Ocorreu um erro neste gadget

Quero a Misericórdia e Não o Sacrifício







No evangelho de hoje, Jesus vem mostrar seu senhorio sobre tudo e todos, sendo até mesmo o senhor do tempo.

O sábado para os judeus daquela época era considerado um dia inviolável, fazia parte de uma série de observâncias que todos daquela época deviam respeitar sem nenhum questionamento. Chegando ao ponto de ser um fanatismo, pois quem desrespeitava estas leis devia oferecer sacrifícios no templo em favor do não cumprimento da lei.

Muitos eram submetidos a fazerem sacrifícios pelo fato de violarem as observâncias da lei. Eram imolados muitos animais, para se receber o perdão de tais faltas.

Jesus ensina uma nova forma de pensar neste evangelho;

“Quero a misericórdia e não o sacrifício” Mt 12, 7b

O sacrifício impedia a misericórdia agir na vida das pessoas daquela época, fazendo com que essas ficassem à mercê de práticas que não levavam por completo a Deus.

A misericórdia de Deus por nós e imensurável, não tem medidas. Em nosso caminhar temos que acreditar nela, pois somos imperfeitos por natureza, e passíveis de tribulações, as quais podem nos fazer tremer.

Muitos irmãos, como os fariseus da época de Jesus, buscam a misericórdia de Deus através de sacrifícios exagerados, sendo essa gratuita a todos. É insensato buscar Deus através de penitências que levam à dor física e ao desfalecer do corpo.

Não é errado ir à Trindade a pé, por exemplo. Desde que o romeiro saiba seu limite físico, a caminhada pode ser, sim, uma profunda conversão espiritual. Deus não quer que cheguemos ao desfalecimento ou machucar o nosso corpo. Temos que ter em mente que nós somos templo vivo do Espírito Santo. Logo, este templo não pode ser destruído em nome de Deus, sendo Ele quem o criou.

A misericórdia de Deus vem em auxilio de nossa fraqueza. Mas Jesus preveniu seus discípulos quanto a buscar a Deus através do jejum e a oração. Ele fala que certos espíritos imundos só podem ser expulsos mediante estes dois gestos que nos levam a Deus.

A igreja sempre foi a favor do jejum e da abstinência, mas com cautela. O exagero não convém em nenhum caso. Alguns irmãos não podem ser adeptos a tais atos de fé por questões de saúde.

De tudo o que foi mencionado vale ressaltar outra parte do evangelho:

“De fato, o Filho do Homem é senhor do sábado”. Mt 12, 8

O senhor Jesus é o Senhor do sábado e de todos os dias. O Senhor de tudo e todos. É Ele maior que toda a criação, pois o tempo e nós mesmos fomos criados por Deus. Não é a criatura maior que o Criador.

Assim neste dia vamos confiar na misericórdia de Deus que nos resgata de qualquer tribulação. Que o Senhor nos faça capazes e merecedores desta misericórdia que é para todos.

Amém.



Paulo Henrique

1 Comentário(s). Clique aqui!:

Marcio Pacheco disse...

Paulo Henrique,


fiquei maravilhado da unção que o Espírito Santo derramou sobre você para escrever essa reflexão do evangelho...

Realmente, não podemos tentar "fazer gambira" com Deus... rs

Que o Senhor continue te abençoando cada vez mais!

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN