Ocorreu um erro neste gadget

Evangelho deste domingo: Marcos 13, 33-37

— O Senhor esteja conosco!
— Ele está no meio de nós!
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 33Cuidado! Ficai atentos, porque não sabeis quando chegará o momento. 34É como um homem que, ao partir para o estrangeiro, deixou sua casa sob a responsabilidade de seus empregados, distribuindo a cada um sua tarefa. E mandou o porteiro ficar vigiando.
35Vigiai, portanto, porque não sabeis quando o dono da casa vem: à tarde, à meia-noite, de madrugada ou ao amanhecer. 36Para que não suceda que, vindo de repente, ele vos encontre dormindo. 37O que vos digo, digo a todos: Vigiai!”

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

"Vigiai!"


Bom dia, amigos!

Você sabia? Hoje é o primeiro domingo do Advento, iniciando-se um novo Ano Litúrgico! É tempo de preparação para o Natal... Que a cada manhã preparemos os nossos corações para receber o Menino Jesus e sermos Sua morada!

Bom, a passagem do Evangelho de hoje é semelhante à de ontem. O Senhor nos pede que estejamos sempre alertas, pois não sabemos quando será o momento de estarmos frente a frente com Jesus. E nesse momento mostraremos nossas mãos com os frutos das nossas atitudes. Será que teremos muitos frutos de amor, de perdão, de ajuda mútua, de carinho, de oração? Ou será que nossas mãos estarão cheias de frutos de egoísmo, de comodismo, de preguiça espiritual? O que teremos a apresentar a Jesus?

O Evangelho nos fala de um homem que partiu para o estrangeiro e deixou a casa sob a responsabilidade dos empregados, distribuindo a cada um uma tarefa. Assim também é a relação do cristão com Jesus. Ele partiu deste mundo e nos deixou a missão de cuidarmos uns dos outros, de nos amar, de cuidarmos do que Ele deixou. Cada um de nós tem uma tarefa, uma missão. Será que estamos cumprindo as nossas tarefas de maneira satisfatória? Será que não estamos "dormindo no ponto"?

Precisamos estar sempre em oração, vigiando contra o pecado, atentos à missão, para que o Senhor Jesus não nos encontre dormindo, de mãos vazias...

E não se esqueça das cinco pedrinhas: jejum, rosário, Eucaristia, confissão, Palavra de Deus! Essas armas são fundamentais para um bom servo de Deus e devem estar aliadas à oração pessoal, que nos faz estar a cada dia mais íntimos do Espírito Santo.

Hoje é um dia que marca um reinício, um novo ano na nossa Igreja... Que façamos desse dia também um marco de mudança de vida e reinício, para que estejamos mais vigilantes, mais praticantes do Evangelho e não meros leitores ou ouvintes... para que as nossas mãos estejam cada dia mais cheias dos frutos do Espírito Santo, esperando o retorno do Salvador.

A graça celeste desça sobre cada um de nós!

Anaíle Flores de Paula
Leia Mais

Vamos ler?! Lucas 21, 34-36

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lu­cas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 34“Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra.
36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar a tudo o que deve acontecer e para ficardes de pé diante do Filho do Homem”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

"Orai a todo momento"


Olá, irmãos!

No Evangelho deste sábado Jesus nos traz uma advertência. E, como se diz popularmente, quem "avisa" ou adverte, amigo é... não é verdade? Portanto, prestemos bastante atenção no que Jesus quer nos falar neste dia!

O capítulo 21 do Evangelho de São Lucas é quase todo dedicado às advertências do fim dos tempos. Já temos lido e falado sobre isso há alguns dias, não é? E nos versículos 34-36 o Senhor nos diz especificamente que tomemos cuidado com a insensibilidade.

Queridos, na minha opinião a insensibilidade é uma das piores armadilhas contra o cristão, porque o cristão insensível não consegue amar as pessoas, não consegue ter visão espiritual, não consegue ter ouvidos espirituais para ouvir a voz de Deus. E hoje somos chamados a nos acautelar em relação à insensibilidade causada pela gula, pela embriaguez, pelas preocupações exageradas... porque enquanto perdemos tempo com essas coisas inúteis, deixamos de cuidar da nossa vida espiritual.

E quantas coisas acontecem para que descuidemos de nossas vidas espirituais. O "encardido" faz de tudo para desviar a nossa atenção; o pecado, os exageros, as futilidades, os vícios e tantas outras coisas são usadas para que desviemos o nosso olhar do céu.

Por isso, é fundamental que vigiemos, que estejamos em oração constante. O pecado entra de mansinho na vida da gente, vai nos fazendo achar que tudo é normal e vai nos deixando insensíveis! As nossas armas contra isso são a oração pessoal, o rosário, o jejum, a Eucaristia, a confissão, a Palavra de Deus. Tolos somos nós se não as usamos!

Precisamos estar atentos, para que não sejamos pegos de surpresa. Não sabemos o dia nem a hora em que prestaremos contas, portanto, devemos estar preparados a cada instante. Por exemplo, neste exato momento, você estaria preparado para se encontrar com o Rei Jesus e estar "de pé diante do Filho do Homem"?

Resumindo tudo: Jesus nos pede que oremos, oremos, oremos sem cessar... A luta contra o pecado deve ser diária, vigiando constantemente. E quando cairmos, que nos levantemos bem depressa e retomemos o caminho da luz.

Fixemos os nossos olhos em Jesus!

Anaíle Flôres de Paula
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 21,29-33

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lu­cas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29Jesus contou-lhes uma parábola: “Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto. 32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Céus e Terra Passarão...

  
Muito bom dia, meus amigos!
  
Sexta-feira é sempre muuuuito especial para mim... dia de retorno a muita coisa especial ao meu coração e que me faz feliz... retorno à minha noiva, à minha família, ao meu grupo de oração, aos meus amigos... é realmente um dia muito feliz para mim, que aguardo muito durante toda a semana e, por causa disso, também faz com que ele demore a passar...
  
Louvo a Deus por hoje ser sexta-feira novamente! Ainda há pouco fiz um poema no meu blog pessoal, em que falo sobre como espero viver esse dia de hoje... aconselho todos a lerem...
  
Para quem caiu de pára-quedas na reflexão do Evangelho de hoje, certamente ficará meio perdido. É necessário compreendermos o contexto em que está inserido... Durante a semana toda Jesus veio falando sobre certos sinais que preceder a segunda volta de Jesus, o momento do julgamento final...
  
Muitas profecias são feitas, sinais que aparecerão na terra, nos céus, em todos os lugares e que o Senhor afirma que "o céu e a terra passarão, mas as suas palavras não hão de passar."
   
Já perceberam que as palavras da Bíblia são sempre muito atuais? As correções feitas, os direcionamentos, aconselhamentos... e sabem o porquê? Desde os primórdios as raízes que afastam o homem de Deus e que, também, o aproxima sempre estão resumidas entre o egoísmo e o amor, entre nossa capacidade de pensarmos em nós, unicamente, ou de lutarmos pelo coletivo, pelo amor...
  
Você é sujeito de sua vida. Só você pode viver a sua vida por você mesmo! E todos os atos que você escolher praticar, viver e experimentar vão voltar para você! Se são atos repletos de amor, indubitavelmente o amor retornará a você refletido nas pessoas... Precisa dizer que o mesmo acontecerá se seus atos também não forem regidos pelo amor?
  
Toda pregação de Jesus está resumida em amar a Deus sobre todas as coisas e aos próximo como a nós mesmos... e suas palavras nunca passarão!
  
Pra que esperar pelo amanhã, então? Pra que esperar que algo de ruim aconteça à sua vida, que a dor venha te visitar, como acontece com tantas pessoas que só resolvem buscar, de maneira sincera, a Deus depois de perder alguém ou algo realmente valioso em suas vidas!
  
Abaixo existe um dos maiores manuais sobre a criação de laços entre as pessoas. Acho que todas as pessoas deveriam ler O PEQUENO PRÍNCIPE, de Antoine de Saint-Exuperry... Comecemos por aí... criando laços, verdadeiros e sinceros laços de amor entre os irmãos.
  
Um grande abraço a todos meus amigos-irmãos que muito têm me ajudado a ser uma pessoa melhor, por me ajudarem a me descobrir melhor longe do meu espelho, na pessoa do próximo...
  
Que o Espírito Santo conduza, verdadeiramente, nossos passos na busca sincera de criação de laços...
  
  
Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

A Raposa e o Príncipe...



E foi então que apareceu a raposa:

- Boa dia, disse a raposa.

- Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.

- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira...

- Quem és tu? perguntou o principezinho. Tu és bem bonita...

- Sou uma raposa, disse a raposa.

- Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste...

- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. não me cativaram ainda.

- Ah! desculpa, disse o principezinho.

Após uma reflexão, acrescentou:

- Que quer dizer "cativar"?

- Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?

- Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer "cativar"?

- Os homens, disse a raposa, têm fuzis e caçam. É bem incômodo! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que fazem. Tu procuras galinhas?

- Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer "cativar"?

- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços..."

- Criar laços?

- Exatamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...

__Começo a compreender, disse o principezinho... Existe uma flor... eu creio que ela me cativou...

__É possível, disse a raposa. Vê-se tanta coisa na Terra...

__Oh!não foi na Terra, disse o principezinho.

A raposa pareceu intrigada:

__Num outro planeta?

__Sim.

__Há caçadores nesse planeta?

__Não.

__Que bom. E galinhas?

__Também não.

__Nada é perfeito, suspirou a raposa.

Mas a raposa voltou à sua idéia:

__Minha vida é monótona. Eu caço galinhas e os homens me caçam. Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem também. E por isso me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo...

A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:

__Por favor... cativa-me! disse ela.

__Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.

__ A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!

__Que é preciso fazer? Perguntou o principezinho.

__É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei para o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, te sentarás mais perto... 

No dia seguinte o principezinho voltou.

__Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade!

(...)

Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:

- Ah! Eu vou chorar.
 
- A culpa é tua, disse o principezinho, eu não queria te fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse...
 
- Quis, disse a raposa.
 
- Mas tu vais chorar! disse o principezinho.
 
- Vou, disse a raposa.
 
- Então, não sais lucrando nada!
 
- Eu lucro, disse a raposa, por causa da cor do trigo.

Depois ela acrescentou:

- Vai rever as rosas. Tu compreenderás que a tua é a única no mundo. Tu voltarás para me dizer adeus, e eu te farei presente de um segredo.

Foi o principezinho rever as rosas:

- Vós não sois absolutamente iguais à minha rosa, vós não sois nada ainda. Ninguém ainda vos cativou, nem cativastes a ninguém. Sois como era a minha raposa. Era uma raposa igual a cem mil outras. Mas eu fiz dela um amigo. Ela á agora única no mundo.

E as rosas estavam desapontadas.

- Sois belas, mas vazias, disse ele ainda. Não se pode morrer por vós. Minha rosa, sem dúvida um transeunte qualquer pensaria que se parece convosco. Ela sozinha é, porém, mais importante que vós todas, pois foi a ela que eu reguei. Foi a ela que pus sob a redoma. Foi a ela que abriguei com o pára-vento. Foi dela que eu matei as larvas (exceto duas ou três por causa das borboletas). Foi a ela que eu escutei queixar-se ou gabar-se, ou mesmo calar-se algumas vezes. É a minha rosa.

E voltou, então, à raposa:

- Adeus, disse ele...

- Adeus, disse a raposa. Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.

- O essencial é invisível para os olhos, repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

- Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante.

- Foi o tempo que eu perdi com a minha rosa... repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

- Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa...

- Eu sou responsável pela minha rosa... repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

           
Antoine de Saint-Exupéry
em O Pequeno Príncipe.
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 21,20-28

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 20“Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, ficai sabendo que a sua destruição está próxima. 21Então, os que estiverem na Judéia, devem fugir para as montanhas; os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se; os que estiverem no campo, não entrem na cidade. 22Pois esses dias são de vingança, para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras. 23Infelizes das mulheres grávidas e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias, pois haverá uma grande calamidade na terra e ira contra este povo. 24Serão mortos pela espada e levados presos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete.
  
25Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. 27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”.
 
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Preparemo-nos para a Segunda Vinda do Senhor

  
"Mas o Senhor virá!
Ele não tardará
Que eu seja santo!
Santo!
Santo!
Pois Ele é Santo!
Santo!
Santo!
Que a santidade da minha vida
Apresse o Senhor e Ele logo virá!"
   
  
Muito bom dia, meus amigos! Certamente o Senhor virá, não resta sombra de dúvidas. Ele cumpre todas as promessas que fez e Ele prometeu que não devemos ter medo ou entrar em pânico quando começarmos a ver sinais catastróficos pelo mundo afora, pois é sinal de que sua vinda está próxima!
  
Na realidade, se estamos de consciência limpa, se sabemos bem que estamos fazendo nossa parte, lutando diariamente contra o pecado e nos engajando na edificação de um mundo melhor para aqueles que são rejeitados, esquecidos, excluídos, devemos sentir alegria, pois o Senhor está próximo!
  
Porém, se nossa vida não tem sido de testemunho, é necessário repensarmos muito sobre isso. Se temos vivido constantemente no egoísmo de nosso universo individual, temos que entender que ninguém é feliz sozinho, que ninguém conquista o céu numa batalha individual. Fomos criados para o coletivismo, para a ajuda mútua. Ao mesmo tempo que temos que nos engajar na construção de um mundo melhor para os que são nossos próximos, também não podemos viver a pretensão de imaginar que somos SUPER HOMENS ou MULHERES MARAVILHAS. Precisamos, sim, de ajuda e não podemos deixar que o nosso orgulho, a nossa vaidade, nos impeçam de reconhecer isso.
   
É necessário, então, desenvolvermos comunidades de amor fraterno que atinjam, não só as pessoas pertencentes a elas, como também todos os que precisarem de ajuda, seja ela material ou espiritual.
  
O que você tem feito para fazer isso uma realidade?
  
O que você tem feito para se preparar para a volta do Senhor?
  
Que a sua reflexão seja sincera e que seu coração dê respostas concretas a tais perguntas.
  
Que o Senhor te abençoe enormemente nesse dia e quase início de final de semana!
  
Grande abraço fraternal,
  
  
 Marcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 21,12-19

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. 14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. 17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!”

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Fé inabalável


  
Bom dia meus amigos!
  
Quero aproveitar pra me desculpar, pois estava com problemas no pc, por isso não fiz a reflexão na quarta-feira passada.
   
Mas voltando ao Evangelho do dia, Jesus nos deixa claro que é preciso termos fé. Muitas coisas nos acontecerão, e é preciso que tenhamos uma fé inabalável. Todos os dias passamos por isso que Jesus cita no Evangelho. E muitos de nós desistem, "abandonam o barco".
  
Deus quer que confiemos plenamente nossa vida a Ele, sem nos preocuparmos em ficar planejando antecipadamente nossa defesa quando formos caluniados ou perseguidos, como é citado. Lembremos que em outra passagem bíblica, no Sermão da Montanha, o próprio Jesus nos diz que quando isso acontecer, por causa do seu nome, deveremos sempre ficar felizes, pois estamos no caminho certo, somos "bem aventurados"!
  
Será que temos confiado nossa vida no Senhor?
  
Sempre estamos procupados com o amanhã, mas o amanhã só pertence a Deus. Isso não significa que somos meros fantoches nas mãos dEle. Ele próprio nos deu o livre arbítrio para termos a liberdade de fazermos o que bem entendermos e quisermos! Porém, devemos ter sempre em mente que tudo aquilo que fizermos trará consequências para nossas vidas, sejam elas boas ou ruins.
  
Como pessoas que acreditam e confiam no amor protetor de Jesus, é necessário confiarmos sempre nossas vidas a Ele. Precisamos sempre pedir que Ele nos envie seu Espírito Santo para que nossos passos sejam sempre guiados para fazermos o bem. Basta que tenhamos fé. E nada de mal acontecerá.
   

"18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!”
   
Será que estamos sendo firmes na nossa batalha espiritual? Existem em nossas vidas muitas batalhas espirituais, que devemos ser fortes para superar. Deus não deixaria que nada de mal aconteça a nós, desde que sejamos fiéis a Ele, e tenhamos fé.
   
A perseverança nas tribulações , suportadas em nome de Jesus, e a busca de sempre fazer atos gerados pelo amor é o caminho para a vida plena, vida eterna. Sejamos, pois, fortes e perseverantes na fé. Confiemos sempre em Deus.
   
Grande abraço
  
A paz de Jesus...
   
 

Cinthya Cardoso de Araújo
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 21,5-11

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 5algumas pessoas comentavam a respeito do Templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas. Jesus disse: 6“Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído”. 7Mas eles perguntaram: “Mestre, quando acontecerá isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer?”
8Jesus respondeu: “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ E ainda: ‘O tempo está próximo’. Não sigais essa gente! 9Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim”.
10E Jesus continuou: “Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. 11Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

"Quando se Dará o Fim dos Tempos?"

  
Muito bom dia, meus amigos!
  
Dias atrás fui contratar a decoradora para o meu casamento. Conheci uma pessoa de muita fé e ela acabou deixando uma lição valiosa: sempre que ela inicia seu dia, dá uma saudação bem calorosa e pergunta "o que vamos fazer hoje, Espírito Santo?"
  
Você já saudou Jesus, Maria e o Espírito Santo hoje? Se não, sempre há tempo para se fazer isso... Convide-os a participarem das coisas de sua vida, não os deixe de fora de nada e experimentará a maravilha de viver o céu aqui na terra...
  
Sobre o Evangelho de hoje, é muito interessante como a indagação sobre o fim dos tempos é sempre atual. Há várias passagens bíblicas em que as pessoas indagavam Jesus sobre sinais que mostrariam a proximidade do julgamento final.
  
A impressão que dá e que as pessoas querem ter tais sinais para viverem à vontade enquanto não é chegado o momento final e, só no último instante, darem uma "organizadinha" nas pendências de suas vidas. Um tanto estranho, não acham? Muito cômodo!
  
  Se tem uma coisa que CRISTÃO DE VERDADE não é é ser cômodo. Ele fica incomodado com tudo o que está errado, fora do lugar. Cristão de verdade é chato! É pessoa de oração e busca sempre estar em contato com Jesus para poder escutar dEle mesmo os direcionamentos para o seu dia a dia.
  
Então, o que posso dizer são as já conhecidas palavras de Jesus, ditas no Getsemani: "É preciso vigiar e orar"!
  
Você tem vigiado seus atos? Você tem orado?
  
Vale salientar que toda oração pessoal é alimento do espírito. Porém, nossa vida cristã não pode parar em nossa oração pessoal. No Evangelho de domingo passado vimos muito bem que muitos que se julgam estar entre as ovelhas escolhidas para viverem a eternidade celestial infelizmente se acharão entre os que estarão no grupo dos excluídos. De nada vai adiantar um dia ter expulsado demônios, ter realizado libertações, curas, pregado o Evangelho se nossa vida atual não condiz nenhum pouco com esses atos que parecem ter ficado num passado distante.
  
É preciso orar e vigiar sempre! Não é necessário saber quando se dará o fim dos tempos, precisamos estar preparados sempre!
  
Reflitemos bem sobre isso em nosso dia.
  
Grande abraço fraternal,
  
  
Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 21,1-4

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do Templo. 2Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. 3Diante disso, ele disse: “Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. 4Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Evangelho deste domingo: MATEUS 25, 31-46

— O Senhor esteja conosco!
— Ele está no meio de nós!
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 31“Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso.
32Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda.
34Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! 35Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; 36eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar’.
37Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? 38Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? 39Quando foi que te vimos doente ou preso e fomos te visitar?’
40Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!’
41Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. 42Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; 43eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não me fostes visitar’.
44E responderão também eles: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos?’
45Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo: todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes!’
46Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Julgamento...


Bom dia, irmãos!

Hoje celebramos a Festa do Cristo Rei, ou seja, a Igreja nos convida a celebrar Jesus Cristo como Rei do Universo e das nossas vidas!

O Evangelho deste domingo nos traz algo sobre o qual geralmente não gostamos muito de falar ou pensar: o julgamento final. Muitos têm medo, talvez por ser algo desconhecido, outros preferem ignorar, não dando importância a esta passagem bíblica.

No entanto, não podemos simplesmente ignorar o assunto. O julgamento final não deve ser visto como algo aterrorizante; não devemos fazer as coisas por medo do julgamento de Deus, por medo de não ir para o céu. Devemos sim agir sempre impulsionados pelo AMOR! E é isso que Jesus nos ensina em todos os momentos no Novo Testamento.

Na passagem de hoje não é diferente. Jesus ensina que aqueles que amam sem medidas, matando a fome e a sede das pessoas, partilhando roupas com quem não as tem, acolhendo irmãos que necessitam de apoio... certamente herdarão o reino dos céus e serão salvos. Tudo isso nada mais é que expressão de amor. E não se está falando apenas de amar aqueles que estão bem próximo, como os amigos, os pais, o(a) namorado(a), os familiares... mas sim de amar indistintamente e sem medidas, enxergando em cada ser humano a presença de Jesus!

Cada gesto de amor, cada atitude que tomamos de fazer o bem a uma pessoa, é a Jesus que estamos fazendo. E quantas são as oportunidades que Deus nos dá de fazer o bem (eu já até falei isso em outra oportunidade aqui no blog). Se você ainda não as enxerga, você precisa pedir ao Espírito Santo para que cure a sua cegueira espiritual! Só não enxerga quem não vê com os olhos espirituais, os olhos do coração...

Assim, a salvação é a consequência. É a grande graça que Deus nos concede diante de tanto amor que dispensamos aos irmãos e, portanto, a Ele próprio.

Agora, se enxergamos nossas oportunidades de amar e mesmo assim decidimos não fazer nada, ficar de braços cruzados ou até prejudicar ao invés de ajudar, então devemos saber que isso também gerará uma consequência, que é a morte eterna. Pois se fazemos o mal, se deixamos de ajudar e amar, é a Deus que negamos!

Portanto, irmãos, o Evangelho de hoje nos fala de escolha. Nós escolhemos amar as pessoas e agradar a Deus ou não, e então colhemos os frutos e consequências dessa escolha... Mas o mais bonito de tudo isso é que, se erramos, o Senhor ainda nos dá a chance de nos arrepender e receber a graça do perdão de Deus, através do sacramento da Confissão, mergulhando na Sua misericórdia infinita.

Desejo de coração que Jesus nos ajude a enxergar todas as nossas oportunidades de amar e fazer sempre a escolha certa! O nosso lugar é o CÉU e o Rei Jesus deseja ardentemente que nos encontremos lá e participemos eternamente do Seu reino de amor! Só depende de nós!!!

Anaíle Flôres de Paula
Leia Mais

Evangelho deste dia: LUCAS 20, 27-40

— O Senhor esteja conosco.
Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27aproximaram-se de Jesus alguns saduceus, que negam a ressurreição, 28e lhe perguntaram: “Mestre, Moisés deixou-nos escrito: se alguém tiver um irmão casado e este morrer sem filhos, deve casar-se com a viúva a fim de garantir a descendência para o seu irmão. 29Ora, havia sete irmãos. O primeiro casou e morreu, sem deixar filhos. 30Também o segundo 31e o terceiro se casaram com a viúva. E assim os sete: todos morreram sem deixar filhos. 32Por fim, morreu também a mulher. 33Na ressurreição, ela será esposa de quem? Todos os sete estiveram casados com ela”. 34Jesus respondeu aos saduceus: “Nesta vida, os homens e as mulheres casam-se, 35mas os que forem julgados dignos da ressurreição dos mortos e de participar da vida futura, nem eles se casam nem elas se dão em casamento; 36e já não poderão morrer, pois serão iguais aos anjos, serão filhos de Deus, porque ressuscitaram. 37Que os mortos ressuscitam, Moisés também o indicou na passagem da sarça, quando chama o Senhor ‘o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó’. 38Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos, pois todos vivem para ele”. 39Alguns doutores da Lei disseram a Jesus: “Mestre, tu falaste muito bem”. 40E ninguém mais tinha coragem de perguntar coisa alguma a Jesus.
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Os ressucitados serão como anjos...


Bom dia, amados!


Hoje é um dia especial para todos os músicos; hoje é o dia de Santa Cecília, nossa padroeira. Partilho com vocês a minha admiração por esta Virgem, que foi prometida em casamento a um jovem e na noite de núpcias disse a ele que sua santidade estava consagrada a Deus e guardada por um anjo. O noivo a respeitou na ocasião, mas disse que acreditaria se visse o anjo. Mais tarde ele o viu e a virgindade de Santa Cecília foi resguardada até o fim, tendo ela morrido com um corte de espada em suas cordas vocais, por causa de sua fé. Roguemos que ela proteja nossos dons e interceda para que estejamos sempre firmes no louvor a Deus!


E agora vamos refletir sobre a passagem do Evangelho de hoje! Os saduceus não aceitavam a ressurreição e a vida eterna, pregadas por Jesus e começaram a indagá-lo sobre escritos da Lei dos judeus, especificamente ensinamentos de Moisés. Perguntaram: se uma mulher, ao ficar viúva, se casasse novamente, a qual dos maridos ela pertenceria na sua ressurreição?


Jesus então ensinou a eles e nos ensina neste momento que os filhos de Deus que merecem e recebem a graça da ressurreição dos mortos vivem eternamente como anjos, não existindo laços como o do casamento. Portanto, não há que se preocupar em saber quem será de quem, todos serão iguais, filhos de Deus, ressucitados dos mortos e agraciados com a eternidade.


E Jesus continua ensinando que o nosso Deus Javé é o Deus dos vivos, não dos mortos, por isso existe a grande graça da ressurreição. Ele quer que todos sejam salvos, todos tenham a vida eterna. No entanto, nós somos livres para fazermos as nossas escolhas! Ele não nos impõe nada, nós é que escolhemos seguir os Seus ensinamentos e buscar o céu ou não.


Você já pensou na maravilha do céu? O céu é o grande objetivo de todo cristão! De tudo que fazemos nas nossas vidas, irmãos, não devemos esperar nenhuma recompensa terrena. Porque aqueles que seguem a Jesus e dão testemunho do Seu amor encontram muitas dificuldades, perseguições, obstáculos; mas sabem que a grande graça que os espera é a ressurreição, assim como aconteceu com Cristo.


Clamemos o Espírito Santo para nos guiar em cada passo rumo à morada eterna!


Anaíle Flores
Leia Mais

Evangelho do Dia - Mateus 12,46-50

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele.
  
47Alguém disse a Jesus: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo”. 48Jesus perguntou àquele que tinha falado: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 49E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: “Eis minha mãe e meus irmãos. 50Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Irmãos de Jesus

Muito bom dia, meus amigos!

"Senhor, quero te agradecer, hoje, pelas pequenas coisas que me cercam e acontecem e que muitas vezes passam despercebidas, envolvidas pela correria diária... Obrigado pelo ar que respiro; obrigado por ter um teto pra descansar à noite; obrigado pela minha família; por meus amigos; obrigado por sempre me proteger no meu dia a dia; obrigado pelo sol que se levanta... Muito obrigado porque sempre está bem perto de mim, me protegendo, me amando, me guiando rumo à verdadeira felicidade... Glórias e louvores a Ti, meu Deus!"

Amigos, muito interessante nossa passagem de hoje, não é?

Para o leitor descompromissado com a palavra e que passa despercebido com pressa sobre os versículos pode até pensar que Jesus "ignorava" sua mãe e seus parentes. Eu DISCORDO, com todas as letras garrafais, desse tipo de interpretação. Tendo em vista que Jesus obedecia e vivia plenamente os mandamentos de Deus, Ele seria incapaz de desrespeitar o mandamento do Decálogo que diz que devemos honrar pai e mãe... ou você acha que Ele seria capaz disso?

Muito se diz, polemicamente, sobre os irmãos e irmãs de Jesus, se você tem essa dúvida ainda, existe um artigo nesse blog muito rico sobre o tema, é só clicar aqui que será direcionado para ele... o artigo é do dia 16 de julho do corrente ano e é a respeito dessa mesma passagem de hoje.
Por hoje, quero analisar nossa passagem a partir de uma ótica diferente: A família divina criada entre aqueles que seguem a palavra de Deus.

Quando vou fazer minhas reflexões, gosto muito realmente de ficar um certo tempo refletindo, ruminando, a palavra em questão. Geralmente leio, uma, duas vezes antes de dormir e fico remoendo a passagem em mim, de modo que durmo pensando na palavra.

Ao acordar hoje, lembrei-me de meus primeiros anos na Renovação Carismática. Tínhamos uma bandinha que tocava em nosso grupo de oração e vivíamos com tanto entusiasmo pela obra, que as pessoas, aos poucos, se aproximavam de nós, começavam a caminhar conosco, nos ajudando nos eventos em que participávamos e, de repente, estavam fazendo parte da banda... mesmo não sabendo tocar nada!

Assim se formou a família Via Crucis. E posso dizer que foi linda, em toda concepção dessa palavra. As pessoas sentiam necessidade de estarem juntas, de fazerem projetos juntos, de viverem a radicalidade do Evangelho. Porém, como toda árvore tem seu ciclo vital, ela nasceu, cresceu, deu frutos e morreu.

Lembro-me bem que ao perguntar a um amigo o motivo de ele ter se juntado a nós, ele respondeu que no início ele via algo de difente entre nós e quis saber o que era. Ao se aproximar, provou da água do Espírito Santo e entendeu bem que os que dela bebem juntos, tornam-se irmãos, tornam-se família.

É nesse contexto que acredito que Jesus diz hoje, em nosso Evangelho, que “aquele que faz a vontade do Pai, que está nos céus, esse é Seu irmão, Sua irmã e Sua mãe” (Mt 12, 50), pois todos nós passamos a fazer parte da mesma família de filhos e filhas de Deus.

Assim vejo, hoje, meus irmãos do grupo de oração. São como irmãos que escolhemos ter, amigos fiéis que nutrem o amor em sua essência, aquele que só vem de Deus. E quando passamos a viver essa experiência de provar do amor que vem de Deus, passamos a amar, verdadeiramente, até mesmo aquelas pessoas que nunca vimos na vida! Sofremos com seus sofrimentos, ficamos incomodados com suas necessidades e passamos a nos doar por eles. Só quem já experimentou isso para saber quão gostoso e incomparável é...

Lembro-me bem da experiência de uma amiga que sempre teve dificuldades em suas amizades seculares e não acreditava que existissem, de fato, amizades verdadeiras, sem jogos de interesse e, depois de grandes decepções, relutava em investir em novas amizades. Ela nem percebeu, depois de entrar em um grupo de oração, que começou a se aproximar paulatinamente das pessoas, viver experiências concretas de oração e, de repente, seu coração se abriu para novas amizades, curando os traumas do passado.

Se você ainda não conhece tudo isso que acabou de ler, não experimentou ainda, o que te convido é experimentar do verdadeiro amor que vem do céu. Não há livros de receita, não há fórmulas mágicas, é só se abrir para o mover do Espírito Santo.

Que você possa viver uma verdadeira experiência do amor de Deus nesse final de semana!
Grande abraço fraternal,

Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 19,41-44

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
  
Naquele tempo, 41quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: 42“Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! 43Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. 44Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”.
 
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Amor que Faz Chorar

 

Muito bom dia, meus amigos!
  
Já deu bom dia para Jesus hoje? Já convidou o Espírito Santo a pegar o volante de sua vida e te guiar? Já agradeceu a Deus, com verdadeira gratidão, pelo sopro da vida? Já decidiu amar a todos, independentemente de como te tratem? Começo o dia convidando você a fazer isso, antes de prosseguir em nossa reflexão... apenas feche seus olhos e deixe o amor te conduzir...
  
Bem, meus amigos... que linda a passagem de hoje, não acham? Certo dia Jesus começa a chorar ao se aproximar de Jerusalém, contemplando-a e a amando.  Um tanto difícil de ser refletida, porque vem falar sobre profecias que o Senhor faz para o futuro da cidade santa... é tão interessante ver uma profecia sendo cumprida, né? Jerusalém cercada de trincheiras... e o pior de tudo é que, na maioria das vezes e desde sua origem nas cruzadas, tais trincheiras são criadas "em nome de Deus", que é paz e amor...
  
Porém, quero me atentar a um pequeno detalhe do início do Evangelho, o que acho verdadeiramente lindo, profundo, poético e que me perco horas fixo na imagem que é criada em meu interior: Jesus chorando...
  
Muitos são os motivos que podem levar uma pessoa a chorar: dor, angústia, depressão, tristeza, desespero, alegria, euforia, conquista, perda, paixão e amor... muito amor...
  
O que levou Jesus a chorar, a exemplo do que acontecera na morte de Lázaro, foi o abundante amor que Ele tinha e tem pela cidade amada de Deus... que outra cidade é cantada em versos divinos?
  
Você, com certeza, já viveu a experiência de ter o coração transbordante de amor por alguém ou por algo e não ter tal sentimento retribuído... dores da pré-adolescência, né? Pois é... a experiência de Jesus foi bem parecida com isso...
  
Ele veio por ela, pelos habitantes dela e acabaram levando Ele para a cruz... Quanta reciprocidade!
  
Você já parou para pensar que o mesmo, muitas vezes, acontece conosco também? Isso mesmo, comigo e com você! 
  
Jesus sabe de tudo o que acontece conosco, sabe de tudo que praticamos, sabe o que se passa em nosso interior, sabe dos nossos pensamentos mais íntimos. Muitas vezes Ele chora, também, ao permanecer à porta de nosso coração, batendo, querendo entrar, querendo ceiar conosco, querendo derramar sobre nós o seu amor abundantemente, querendo nos dar sua vitória e, muitas vezes, o ignoramos! Pior ainda, muitas vezes até mesmo duvidamos de sua existência, de sua realeza...
  
Realmente não existe coisa que mais machuque o coração de quem ama do que a indiferença, do que sentir que para o outro você a sua presença não significa muita coisa ou nada.
  
Aqueles que constantemente abrem a porta de seus corações para Jesus sabem muito bem a diferença que é entre você viver sozinho, desprotegido e viver ao lado de Jesus, protegido e amado por Ele.
  
Não sei se você tem feito Jesus chorar por causa de indiferença, também. Porém, venho te convidar a viver a profundidade do seu amor. Então, volte ao início deste post e procure criar intimidade com o Senhor e, uma vez criada (ou recriada), que você possa mergulhar mais fundo as experiências de amor que começará a experimentar.
  
Retire suas máscaras, diante do Senhor, e seja verdadeiramente quem realmente é. Não queira buscar explicações. Amor não se explica, apenas se vive.
  
Grande abraço fraternal,
  
  
Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 19,11-28

— O Senhor esteja conosco.
­— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
 
Naquele tempo, 11Jesus acrescentou uma parábola, porque estava perto de Jerusalém e eles pensavam que o Reino de Deus ia chegar logo. 12Então Jesus disse:

“Um homem nobre partiu para um país distante, a fim de ser coroado rei e depois voltar. 13Chamou então dez dos seus empregados, entregou cem moedas de prata a cada um e disse: ‘Procurai negociar até que eu volte’. 14Seus concidadãos, porém, o odiavam, e enviaram uma embaixada atrás dele, dizendo: ‘Nós não queremos que esse homem reine sobre nós’. 15Mas o homem foi coroado rei e voltou. Mandou chamar os empregados, aos quais havia dado o dinheiro, a fim de saber quanto cada um havia lucrado.

16O primeiro chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam dez vezes mais’. 17O homem disse: ‘Muito bem, servo bom. Como foste fiel em coisas pequenas, recebe o governo de dez cidades’. 18O segundo chegou e disse: ‘Senhor, as cem moedas renderam cinco vezes mais’. 19O homem disse também a este: ‘Recebe tu também o governo de cinco cidades’. 20Chegou o outro empregado e disse: ‘Senhor, aqui estão as tuas cem moedas que guardei num lenço, 21pois eu tinha medo de ti, porque és um homem severo. Recebes o que não deste e colhes o que não semeaste’.

22O homem disse: ‘Servo mau, eu te julgo pela tua própria boca. Tu sabias que eu sou um homem severo, que recebo o que não dei e colho o que não semeei. 23Então, por que tu não depositaste meu dinheiro no banco? Ao chegar, eu o retiraria com juros’. 24Depois disse aos que estavam aí presentes: ‘Tirai dele as cem moedas e dai-as àquele que tem mil’. 25Os presentes disseram: ‘Senhor, esse já tem mil moedas!’ 26Ele respondeu: ‘Eu vos digo: a todo aquele que já possui, será dado mais ainda; mas àquele que nada tem, será tirado até mesmo o que tem. 27E quanto a esses inimigos, que não queriam que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui e matai-os na minha frente’”. 28Jesus caminhava à frente dos discípulos, subindo para Jerusalém.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Investidores do Céu

Muito bom dia, amados de Jesus!
  
Como foi o dia de ontem?
  
A palavra do Senhor nos aconselha que em tudo devemos dar graças... que tal fazermos um pequeno exercício de louvor nesse momento? Reflita um pouquinho sobre como foi seu ontem e faça o seu agradecimento a Deus, tanto pelas coisas boas, quanto pelas ruins... Só Ele pode tirar o bem de coisas ruins...
  
Muito bem, meus amigos... a palavra de hoje me leva a pensar muito sobre o atual momento de crise econômica em que o mundo está inserido... principalmente para mim, que lido com dinheiro basicamente o dia inteiro no banco, sei muito bem do quanto as pessoas são exigentes com seus dinheiros, com suas riquezas, com suas economias... Imagino muito bem o quanto aquele nobre ficou decepcionado com o servo preguiçoso que, nem ao menos, aplicou o dinheiro em um investimento tradicional, como poupança, para que o dinheiro não fosse reapresentado na mesma quantia...
  
Antes de dormir ontem, dei uma lida no trecho de hoje e fiquei refletindo... refletindo... o que causou uma certa preocupação, principalmente em relação aos servos de grupos de oração, de comunidades religiosas, que muitas vezes vivem o comodismo de se contentarem com o mesmo número de pessoas na assembléia!
  
Qual é a riqueza de Deus além de seus filhos amados? Entre eles se encontram prostitutas, drogados, traficantes, andarilhos, menores de rua, adúlteros, jovens problemáticos, rebeldes sem causa, emos, homossexuais, alcoólatras... pessoas que geralmente são sempre vítimas de preconceitos e esquecidas pelas pessoas "certinhas", descompromissadas com a transformação social.
  
Se sabemos e temos consciência de que a coisa mais valiosa para Jesus são suas ovelhas perdidas, qual é a coisa mais sábia a fazer senão promover o crescimento de seu tesouro, aumentando seu rebanho?
  
Assim, feliz o coordenador que recebe parte do tesouro e o trabalha, retornando dez, cinco vezes mais quando o Senhor pedir prestação de contas. Esse realmente é fiel e trabalha pensando sempre no crescimento do reino. Porém, ai daquele que vive o ostracismo e se contenta com o mesmo número de pessoas na assembléia.
  
É necessário ser audacioso, ser estrategista e como aplicadores audaciosos, saberem enxergar os investimentos mais seguros e com retorno certo! Isso só é revelado através de uma entrega verdadeira ao Espírito Santo, que é infalível e sempre mostra o melhor caminho àqueles que são íntimos seus.
  
Mas isso não diz respeito somente a coordenadores! Todos nós somos chamados a participarmos ativamente do enriquecimento do tesouro de Jesus. O que você tem feito para que isso aconteça? Tem, ao menos, convidado pessoas a irem ao seu grupo de oração?
  
É necessário refletirmos seriamente sobre isso para que, ao prestarmos conta, não sejamos surpreendidos com a severidade do Senhor.
  
Que o Espírito Santo guie a cada um nessa luta diária!
  
Grande abraço fraternal,

Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Evangelho do Dia - Lucas 19,1-10

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. 2Havia ali um homem chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. 3Zaqueu procurava ver quem era Jesus, mas não conseguia, por causa da multidão, pois era muito baixo. 4Então ele correu à frente e subiu a um sicômoro para ver Jesus, que devia passar por ali.
 
5Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima e disse: “Zaqueu, desce depressa! Hoje eu devo ficar na tua casa”. 6Ele desceu depressa, e recebeu Jesus com alegria. 7Ao ver isso, todos começaram a murmurar, dizendo: “Ele foi hospedar-se na casa de um pecador!” 8Zaqueu ficou de pé, e disse ao Senhor: “Senhor, eu dou a metade dos meus bens aos pobres, e se defraudei alguém, vou devolver quatro vezes mais”. 9Jesus lhe disse: “Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão. 10Com efeito, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido”.
 
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Ir Além do Ouvir Falar de Jesus



Muito bom dia, meus amigos!
  
É com muita alegria que aqui estou novamente para juntos refletirmos o Evangelho de hoje!
  
Essa passagem faz parte, de forma marcante, do meu processo de conversão... Foi no início de 1996 quando escutei, pela primeira vez, uma pregação a respeito de alguém que "havia ouvido falar de Jesus" e queria saber quem era aquele homem que fazia milagres.
 
Aquele homem era chefe dos cobradores de impostos. Sabemos bem que a fama de tais profissionais não era das melhores, pois havia a prática de enriquecimento ilícito por tais pessoas. Porém, aquele encontro com Jesus fez com que aquele cobrador de impostos repensasse sua vida, seus atos e mudasse completamente suas atitudes, chegando a restabelecer o que havia tirado dos outros.
  
Há muitos Zaqueus entre nós, pessoas que apenas ouviram falar de Jesus e que batem no peito e se dizem cristãos quando o IBGE passa fazendo o censo demográfico, mas que são desmentidos através de seus atos diários, que de cristãos não têm nada.
  
Falando de minha experiência, eu já participava de uma comunidade de jovens, era atuante e participava de tudo o que meu grupo promovia a ponto de estar participando da equipe de dirigentes em menos de um ano de participação.
  
Porém, faltava a mim o mais importante: eu não conhecia Jesus de fato! Eu não tinha experiências de vida de oração; não havia provado de seu poder curador; eu não havia, ainda, deitado em seu colo e deixado que Ele curasse minhas feridas...
  
Sendo bem sincero, esses "negócios" de oração de cura interior, de profecias, de revelações, de imposição de mãos, de efusão do Espírito Santo, de oração em línguas, para mim, era tudo "balela" que os evangélicos tinham inventado para arrebanhar e converter os desviados, no mundo... e eu estava profundamente enganado.
  
Assim como Zaqueu, fui ao conglomerado de pessoas que eram atraídas pela presença de Jesus em um acampamento de jovens em Goianira. Ficava escondido, só olhando de longe e analisando tudo o que estava acontecendo, com ar bem desconfiado. Estava escondido no meu sicômoro interior, quando, numa oração de cura interior cheia de revelações, Jesus se apresentou a mim de maneira bem diferente do que eu havia experimentado em minha vida. Mostrou segredos, com detalhes, que eram só meus e que me machucavam bastante e, apontando para o meu coração, dizia que era necessário que eu o acolhesse.
  
E assim a história de minha vida foi dividida em antes e depois de Cristo.
  
Só que não podemos parar simplesmente na experiência de recebermos a graça de vivermos uma experiência íntima e pessoal com o Mestre. O que de graça recebemos, de graça devemos passar adiante. E assim, devemos emprestar nossas mãos, nossas bocas, nossos olhos, nossos braços, nossos pés, nosso corpo inteiro para que Jesus continue manifestando seu amor em nosso meio.
  
O que você tem feito para que Jesus chegue a outros Zaqueus?
 
Que o Espírito Santo nos conduza a uma verdadeira experiência pessoal com nosso Senhor a cada dia e que, a exemplo daquele chefe de cobradores de impostos, essa experiência gere verdadeiros atos de arrependimento e conversão de nossas más ações.
 
Grande abraço fraternal,


Márcio Gomes Pacheco
Leia Mais

Vamos ler: LUCAS 18, 35-43!

— O Senhor esteja conosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

35Quando Jesus se aproximava de Jericó, um cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmolas. 36Ouvindo a multidão passar, ele perguntou o que estava acontecendo. 37Disseram-lhe que Jesus Nazareno estava passando por ali. 38Então o cego gritou: "Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!" 39As pessoas que iam na frente mandavam que ele ficasse calado. Mas ele gritava mais ainda: "Filho de Davi, tem piedade de mim!"
40Jesus parou e mandou que levassem o cego até ele. Quando o cego chegou perto, Jesus perguntou: 41"Que queres que eu faça por ti?" O cego respondeu: "Senhor, eu quero enxergar de novo". 42Jesus disse: "Enxerga, pois, de novo. A tua fé te salvou". 43No mesmo instante, o cego começou a ver de novo e seguia Jesus, glorificando a Deus. Vendo isso, todo o povo deu louvores a Deus.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Clamemos com FÉ e sinceridade!


Olá, filhos de Deus!

A passagem do Evangelho de hoje é muito profunda... Convido você a fazer a experiência que eu fiz: ler várias vezes, montando a imagem de todo o acontecimento em sua mente...

Aquele cego estava à beira do caminho e sabia que cedo ou tarde Jesus poderia passar por ali. Quando ele escutou o barulho perguntou o que era, e responderam que era Jesus quem passava. Ele imediatamente começou a gritar "Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!". E Jesus o escutou, mandou que o levassem até Ele para curá-lo.

Meus irmãos, esta passagem nos fala da FÉ! Quantas vezes estamos dentro de uma igreja, uma capela e custamos a crer que Jesus está presente nesse lugar, mesmo sabendo da presença da Santa Eucaristia. Quantas vezes estamos num grupo de oração e o ministro de oração nos fala que Jesus está presente, que podemos orar e falar com Ele, mas nós preferimos ficar calados, parados e deixar a oportunidade passar.

Tolos somos nós se deixamos as nossas oportunidades passarem! Devemos ser como esse cego, que depositou toda a sua esperança em Jesus... Ele sabia que Jesus o podia curar, bastava que ele O clamasse. E nós também sabemos que o Senhor pode nos curar, restaurar os corações, libertar de todo tipo de maldade e prisão. Nós também sabemos! Mas então por que não clamar a cada instante? Por que não depositar toda a confiança nEle? Porque falta !

No final desta passagem Jesus diz: "Enxerga, pois, de novo. A tua fé te salvou." Se orarmos com toda a fé e confiança do nosso coração, se entregarmos 100% das nossas vidas nas mãos de Deus, Ele fará tudo que é melhor para nós, porque o Seu amor é imensurável.

Termino com um breve testemunho: quando fui nomeada para o cargo público que ocupo hoje (por obra de Deus!), o horário disponível para que eu trabalhasse era impossível pra mim. Tentei de todas as formas humanas que o horário fosse mudado. Não consegui. Numa sexta-feira, desesperada, finalmente depositei toda a minha confiança em Jesus e, chorando, falei "Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim e organiza esse horário pra que eu possa trabalhar!". Enxuguei minhas lágrimas e enchi meu coração de fé. No mesmo fim de semana fiquei sabendo que meu horário de trabalho havia sido organizado e eu poderia trabalhar no horário que era compatível para mim.

Por isso que eu disse no início que essa passagem é muito profunda, porque eu realmente já a experimentei; posso dizer que não há nada mais feliz do que confiar plenamente em Deus, deixá-Lo agir, sentir e ver as maravilhas que Ele prepara para as nossas vidas...

Tenhamos cada dia mais FÉ! Se achamos que temos muita, estamos errados, devemos buscar e exercitar ainda muito, muito mais! Que o Espírito Santo desça sobre cada um de nós!

Anaíle Flôres de Paula
Leia Mais

Pai Nosso




Se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando o meu coração ao amor, será inútil dizer: Pai nosso.

Se os meus valores são representados pelos bens da terra, Será inútil dizer: Que estais no céu.

Se penso em ser cristão apenas por medo, supertição e comodismo, será inútil dizer: Santificado seja o vosso nome.

Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidade, Será inútil dizer: Venha a nós o vosso reino.

Se no fundo o que eu quero mesmo é que todos os meus desejos se realizem, será inútil dizer: Seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no céu.

Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos, que passam fome, será inútil dizer: O pão nosso de cada dia nos dai hoje.

Se não me importo em ferir, injustiças, oprimir e magoar aos que atravessam os meus caminhos, será inútil dizer: Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.

Se escolho sempre o caminho mais fácil que nem sempre é o caminho de Cristo, será inútil dizer: E não nos deixeis cair em tentação.

Se por minha vontade, procuro os prazeres materiais e tudo o que é proibido me seduz, será inútil dizer: Livrai – nos do mal...

Se sei que sou assim, continuo me omitindo e nada faço para me modificar, será inútil dizer: AMÉM.
Leia Mais

Evangelho: MATEUS 25, 14-30

— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós!
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, † segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, Jesus contou esta parábola a seus discípulos:

14Será também como um homem que, tendo de viajar, reuniu seus servos e lhes confiou seus bens. 15A um deu cinco talentos; a outro, dois; e a outro, um, segundo a capacidade de cada um. Depois partiu. 16Logo em seguida, o que recebeu cinco talentos negociou com eles; fê-los produzir, e ganhou outros cinco. 17Do mesmo modo, o que recebeu dois, ganhou outros dois.
18Mas, o que recebeu apenas um, foi cavar a terra e escondeu o dinheiro de seu senhor. 19Muito tempo depois, o senhor daqueles servos voltou e pediu-lhes contas. 20O que recebeu cinco talentos, aproximou-se e apresentou outros cinco: - Senhor, disse-lhe, confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que ganhei. 21Disse-lhe seu senhor: - Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu senhor. 22O que recebeu dois talentos, adiantou-se também e disse: - Senhor, confiaste-me dois talentos; eis aqui os dois outros que lucrei. 23Disse-lhe seu senhor: - Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu senhor. 24Veio, por fim, o que recebeu só um talento: - Senhor, disse-lhe, sabia que és um homem duro, que colhes onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. 25Por isso, tive medo e fui esconder teu talento na terra. Eis aqui, toma o que te pertence. 26Respondeu-lhe seu senhor: - Servo mau e preguiçoso! Sabias que colho onde não semeei e que recolho onde não espalhei. 27Devias, pois, levar meu dinheiro ao banco e, à minha volta, eu receberia com os juros o que é meu. 28Tirai-lhe este talento e dai-o ao que tem dez. 29Dar-se-á ao que tem e terá em abundância. Mas ao que não tem, tirar-se-á mesmo aquilo que julga ter. 30E a esse servo inútil, jogai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.
Leia Mais

Os talentos...


Bom dia, amados!

Neste domingo temos a parábola dos talentos para refletir... Peçamos inicialmente que o Espírito Santo nos conceda olhos e ouvidos espirituais para receber essa passagem de hoje.

Observemos que o homem deu cinco talentos a um de seus servos; a outro deu dois talentos e a outro deu apenas um. Por que tal distribuição desigual? O próprio Evangelho nos responde: a distribuição ocorreu "segundo a capacidade de cada um". Ao servo mais preguiçoso confiou apenas um talento, para que este talento não se tornasse um grande peso para ele.

Assim é Deus conosco. Ele é tão perfeito que confia a cada um a missão que é capaz de exercer, para que ela não se torne um peso. Mas nós, muitas vezes, somos como aquele servo preguiçoso que enterra seus dons, não cuida de sua missão, porque a enxerga como um peso, um motivo de cobrança, não sabendo apreciar os talentos divinos.

O talento - a missão - é graça de Deus, é mais uma forma de exteriorização do amor dEle por nós! Devemos receber cada dom de coração aberto e fazer com que produzam frutos do Espírito Santo. Não importa o tamanho nem a quantidade de talentos, o que importa de verdade é ser fiel e fazer com que eles se multipliquem.

E o maior talento de um ser humano é o AMOR. Este é um talento que Deus confere a todos nós e quer que seja infinitamente multiplicado. A partir dele, muitos outros talentos nos são concedidos, se somos fiéis, se amamos de forma verdadeira.

Que tipo de servo você tem sido? Um servo fiel, que recebe muitos dons a partir do dom maior - amor - e os multiplica? Ou um servo preguiçoso, que diante de uma pequena missão já se sente fadigado, prefere enterrar os dons a exercitá-los e produzir frutos de puro amor?

É a primeira vez que reflito melhor sobre essa parábola, talvez também seja a sua primeira vez. Que essa reflexão produza em cada um de nós atitudes de fidelidade! Que não seja apenas mais uma vez que você lê a parábola dos talentos... Deus nos dá inúmeras oportunidades, a cada instante, de mudarmos de vida e buscarmos ser melhores! Não desperdicemos as nossas chances!

Anaíle Flôres de Paula
Leia Mais

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN