. Outro dia escutamos muitas palavras de sabedoria de uma irmã evangélica. Deus realmente falou e operou prodígios através da boca daquela irmã. E se não tivéssemos parado pra escutá-la? E se no orgulho humano não tivéssemos aceitado as mensagens de uma pessoa evangélica?

    Vigiemos pois, queridos do Pai, para que não percamos Jesus fazer milagres... para que não deixemos O Senhor passar em vão. Quem tem ouvidos ouça!

    Seguindo nossa reflexão, nos deparamos com outro aspecto trazido nesse evangelho. Filhos do alto, somos chamados a praticar a humildade constantemente.

    Quando somos chamados a atenção, chamados na correção, temos que parar e observarmos onde o erro acontece. Pois, se Deus fala é porque algo está errado. Queridos, que nós façamos análises de nossas condutas e não fiquemos bravos quando somos corrigidos por outros que são instrumentos de
    Deus pra nós. O Senhor quer nos amar, nos ajudar a sermos cada vez melhores e por isso nos fala às claras a respeito de nossas falhas.

    Amemos o Senhor Deus de todas as nossas forças e peçamos a Ele que nos dê a graça de compreendermos suas maravilhas ditas para nosso próprio bem, pois ele nos ama...



    Klênia e Marcos.
    Leia Mais

    Evangelho do Dia - Lucas 13,1-9

    — O Senhor esteja conosco!
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor!

    1Naquele tempo, vieram algumas pessoas trazendo notícias a Jesus a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando seu sangue com o dos sacrifícios que ofereciam.
    2Jesus lhes respondeu: “Vós pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem sofrido tal coisa? 3Eu vos digo que não. Mas se vós não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo.
    4E aqueles dezoito que morreram, quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados do que todos os outros moradores de Jerusalém? 5Eu vos digo que não. Mas, se não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo”.
    6E Jesus contou esta parábola: “Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi até ela procurar figos e não encontrou. 7Então disse ao vinhateiro: ‘Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a! Por que está ela inutilizando a terra?’
    8Ele, porém, respondeu: ‘Senhor, deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e colocar adubo. 9Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então tu a cortarás’”.


    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Evangelho do Dia - Lucas 15,1-3.11-32

    — O Senhor esteja conosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor!

    Naquele tempo, 1os publicanos e pecadores aproximaram-se de Jesus para o escutar.2Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus: “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”.
    3Então Jesus contou-lhes esta parábola: 11“Um homem tinha dois filhos. 12O filho mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me cabe’. E o pai dividiu os bens entre eles. 13Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu e partiu para um lugar distante. E ali esbanjou tudo numa vida desenfreada.
    14Quando tinha gasto tudo o que possuía, houve uma grande fome naquela região, e ele começou a passar necessidade. 15Então foi pedir trabalho a um homem do lugar, que o mandou para seu campo cuidar dos porcos. 16O rapaz queira matar a fome com a comida que os porcos comiam, mas nem isto lhe davam.
    17Então caiu em si e disse: ‘Quantos empregados do meu pai têm pão com fartura, e eu aqui, morrendo de fome’. 18Vou-me embora, vou voltar para meu pai e dizer-lhe: ‘Pai, pequei contra Deus e contra ti; 19já não mereço ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados’.
    20Então ele partiu e voltou para seu pai. Quando ainda estava longe, seu pai o avistou e sentiu compaixão. Correu-lhe ao encontro, abraçou-o e cobriu-o de beijos. 21O filho, então, lhe disse: ‘Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho’.
    22Mas o pai disse aos empregados: ‘Trazei depressa a melhor túnica para vestir meu filho. E colocai um anel no seu dedo e sandálias nos pés. 23Trazei um novilho gordo e matai-o. Vamos fazer um banquete. 24Porque este meu filho estava morto e tornou a viver; estava perdido e foi encontrado’. E começaram a festa.
    25O filho mais velho estava no campo. Ao voltar, já perto de casa, ouviu música e barulho de dança. 26Então chamou um dos criados e perguntou o que estava acontecendo. 27O criado respondeu: ‘É teu irmão que voltou. Teu pai matou o novilho gordo, porque o recuperou com saúde’.
    28Mas ele ficou com raiva e não queria entrar. O pai, saindo, insistia com ele. 29Ele, porém, respondeu ao pai: ‘Eu trabalho para ti há tantos anos, jamais desobedeci a qualquer ordem tua. E tu nunca me deste um cabrito para eu festejar com meus amigos. 30Quando chegou esse teu filho, que esbanjou teus bens com prostitutas, matas para ele o novilho cevado’.
    31Então o pai lhe disse: ‘Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu. 32Mas era preciso festejar e alegrar-nos, porque este teu irmão estava morto e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado”’.


    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Evangelho (Mateus 21,33-43.45-46)

    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor!

    Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, disse-lhes: 33“Escutai esta outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, pôs uma cerca em volta, fez nela um lagar para esmagar as uvas e construiu uma torre de guarda. Depois arrendou-a a vinhateiros, e viajou para o estrangeiro. 34Quando chegou o tempo da colheita, o proprietário mandou seus empregados aos vinhateiros para receber seus frutos.
    35Os vinhateiros, porém, agarraram os empregados, espancaram a um, mataram a outro, e ao terceiro apedrejaram. 36O proprietário mandou de novo outros empregados, em maior número do que os primeiros. Mas eles os trataram da mesma forma. 37Finalmente, o proprietário enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’.
    38Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança!’ 39Então agarraram o filho, jogaram-no para fora da vinha e o mataram. 40Pois bem, quando o dono da vinha voltar, que fará com esses vinhateiros?”
    41Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “Com certeza mandará matar de modo violento esses perversos e arrendará a vinha a outros vinhateiros, que lhe entregarão os frutos no tempo certo”.
    42Então Jesus lhes disse: “Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isto foi feito pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?” 43Por isso eu vos digo: o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que produzirá frutos. 45Os sumos sacerdotes e fariseus ouviram as parábolas de Jesus, e compreenderam que estava falando deles. 46Procuraram prendê-lo, mas ficaram com medo das multidões, pois elas consideravam Jesus um profeta.


    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Cuidar da vinha do Senhor


    Bom dia meus irmãos!

    A leitura do Evangelho de hoje é riquíssima! Eu estava me recordando da primeira vez que a li, não entendi nada do que queria dizer. E certa vez num encontro de crisma, tive a oportunidade de estudá-la, e vi o quanto ela é rica. O quanto esta parábola que Jesus contou é sábia. Eu consigo interpretá-la de duas formas, e vou tentar passá-las para vocês.

    No meu primeiro "ver" Jesus compara o dono da plantação (o agricultor) a Deus; então suponhamos que a Deus deixou a plantação de uvas (a Palavra de Deus) para que cuidássemos. Trazendo para o nosso dia-a-dia, é mais ou menos isso. Mas naquela época, a parábola era como se fosse uma profecia. Deus (o agricultor) deixou a plantação para que os lavradores (o povo) cuidasse. Então Deus mandou seus empregados, seus seguidores, e o que povo fez ? Justamente o que é contado na parábola. Não aceitaram nenhum anunciador da Palavra.

    Em seguida, Deus mandou mais empregados. Mas não adiantou. E então o que o "Agricultor" fez? Mandou seu próprio filho: Jesus Cristo. E o povo não aceitou, e O mataram da mesma forma. E Jesus pergunta: E quando o "Dono" voltar? Então eu pergunto a vocês: E quando Jesus voltar a esse mundo, você estará preparado? Quais são os frutos que você produziu ?

    Outra forma de enxergar essa parábola, é comparando a vinha de Deus a nós, o povo de Deus. Esta parábola serviu naquela época para criticar os líderes, que não cuidavam da vinha como deveriam, e matavam os "empregados" que Deus mandava. Jesus então anunciou que a vinha seria retirada das mãos desses líderes e confiada a trabalhadores que sirvam a Deus, e que entreguem os frutos ao Pai.

    No final da leitura até diz que pensaram em prender Jesus naquele dia. Ou seja, a parábola foi tão clara, que eles "vestiram a carapuça" e queriam prendê-lo.

    Então, há várias formas de se ver esta passagem. Vendo as pessoas como a plantação, não devemos achar que a tarefa é encarregada somente aos líderes religiosos. Esta tarefa é encarregada também a nós. Esta vinha de Deus está confiada a todos nós. Será que estamos cuidando desta vinha, amando nosso irmão? Ou simplesmente oprimindo e "matando" aqueles que Deus envia para ajudar?

    Que possamos, pois, refletir ambas as formas de ver esta parábola. Nós devemos ser o Reino de Deus; cuidando bem da colheita dEle.

    Que nosso Pai Celestial derrame infinitas bênçãos sobre todos nós!

    Super abraço!

    Cinthya Cardoso de Araújo
    Leia Mais

    Novo Site!



    NOVIDADE!!!

    O Grupo de Oração Semeador agora tem seu site próprio. Venha conhecê-lo em:



    E não se esqueça de deixar seu recado no livro de visitas!
    Leia Mais

    Evangelho do Dia - Lucas 16,19-31

    — O Senhor esteja conosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor!

    Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: 19“Havia um homem rico, que se vestia com roupas finas e elegantes e fazia festas esplêndidas todos os dias.
    20Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, estava no chão, à porta do rico. 21Ele queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico. E, além disso, vinham os cachorros lamber suas feridas.
    22Quando o pobre morreu, os anjos levaram-no para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi enterrado. 23Na região dos mortos, no meio dos tormentos, o rico levantou os olhos e viu de longe a Abraão, com Lázaro ao seu lado. 24Então gritou: ‘Pai Abraão, tem piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque sofro muito nestas chamas’.
    25Mas Abraão respondeu: ‘Filho, lembra-te de que recebeste teus bens durante a vida e Lázaro, por sua vez, os males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo e tu és atormentado. 26E, além disso, há grande abismo entre nós: por mais que alguém desejasse, não poderia passar daqui para junto de vós, e nem os daí poderiam atravessar até nós’.
    27O rico insistiu: ‘Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa de meu pai, 28porque eu tenho cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não venham também eles para este lugar de tormento’. 29Mas Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os profetas, que os escutem!’
    30O rico insistiu: ‘Não, Pai Abraão, mas se um dos mortos for até eles, certamente vão se converter’. 31Mas Abraão lhe disse: ‘Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, eles não acreditarão, mesmo que alguém ressuscite dos mortos”’.


    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Adultério Espiritual




    Muito bom dia, meus amigos!

    Que a graça e a paz, frutos do amor de Deus, possam preencher o coração de todos nós e que nossos passos sejam sempre guiados pelas luzes do Espírito Santo!

    Sempre encarei essa passagem de hoje como uma confirmação sobre algo que muitas vezes intriga muito várias pessoas que se apegam a inúmeras vertentes de experiências místicas, que julgam ser sua "religiosidade" individual, não se apegando a nada, muitas vezes por não se deixarem abrir seus corações para a ação do Espírito Santo em nossas vidas.

    Pessoas que são abertas à magia, simpatias, agouros, zodíacos, evocação de mortos e tantos outras coisas que por si só negam a autoridade onipotente de Deus, uma vez que Seu poder deixa de ser onipotente. É algo como se "disputasse" com o "poder" de tais coisas.

    A palavra do Senhor é específica e clara, quando diz no livro do Deuteronômio (18,9-14) que o Senhor, nosso Deus, abomina pessoas que se dão à prática de passar filhos pelo fogo, adivinhação, astrologia, agouros, feiticismo, magia, espiritismo, invocação dos mortos.

    Hoje, através de uma parábola, Jesus vem reforçar esse direcionamento que acabamos de ler, do antigo testamento. Ele conta a história de um homem rico e do pobre Lázaro. Ambos morrem, um vai para o céu e o outro para o inferno. O rico, ao descobrir o profundo sofrimento que é estar naquele lugar, pede que Lázaro seja autorizado de ir até lá refrescar a sede do rico, o que não foi autorizado. Então o rico lembra de seus queridos e pede que Lázaro seja permitido, ao menos, de ir até os familiares do rico alertá-los para que se convertessem, ou teriam o mesmo fim trágico, o que também não foi permitido.

    A justificativa é que os que ainda estão vivos têm as sagradas escrituras para servirem de guia, luz para seus caminhos.

    A nossa reflexão de hoje deve nos levar a repensar muitos de nossos pensamentos acerca de coisas místicas, se é que ainda temos alguma dúvida acerca de que tais coisas realmente desagradam o coração do Pai. Bem sabemos que o Senhor não divide sua glória, muito menos com espíritos que dizem ser curadores, com passes mágicos com plantas (galhinhos de arruda, por exemplo), com rituais de magia (seja branca, negra ou mesmo simpatias populares).

    Devemos unicamente do Senhor e somente a Ele prestar culto ou fazer invocação. Devemos ser fiéis, como Ele é fiel. É necessário parar com essa prostituição espiritual! Sim, muitas pessoas agem como se vivessem uma espécie de adultério espiritual, traindo o amor e fidelidade do Senhor e se apegando a qualquer coisa que se diga espiritual! Chega de leviandade! Até quando procurar por paz, por verdadeiro amor, por felicidade se a essência dessa fonte é o amor e bem sabemos que o amor em sua essência é o próprio Senhor, nosso Deus?

    Convido você a refletir se você tem sido adúltero e infiel com o Senhor.

    Que as luzes do Espírito Santo nos guie em nossa reflexão.

    Grande abraço fraternal,



    Márcio Gomes Pacheco
    Leia Mais

    Evangelho do Dia - Mateus 20,17-28

    — O Senhor esteja conosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor.

    Naquele tempo, 17enquanto Jesus subia para Jerusalém, ele tomou os doze discípulos à parte e, durante a caminhada, disse-lhes: 18“Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos sumos sacerdotes e aos mestres da Lei. Eles o condenarão à morte, 19e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, para flagelá-lo e crucificá-lo. Mas no terceiro dia ressuscitará”.
    20A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: “Que queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”. 22Jesus, então, respondeu-lhe: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.
    24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos.25Jesus, porém, chamou-os, e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo.28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.


    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Deus Não é um Controle Remoto!




    Muito bom dia, meus amigos!

    Que o Senhor possa conceder uma chuva de graças sobre a vida de cada um de vocês!

    Essa passagem de hoje é muito rica, concordam?

    Primeiro Jesus partilha com seus amados todas as dificuldades pelas quais deveria passar para manifestar a glória de Deus. Em seguida, observamos uma mãe que se prostra na presença de Jesus para lhe fazer um pedido um tanto egoísta. Por final, Jesus aproveita esse momento de tentação da mãe dos filhos de Zebedeu para ensinar uma grande lição sobre a humildade e a servidão.

    Gostaria de focalizar nossa reflexão um pouco mais nesse momento em que uma mãe se coloca na presença do Mestre para expressar os desejos de seu coração de genitora....

    Há muitas pessoas que imaginam que o simples fato de nos prostrarmos diante do Senhor e fazermos nossos pedidos eles já serão atendidos. Não foi o que aconteceu nessa passagem de hoje. E olha que a intenção daquela mulher era muuuuuito boa! Que intenção poderia ser melhor do que ter os filhos ao lado de Jesus? A questão é que o pedido dessa mulher não é algo simplesmente inclusivo. Na realidade, é completamente excludente!

    Pensemos bem: para grande parte dos judeus, a espera do messias era muito mais voltado para questões políticas que para espirituais. Se eles estavam caminhando para Jerusalém, a capital política, certamente era chegado o momento da tomada do poder e entronização de um novo rei que traria a liberdade política, tão sonhada em relação ao domínio romano na região.

    E o que aquela mulher pede? Uma vez entronizado, que Jesus "ordenasse" que seus filhos fossem as pessoas que teriam a honra de se sentarem ao lado de Jesus.

    Vocês conseguem perceber o quanto esse pedido é egoísta? O quanto ele é excludente?

    A questão é que isso continua acontecendo em nossos dias. Quantas pessoas se ajoelham, se prostram diante do Senhor, para fazerem pedidos os mais absurdos possíveis!

    Lembro-me de um fato interessante, acontecido recentemente. No dia da apuração dos votos das escolas de samba de São Paulo, acabei vendo uma cena que me deixou um tanto intrigado: uma mulher de comissão executiva de alguma escola estava se remoendo com o terço nas mãos, com uma cara de quem estava "orando fortemente", certamente pedindo que sua escola ganhasse em detrimento das outras. Agora o que mais achei interessante é que ela demonstrava tanto sofrimento naquela oração, tanta "concentração e fé", pedindo por algo que de maneira alguma iria mudar, uma vez que os votos já tinham sido dados nos dias dos desfiles. Não tinha porque sofrer tanto e nem se mergulhar em orações infindáveis, já que nada poderia ser mudado e, sinceramente, não acredito que Deus iria intervir numa situação daquela, tomando partido por um grupo em detrimento de outros, ainda mais em uma festa em que as tentações correm soltas, levando inúmeros de seus filhos a quedas espirituais profundas.

    Será que em nossas vidas não fazemos a mesma coisa? Será que não acabamos querendo transformar Deus em um controle remoto espiritual para atender nossos caprichos individuais?

    Não acredito em nenhuma espiritualidade que busque apenas fins egoístas, individuais. Nossa religião deve sempre buscar o bem do próximo e é justamente essa explicação que Jesus dá para seus discípulos no final do evangelho:

    "Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos"

    Deixo as palavras do Mestre ecoando em nossas mentes, para que possamos continuar refletindo essa passagem de hoje em nosso dia.

    Deus nos abençoe cada vez mais, nos dê humildade e discernimento!

    Grande abraço fraternal,




    Márcio Gomes Pacheco
    Leia Mais

    Evangelho do Dia - Mateus 23,1-12

    — O Senhor esteja conosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor!

    Naquele tempo, 1Jesus falou às multidões e aos seus discípulos e lhes disse: 2“Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés. 3Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem. Mas não imiteis suas ações! Pois eles falam e não praticam. 4Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com um dedo.
    5Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros. Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura, na testa e nos braços, e põem na roupa longas franjas.
    6Gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas.7Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de Mestre.8Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos. 9Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus. 10Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é vosso Guia, Cristo. 11Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. 12Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado”.



    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
    Leia Mais

    Postagens mais visitadas

    Ouça a Rádio Canção Nova



    Seguidores

     

    Sobre A Boa Semente!

    A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

    Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

    Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

    Deus te abençoe sempre!

    Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN