Ocorreu um erro neste gadget

5 pedrinhas - O jejum

por Prof. Reginaldo Pacheco



Quando nos sentimos incapazes para enfrentar grandes desafios, podemos encontrar a força de Deus, através de um bom jejum. Mas o que podemos entender por um bom jejum?

Primeiro precisamos entender o que é o jejum. Muitas pessoas possuem uma concepção equivocada a respeito do jejum, pois acham que jejum só existe quando alguém consegue abster-se completamente de todo e qualquer tipo de alimento.

Existem diversas formas de se fazer um jejum. Então, uma pessoa que não possui o hábito de fazê-lo deve iniciar a sua prática gradativamente, para que não ocorram reações adversas no seu organismo e para que, dentro de algum tempo, consiga atingir estágios mais avançados. Não tem como darmos desculpas, como: “Eu não faço jejum porque eu num dou conta!”. São inaceitáveis!

A experiência do jejum deve ser bem conduzida para que ele seja eficaz na nossa vida. Há três fases no jejum que precisam ser observadas atentamente e com zelo: a preparação, o desenvolvimento e o término.

Na preparação, é bom que se faça uma boa oração de entrega, despojando-se completamente nas mãos de Deus, expondo-lhe qual a intenção do jejum. É importante um momento de clamor pelo Espírito Santo para que Ele venha ser auxílio durante o período de jejum pretendido. É bom lembrar que o fortalecimento pretendido é espiritual!

No desenvolvimento, é preciso muita cautela, para que não se faça do jejum motivo de vanglória pessoal. Isso porque muitas pessoas acabam falando que estão jejuando quando são interrogadas sobre o porquê de não participarem de refeições naturalmente.

E quando isso ocorre, compromete-se o efeito do jejum: “Quando jejuardes, não tomeis um ar triste como os hipócritas, que mostram um semblante abatido para manifestar aos homens que jejuam. Em verdade vos digo: já receberam sua recompensa.” – Mt. 6, 16. Segundo Jesus, se queremos uma recompensa do Pai, não podemos demonstrar aos homens quando jejuamos.

Não se pode, então, cometer gestos como o de bater no peito e dizer que se está de jejum, pois isso nada mais é do que um sinal de imaturidade espiritual.

No término, é importante uma boa oração de louvor, em agradecimento a todo o transcorrer do jejum e pela certeza da força espiritual enviada por Deus.

Se fizermos uma viagem por toda a Sagrada Escritura, encontraremos vários exemplos de momentos em que o povo de Deus, diante de grandes desafios, clama pela ajuda do Senhor através do jejum.

O nosso Senhor Jesus Cristo também se utilizou do jejum antes de iniciar sua grande missão. Logo após ser batizado, “foi conduzido pelo Espírito Santo ao deserto...” e ali “jejuou durante quarenta dias e quarenta noites”, sendo fortemente tentado pelo demônio por três vezes - Mt. 4.

O jejum é uma forte arma contra o inimigo de Deus, pois conseguimos enxergar as suas ciladas e assim resistir as suas tentações com os olhos espirituais que nos são dados por esta mortificação da carne. Ele alimenta a alma!

Portanto, é imprescindível que façamos da prática do jejum um hábito, principalmente, em “dias santos” e na preparação para festas litúrgicas – Catecismo - § 2043.

Se você tem um desafio pela frente, comece agora mesmo a se preparar para um bom jejum e experimente a grande força que virá do alto em seu auxílio!

Fiquemos com Deus!

Sugestões de leituras:


II Crônicas 20,3

Esdras 8,21

Daniel 10,2-3

Romanos 8


Livro: Como fazer jejum? – Pe. Jonas Abib.

1 Comentário(s). Clique aqui!:

Danilo disse...

Ficou muito bom seu artigo, Reginaldo!
muito esclarecedor.. tinha coisas q eu não sabia. gostei!
que Deus continue lhe abençoando!!

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN