Ocorreu um erro neste gadget

Contra a Teologia da Prosperidade




Muito bom dia, meus amigos!

O evangelho de hoje é um daqueles que fazem com que nós questionemos a constante onda da chamada teologia da prosperidade. São muitos os segmentos cristãos que vivem prometendo algo como prêmios para aqueles que passarem a frequentar suas reuniões. São inúmeras divulgações de testemunhos de pessoas que se encontravam quebradas, falidas ou que simplesmente eram assalariadas e que passaram a ter um patamar de vida bem superior ao que antes era vivido.

Meus amigos, não quero dizer aqui que tais coisas sejam impossíveis de acontecer. Até mesmo porque há uma mudança de atitude drástica na vida daqueles que tinham a vida completamente bagunçada, resumida em momentos de bebedeiras diárias, compras compulsivas sem mesmo terem condição de acumularem as parcelas de preço reduzido que bombardeiam os comerciais diariamente e que apelam para que as pessoas sejam cada vez mais consumistas, além daquelas pessoas que vivem um mundo de fantasia, querendo ser aquilo que estão longe de ser, porque o orgulho as sufoca a ponto de chegarem a gastar o salário de um mês inteiro na compra de uma calça jeans ou qualquer outro item de vestuário.

Tais pessoas passam por um verdadeiro processo de revisão de vida, que muitas vezes é refletida em vícios que as acompanhavam a vida inteira. Porém, o que Jesus vive nos alertando na santa palavra é que, da mesma maneira que Ele foi perseguido, também o serão aqueles que decidirem segui-lo.

Isso significa que nossas vidas passarão a ser semelhantes aos mistérios do terço, que são baseados na vida de Jesus. Primeiro temos os mistérios gozosos, que refletem o nascimento de Jesus e sua infância; numa sequência lógica, temos em seguida os mistérios luminosos, que nos levam a refletir a vida pública de Jesus; então, temos os mistérios dolorosos, que nos fazem mergulhar nos momentos da agonia e morte do Senhor; e, por fim, temos a reflexão dos mistérios gloriosos, que nos prometem a vitória sobre quaisquer coisas.

A exemplo do que viveu Jesus, assim também é a promessa que Ele nos faz. Nesse evangelho de hoje, o Senhor fala com claridade que momentos difíceis aguardam aqueles que o seguirem. As pessoas facilmente são taxadas de fanáticas, muitas vezes são excluídas de grupinhos (na realidade a própria pessoa percebe que já não encaixa mais na ideologia do grupo e passa por um processo de querer resgatar os outros).

“Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé."

Entretanto, o próprio Senhor nos promete que seremos sempre acessorados pelo Espírito Santo, o que nos faz sermos sempre confiantes nesses momentos de aflição.

A sensação que se tem é a da criança que, quando segura na mão de seu pai, não tem medo de nada nem de ninguém. Ao lado do pai ele se torna guerreiro, de coragem e fé inabaláveis.

Assim também acontecem com aqueles que nascem uma vida nova em Jesus, repletos do Espírito Santo.

Finalizando nossa reflexão, exorto para que fiquem com o pé atrás de tudo aquilo que vierem prometer uma vida econômica fácil e milagrosa. No caso da teologia da prosperidade, todo o discurso "salvador" acaba se centralizando em aspectos econômicos, principalmente quando dizem que quanto maior for a fé da pessoa, maior é a doação que ela faz para os cofres das igrejas e, proporcional, será o retorno que terão em suas vidas. Parece uma espécie de investimento em uma bolsa econômica celestial, né?

  
 Como diz o ditado, "quando a esmola é grande, até o santo desconfia".


Grande abraço fraternal,

Márcio Gomes Pacheco

1 Comentário(s). Clique aqui!:

Monike disse...

Boa tarde, Márcio!

Muito legal sua reflexão...

Jesus anuncia hoje que devemos confiar Nele e entendermos que muitas vezes é na dor que provaremos nossa força e nossa fé. Se estivermos com Jesus, mesmo com as nossas fragilidades e pecados, teremos no coração a esperança de vitória, e não teremos o desejo de querer descobrir aquilo que ainda não aconteceu.

"Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater."

Estar com Jesus e acolher Suas vontades é seguro de vida. Porém, isso não significa que não seremos perseguidos pelos homens, e até mesmo por pessoas da nossa própria família.

"Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!"

Então, sejamos fiéis ao Senhor!!!

Que Deus abençoe a todos!

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN