Ocorreu um erro neste gadget

Não podemos servir a Deus e ao dinheiro!


A passagem do evangelho segundo São João (capítulo 2, versículos 13-22), nesta quarta-feira, fala sobre a atitude de Jesus de expulsar os vendilhões do templo.

A meu ver, esta é uma passagem bastante difícil de se analisar, porque é complicado imaginar Jesus nervoso, expulsando pessoas, derrubando mesas de cambistas e tudo mais. Mas como a própria Palavra diz: "O zelo por tua casa me consumirá", e foi este zelo que levou Jesus àquela atitude.

Cristo foi contra o costume dos judeus de venderem animais na porta do templo para serem sacrificados, além de outras práticas comerciais que eram realizadas na época, num local que deveria ser usado somente para a adoração a Deus.

Queridos, misturar dinheiro e religião é sempre algo polêmico. É óbvio que toda religião precisa de dinheiro para se sustentar, para pagar suas despesas diárias, para levantar seus templos, para ajudar aos mais necessitados que batem à sua porta. Mas o problema começa quando se extrapola os limites do necessário. Como a própria Campanha da Fraternidade nos ensinou no ano de 2010, não podemos servir a Deus e ao dinheiro. Portanto, o dinheiro não pode ser buscado a qualquer custo por nenhum cristão, como se fosse a sua própria felicidade, muito menos pode ser um objetivo de uma organização religiosa, como infelizmente vemos por aí.

Dessa forma, com a expulsão dos vendilhões do templo, Jesus quis mostrar que a religião não pode ser usada para obtenção de lucro! A religião existe para levar pessoas para mais perto de Deus! Jesus quis mostrar que as práticas dos judeus da época estavam erradas e Ele veio ao mundo justamente para denunciar o pecado e se entregar em favor dos pecadores. Por isso Ele disse que destruiu aquele templo e o levantaria em 3 dias: para mostrar que o verdadeiro templo é Cristo ressuscitado, e através dEle fomos redimidos.

Hoje também nós somos todos templos de Deus Pai, do Filho Redentor e do Espírito Santo. Portanto, cuidado com o que você faz com sua vida, pois dentro de você há alguém muito importante e especial.

Da mesma maneira, devemos ter cuidado com o que fazemos com as outras pessoas, com os nossos irmãos, pois também eles são templos do Santo Espírito, e nada desagrada mais o Pai do que ver seu filho ser maltratado, assim como, se agradamos e fazemos o bem a um filho de Deus, também estamos agradando ao Pai.

Pensemos nisto, meus irmãos! Cuidemo-nos uns dos outros, como Cristo cuida de cada um de nós e sejamos, sempre, verdadeiros adoradores!

Anaíle Flores de Paula Pacheco
Membro do Grupo de Oração Semeador Inhumas/GO

0 Comentário(s). Clique aqui!:

Postagens mais visitadas

Ouça a Rádio Canção Nova



Seguidores

 

Sobre A Boa Semente!

A Boa Semente foi fundada em 2007. É uma criação do Grupo de Oração Semeador, da Renovação Carismática Católica da cidade de Inhumas GO. É um instrumento de evangelização sem fins lucrativos.

Sua principal missão é semear a Boa Semente através de reflexões diárias do evangelho. Você também pode fazer parte dessa família, entre em contato conosco e saiba como!

Os artigos são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Deus te abençoe sempre!

Visite Meu Canto Secreto e descubra mais sobre o autor desse instrumento de evangelização. Mais uma criação Vocenanet.com VCN