Ocorreu um erro neste gadget

Misericórdia




Bom dia, queridos amigos!

Irmãos, amados em Cristo Jesus, que as bençãos do Pai e o amor de Maria estejam hoje presentes na nossa vida.

Como é bom estarmos aqui nesta segunda, dia de mais uma reflexão que nos leva ao amor de Jesus. Dia em que podemos dividir nossos pensamentos com todos os irmãos que buscam as palavras santas do Senhor.

A passagem bíblica desse dia é simplesmente profunda e maravilhosa, porque ela contem um dos atos mais cheios de amor que Jesus pratica conosco, que é o de ser misericordioso, de ser cheio de compaixão para com nossas fraquezas.

Quando aquela mulher foi pega em adultério, ela deve ter se sentido a pior pessoa da face da terra. Irmãos, Maria Madalena se sentiu envergonhada, julgada, maltratada, crucificada por aquela situação de pecado.

Ela pagou um preço alto por estar naquela vida: as injúrias sofridas. Amados, quando somos feridos na alma, a dor é muito mais grave, dolorida e prolongada do que muitas das dores físicas. Algumas vezes as dores
interiores destroem até mesmo nosso gosto pelo dom da vida.

Assim, Maria Madalena se sentiu por tamanho ultraje sofrido. Mas nisto reside o estado de graça. Aquela mulher encontrou no nosso Jesus o que nunca havia encontrado em ninguém, o amor misericordioso, que não condena, que não aponta defeitos, mas que simplesmente ama, independente do que a pessoa faça. Ama-a por ser ela filha de Deus.

Jesus expressou naquele momento o amor constante dEle que vive a nos vigiar nos dias maus desse mundo. Quantos de nós nos sentimos meio que Maria Madalena a vagar pela vida, sem ter como se apoiar, sem se sentir digno, e muito menos amado por Nosso Deus e Senhor? Quantos de nós carregamos fardos e mais fardos pesados por nossas culpas e condenações humanas?

Queridos do Pai, hoje somos convidados a largar todos os nossos pesos e descançarmos no colo da misericórdia viva de Jesus Cristo, o Rei e Senhor Nosso. Somos convidados a viver o amor na graça. Precisamos a Ele tudo entregar e não mais andarmos em caminhos tortuosos. Não olhemos para os olhares do mundo que nos condenam, mas observemos a direção que Jesus aponta como a certa para nossas vidas.

Confiemos no Pai e Ele fará o que nos é preciso. Assim como Maria Madalena, voltemos para Jesus e não cometamos os mesmos erros. Hajamos com a graça da misericórdia que o Senhor nos dá, e deixemo-nos amar pela compaixão provinda do Nosso Senhor.

Por outro lado o Senhor vem também nos ensinar nesse evangelho a não praticarmos o julgamento, conforme as pessoas fizeram com aquela mulher. Pratiquemos a mesma atitude que o Senhor teve, a postura de um
filho iluminado do alto, a de perdoar e reconhecer o coração arrependido e que realmente se volta pra Deus.

Queridos, não somos nós quem devemos condenar. Se nem Deus condena, quem somos nós? Jesus também nos chama a exercer os atos lindos de misericórdia e amor que Ele nos ensina. A olharmos para o nosso próximo com compaixão e orar por ele, entregá-lo para Deus constantemente e pedir as graças do alto para as pessoas que à nossa volta estão.

Por isso, peçamos ao Senhor que saibamos ser a imagem e semelhança do Pai, não somente fisicamente, mas de atitudes e coração, para sermos luz onde há trevas, sermos sal que dá o tempero e o sabor agradável na vida no irmão.

Amém...



Klênia e Marcos.

0 Comentário(s). Clique aqui!:

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN